Unlimited PS Actions, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Design & Illustration
  2. Drawing
Design

Fundamentos de Anatomia Humana: Noções Básicas do Rosto

by
Difficulty:BeginnerLength:LongLanguages:
This post is part of a series called Human Anatomy Fundamentals.
Human Anatomy Fundamentals: Flexibility and Joint Limitations
Human Anatomy Fundamentals: Advanced Facial Features
This post is part of a series called Learn How to Draw.
Geometric Design: Tenfold Star in a Rectangle
Don't Take It Personally: How to Make Critique Work for You

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Final product image
What You'll Be Creating

Tendo explorado totalmente o corpo humano, é hora de começar a olhar mais de perto os detalhes dele, começando pelo rosto. A primeira coisa que o olho busca, em qualquer conjunto, é a face humana, e isso também se aplica à arte: um observador vai olhar primeiro para o rosto do seu personagem. Dominar a face, particularmente o desenho de rostos expressivos animados, é portanto um esforço que vale a pena.

Nesse tutorial nós vamos aprender os princípios do rosto, proporção, características, representação em perspectiva, e nós vamos passar aos detalhes das variações faciais na nossa próxima sessão.

1. Proporções da Face

Vista Frontal:

O crânio é uma esfera levemente achatada a qual a mandíbula é anexada, de modo que vista de frente tem a forma de um ovo, com o lado pontudo para baixo. Duas linhas perpendiculares cortam o ovo em quatro partes. Para posicionar as características:

  • Marque o ponto mediano das metades direita e esquerda: os olhos se situam no linha média desses pontos medianos
  • Divida a metade inferior em cinco: a parte inferior do nariz é dois pontos abaixo da linha média. A abertura da boca é três pontos abaixo da linha média, apenas um ponto abaixo do nariz.
  • Divida a metade superior em quatro: A linha do cabelo (quando não recuar é dois a três pontos acima da linha média. As orelhas são posicionadas entre a pálpebra superior e a ponta do nariz, mas apenas quando o rosto está nivelada. Quando estiver olhando para cima ou para baixo, a posição aparente da orelha muda (veja vistas).

É útil saber que a largura da face é geralmente cinco olhos ou um pouco menos. A distância entre os olhos é igual a um olho. Não é incomum as pessoas terem os olhos um pouco mais afastados ou juntos, mas nós percebemos quando isso acontece (olhos separados dão a impressão de inocência infantil, enquanto olhos juntos não inspiram confiança, por alguma razão). A distância entre o lábio inferior e o queixo também é o comprimento de um olho.

Outra medida é o comprimento do dedo indicador além do polegar. No diagrama abaixo, todas as distâncias marcadas são iguais a esse comprimento: altura das orelhas, linha do cabelo até sobrancelha, sobrancelha ao nariz, nariz ao queixo e pupila até pupila.

Vendo de Perfil:

Pela lateral, a cabeça é ainda um ovo afiado, mas apontando para um canto. As linhas médias agora dividem a cabeça em: frente (rosto) e trás (crânio).

No crânio:

  • A linha é bem atrás da linha central. Em tamanho e posicionamento vertical, ainda se situa entre a pálpebra superior e a ponta do nariz.
  • Em profundidade o crânio varia entre as duas linhas pontilhadas mostradas no passo 4.

No rosto:

  • As características são posicionadas do mesmo modo que acima.
  • A concavidade na base do nariz ou coincide com a linha média ou está levemente acima dela.
  • O ponto mais proeminente é a sobrancelha está um ponto acima da linha média.

2. As Características

Os Olhos e as Sobrancelhas

Os olhos são simplesmente dois arcos em forma de amêndoa. Não há uma regra em particular aqui porque a forma dos olhos varia muito, mas nós podemos observar as seguintes tendências:

  • O canto externo dos olhos pode ser mais alto do que o canto interno, mas nunca o contrário.
  • Se o olho é comparado a uma amêndoa, a parte redonda poderá estar em direção ao canto interno, com a parte afunilada no canto externo.

