Unlimited PS Actions, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
  1. Design & Illustration
  2. Drawing Theory

Pensando Em Formas, Não Linhas: Leve O Seu Desenho Ao Próximo Nível

by
Read Time:19 minsLanguages:
This post is part of a series called Learn How to Draw.
How to Draw on a Tiny Budget: Single Pencil Drawing
Creative Arabic Calligraphy for Beginners: Introduction

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Final product imageFinal product imageFinal product image
What You'll Be Creating

Desenhar, em seu nível mais básico, é intuitivo para nós. Mesmo as crianças pequenas sabem como transferir a imagem em sua cabeça para um conjunto de traços a lápis, mesmo que ela não se pareça com nada para os outros. Quando crescemos, aprendemos mais sobre o mundo ao nosso redor e aprendemos a representá-lo com mais precisão em linhas.

As linhas parecem ser quase intercambiáveis ​​com o desenho, mas, se você olhar com cuidado, não as encontrará em nenhum lugar do mundo real. Somos nós que colocamos os objetos reais em um embrulho apertado, porque o embrulho é tudo o que podemos desenhar. O embrulho, as linhas, são uma aproximação da realidade e, como acontece com aproximações, pode haver muitas delas descrevendo a mesma coisa.

Até que você entenda, você é forçado a desenhar de maneira simples, usando linhas como algo natural e constante. Você é forçado a desenhar suas criaturas, não importa o quão maravilhosamente imaginadas, em uma pose óbvia, com um sombreamento que não a torna menos plana. É tão longe quanto o talento pode te levar. Agora é a hora de tomar sua habilidade em suas próprias mãos. Vou mostrar uma maneira de pensar que você precisa usar para controlar totalmente as linhas; para criá-las a partir da imaginação e ainda torná-las mais realistas do que as copiadas por cima.

Uma última coisa antes de começarmos: quero que você realmente tenha foco ao ler este artigo. Se algo parecer confuso, pare por um tempo, leia-o novamente e experimente-o na prática. Se você continuar lendo sem fazer isso, você não aprenderá nada.

O que são as linhas e de onde elas vêm?

Duas maneiras de desenhar

Nós não podemos desenhar a realidade. É muito complexo, mesmo levando em consideração apenas o aspecto visual. Se você usar apenas um instantâneo, um único quadro, você pode tentar recriá-lo com cores de vários brilho e saturação, simulando a luz e a sombra da imagem. Claro, ainda será uma pintura de uma imagem, não da realidade.

É diferente com o desenho. O desenho é baseado em linhas e as linhas simbolizam as bordas dos objetos que observamos. Mas uma vez que separamos as arestas de seus "pais", as linhas se tornam algo por conta própria. Elas podem até ser usados ​​sem qualquer pai - você pode usá-las para representar algo que você nunca viu.

Aparentemente, nossas mentes não precisam de muito para reconhecer a realidade. Somos muito habilidosos em reconhecer padrões e símbolos, mesmo quando estão muito longe da realidade. Não precisamos rastrear com cuidado as bordas de uma foto para representar um objeto; podemos desenhar linhas aleatoriamente até que nossa mente as reconheça como algo.

 mind recognize symbols drawing mind recognize symbols drawing mind recognize symbols drawing

Então, existem dois tipos de linhas. O primeiro tipo consiste nas arestas derivadas de um quadro imóvel da realidade. Não há arestas arbitrárias, mas quanto mais você incluir, mais realista será o resultado A outra é uma espécie de inverso disso: você desenha quaisquer linhas e espera que sua mente o leve a um resultado reconhecível. Existem muitos resultados reconhecíveis, e quanto mais habilidoso você é, mais próximo está de resultados do primeiro tipo.

lines symbolic realisticlines symbolic realisticlines symbolic realistic

Nós usamos os dois caminhos quando aprendemos a desenhar. O primeiro é usado geralmente como traçado ou quando usamos uma referência. E essa é a maneira mais fácil de obter uma imagem reconhecível, mas é a maneira de desenhar apenas coisas que você já viu. Chato!

O outro é usado quando você desenha a partir da imaginação. Você tem alguma imagem em sua mente, mas você não pode tirar linhas dela, porque você realmente não a vê. Assim como um texto que você tenta ler em seu sonho, a imagem muda cada vez que você tenta se concentrar nela. A única maneira de desenhá-lo é ... desenhá-lo, comparando constantemente cada linha com a sua expectativa. Obviamente, não é fácil.

Quando O Talento Se Torna Um Obstáculo

O talento é um "professor" muito específico. Ele permite que você faça as coisas que você nunca aprendeu conscientemente - eles apenas parecem sair por conta própria. No entanto, quando falamos de talento, geralmente imaginamos uma pessoa criando obras-primas exatamente assim, sem nenhum esforço. A verdade é que talento nunca lhe dará nenhuma habilidade - isso só tornará óbvio o básico.

Pode parecer uma coisa boa, mas descobri que o talento de desenho é muitas vezes um obstáculo ao seu progresso. Você nunca aprende a desenhar, apenas desenha e espera por grandes efeitos. Funciona por um tempo, mas chega um momento em que o progresso simplesmente para. E você não sabe o que fazer, porque nunca teve esse problema antes!

Quando uma pessoa talentosa desenha, as linhas lembram mais a realidade do que as linhas dos outros. O artista não sabe como isso acontece; isso só acontece. Portanto, um artista talentoso não tem nenhum controle sobre seu progresso. Tudo o que eles podem fazer é atrair mais e esperar pelo melhor.

Não importa se você é talentoso ou não, para aprender a desenhar você precisa entender a origem das linhas. Você precisa entender a diferença entre as linhas que nossa mente reconhece como realistas e as que são apenas uma bagunça. Só então você terá controle sobre seus desenhos, e você não será um escravo do talento ou da falta dele.

A origem das linhas - a Forma

Nós derivamos linhas principalmente de bordas. As bordas podem ser "vistas" até mesmo por uma pessoa cega, porque elas podem ser sentidas como mudanças abruptas na forma do objeto. Mas você não precisa tocar o objeto para encontrar as bordas, a forma desigual influencia a luz que o atinge, então as linhas geralmente são bem claras.

how to draw lines outlineshow to draw lines outlineshow to draw lines outlines