Detalhes dos Olhos

  • Em repouso a íris está parcialmente escondida atrás da pálpebra superior. Ela apenas se intersecciona com a pálpebra inferior se estiver olhando para baixo, ou se os olhos estiverem estreitados de modo que a pálpebra inferior sobe.
  • Os cílios se direcionam para fora e são mais curtos que a pálpebra superior (de fato é desnecessário desenhá-los a maioria das vezes).
  • Quer seja para mostrar a pequena oval ou o ducto lacrimal no canto interno, a espessura da pálpebra inferior é uma decisão pessoal e depende do estilo de cada um, assim como muitos detalhes não ficam bem necessariamente, os detalhes devem certamente diminuir com a escala do desenho.
  • O mesmo vale para a dobra da pálpebra, que contribui para a expressão e pode fazer o olhar parecer menos alerta. Eu descobri que quando o desenho é muito estilizado, ou muito pequeno, a dobra não pode ser incluída sem mudar a expressão, é melhor omiti-la.

De perfil os olhos assumem a forma de uma ponto ponta de flecha (com os lados variadamente côncavo ou convexo) com uma pequena indicação da pálpebra superior e possivelmente da inferior também. Na vida real nós não veríamos a íris pela lateral, você apenas vê a parte branca. Quando eu fiz isso no meu trabalho, eu recebi tantos comentários "isso parece muito estranho" dos leitores que eu comecei a incluir pelo menos uma indicação de íris.

Para a sobrancelha, o jeito mais simples de desenhá-la em descanso é fazê-la seguir a curva da pálpebra superior. A maioria do corpo da sobrancelha está em direção a parte interna, com a cauda externa levemente mais curta.

De perfil a forma muda completamente e se torna parecida com uma vírgula. A vírgula parece ser a continuação dos cílios antes de curvarem-se em si mesmos, e sobre os olhos, na verdade, algumas vezes ela parece conectada com os cílios, de modo que você pode desenhar uma única curva da linha superior dos olhos curvando-se para trás para formar a sobrancelha.

O Nariz

O nariz é grosseiramente em forma de cunha, uma forma que e mais fácil de visualizar e desenhar em 3D antes de detalhá-la.

A ponte do nariz e os lados são superfícies planas que podem se apenas indicadas no desenho final, apesar de que é importante colocá-las no esboço de construção de modo que a parte detalhada do nariz seja posicionada e dimensionada corretamente. Esse é lado inferior plano na nossa cunha, um triângulo truncado conectando as asas e a ponta do nariz. As asas se curvam em direção ao septo, formando as narinas, observe na vista inferior abaixo, como as linhas que formam as laterais do septo estão na frente e começam a partir da face e não o contrário. O septo apenas fica mais baixo que as asas quando visto de frente, o que também significa que na vista em 3/4, a narina mais distante está escondida em um grau variável.

A parte mais complicada do nariz pode ser decidir que linhas desenhar e quais omitir para um resultado bonito. Você não quer sempre que as asas sejam totalmente desenhadas, como elas estão no nariz de perfil acima. De forma semelhante, o nariz de frente aqui mostra todas as quatro linhas da ponte do nariz e onde elas se conectam com a face, mas a maioria das vezes ele parece muito melhor se você apenas desenhar a parte inferior, as asas/narinas/septo (esconda as linhas com seus dedos para ver). Se o nariz estiver em vista 3/4, entretanto, se torna quase essencial desenhar a linha adicional da ponte. É necessário muita observação e tentativa e erro para chegar ao próprio "nariz de assinatura",e como em qualquer característica difícil, eu achei muito útil olhar o trabalho de artistas de quadrinhos, observar seus narizes bem de perto, ver quais as decisões que eles tomaram. Nós vamos olhar isso novamente na próxima sessão quando nós cobriremos a diversidade das características com maiores detalhes. 

Os Lábios

Notas sobre a boca e os lábios:

  • A abertura da boca deve ser desenhada primeiro, como a mais longa e escura das três linhas quase paralelas que forma a boca. Não é uma curva simples mas uma série de curvas sutis. Na figura abaixo, você pode ver um exemplo exagerado deixando os movimentos da linha da boca claros, observe como eles refletem a linha do lábio superior. Eles podem ser suavizados de várias formas,o filtro pode ser bem estreito para uma aparência pontuda, ou tão amplo que sua presença é atenuada, mas nunca pode ser ao contrário quando os lábio inferiores forem carnudos isso cria um leve e natural beicinho. Se atingir a simetria nessa linha é o desafio, tente começar do centro e desenhar para um lado, então volte e faça o outro lado.
  • Os dois picos do lábio superior são muito mais óbvios, mas eles podem ser suavizados da mesma forma em curvas amplas, até mesmo tão suavizados que se fundem num lábio "sem picos".
  • O lábio inferior por outro lado é sempre uma curva suave, mas pode variar de quase plano para generosamente arredondado. É sempre bom marcar o lábio inferior, mesmo com apenas um traço.
  • O lábio superior é sempre mais fino que o inferior, e sobressai do rosto menos do que o inferior. Se for delineado, deve sempre ser mais fino do que o inferior, porque o contorno do lábio inferior é enfatizado por sua sombra (por mais fina que ela seja).
  • De lado os lábios assumem a forma de uma ponta de flecha e a saliência do lábio superior se torna claramente visível. Também o contraste entre a forma de perfil dos dois lábios: mais achatado e diagonal para o superior e arredondado para o inferior.
  • A abertura da boca, vista de lado, se inclina para baixo a partir dos lábios. Mesmo para uma pessoa que esteja sorrindo ela se inclina (ou se curva) para baixo antes de subir novamente nos cantos. Nunca incline a boca diretamente para cima no perfil.

As Orelhas

A parte mais importante da orelha, para que ela pareça correta é a forma de C alto do seu contorno externo e o U invertido dentro que marca a borda da parte superior da orelha. Com frequência há um U menor bem acima do lóbulo (sinta com seu dedo), conectado a m C menor. O efeito geral é concêntrico ao redor do buraco do ouvido (nem sempre visível como regra) e varia muito individualmente. Isso pode ser estilizado, por exemplo minhas orelhas genéricas, abaixo, parecem de algum modo síbolos de @ esticados.

Quando o rosto é visto de frente a orelha está de perfil:

  • A borda delineada antes pelo U invertido agora se destaca como uma unidade separada, como acontece quando você olha um prato pelo lado e de repente vê seu lado de baixo como estando na frente da parte de dentro.
  • O lóbulo pode também parecem quase como uma gota, mais distinto da orelha como um todo.
  • O quanto a orelha será fina desse ângulo depende do quão perto está da cabeça, o que varia individualemente. Entretanto, é sempre torcida levemente para frente, já que essa é a direção que nós evoluímos para ouvir.

Vista de trás, a orelha parece destacada da cabeça: uma borda ligada a cabeça por um funil. Não seja tímido quanto ao tamanho do funil, ele precisa inclinar a orelha para frente. Ele é mais importante do que a borda nesse ângulo.

Representação em Perspectiva

Sendo basicamente uma bola onde as características são mapeadas por fora em linhas de contorno, a cabeça é mais facilmente representada em perspectiva do que esperado. Entretanto é mais importante do que nunca observar de vários ângulos na vida real para ficar mais familiarizado com a maneira como as feições se sobressaem e afundam sobrepondo-se umas as outras, algumas vezes, de maneiras inesperadas. O nariz projeta-se é claro, mas a sobrancelha também, e as bochechas, a parte central da boca e o queixo, enquanto que as órbitas e os lados da boca são depressões na superfície da sua bola.

Quando nós desenhamos a de frente e em perfil acima, nós simplificamos em uma superfície plana 2D onde nossas linhas de referência ficaram retas. De qualquer outro ângulo, nós precisamos mudar nosso pensamento para 3D e ficar cientes de que essa forma de ovo é na realidade um ovo, e que as linhas que nós usamos antes para posicionar as características se curva ao redor como o equador e as latitudes no globo: sua natureza circular é revelada quando o ovo é inclinado. Posicionar as feições, então é uma simples questão de desenhar no cruzamento das linhas médias sob o ângulo desejado, todos os três ao mesmo tempo agora. Nós podemos então dividir as metades superior e inferior como antes, criando fatias no ovo, tendo em mente que a fatia mais perto de nós parecerá mais grossa. O processo é o mesmo para desenhar o rosto que está olhando para cima ou para baixo.

Olhando Para Baixo

  • Todas as feições se curvam para cima e a orelha se move para cima.
  • Porque o nariz se afasta, ele passa por cima da sua linha (veja figura) e a  ponta parece muito mais perto da boca, se o rosto se volta para baixo o suficiente, o nariz vai sobrepor a boca diretamente. Visto por esse ângulo, o nariz não mostra nenhum detalhe em si, apenas a ponta e uma sugestão de asas.
  • A curvatura das sobrancelhas é achatada, de modo que é preciso uma perspectiva extrema para deixá-las curvas.
  • Nos olhos, a pálpebra superior se torna muito mais proeminente e muda rapidamente sua curva usual para cobrir a órbita dos olhos.
  • O lábio superior quase desaparece e o inferior parece mais largo.
  • Note que porque a boca segue a curva geral, ela parece estar sorrindo, então um ajuste de realidade pode ser necessário para ajustar a expressão (se desejado).

Olhando para cima

  • Todas as feições se curvam para baixo, e a orelha se move para baixo conseqüentemente.
  • O lábio superior mostra toda a sua superfície que normalmente não aparece para o observador. A boca parece fazer beicinho.
  • As sobrancelhas ganham mais curvas, mas as curvas mais baixas da pálpebra inferior produzem o efeito de olhos estreitados.
  • A parte inferior do nariz é mostrada claramente com as duas narinas sem obstáculos.

Girando para os Lados

  1. Quando alguém é visto quase de costas, tudo o que é visível são os pontos salientes da sobrancelha e do osso da bochecha. A linha do pescoço sobrepõe a do queixo conforme aponta para a orelha. Os cílios são os próximos a serem vistos conforme o rosto vira.
  2. Então parte da sobrancelha aparece, e a saliência da pálpebra inferior como a da ponta do nariz emerge por de trás da curva da bochecha.
  3. Em quase perfil, a bola do olho e os lábios aparecem (mas a abertura da boca ainda é muito pequena), e a linha do pescoço se funde com a linha do queixo em uma curva. Você ainda pode ver parte da curva da bochecha escondendo a narina.

Hora de Praticar

Aplique o mesmo método do esboço rápido praticado para o corpo (veja Aprendendo a Ver e Desenhar Energia) no rosto, capturando grosseiramente suas impressões da face conforme você observa ao redor em uma cafeteria ou na rua.

Não se preocupe com detalhamento das feições ou conseguir fazer tudo corretamente, apenas faça um monte deles de vários ângulos de modo que eles entrem no seu sistema.

Se você descobrir que visualizar e desenhar é desafiador "ovo" 3D, pegue um ovo de verdade (você pode querer cozinhá-lo primeiro, apenas por precaução). Desenhe as três linhas médias por todo ele, e adicione as divisões de modo que elas deem toda a volta. Observe e esboce o ovo de vários ângulos com suas linhas de contorno; essa é uma excelente maneira de sentir como as linhas e distâncias se comportam em perspectiva. Você pode então posicionar as feições em suas respectivas marcas, e observar como elas se movem ao redor conforme o ovo é rotacionado.

Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.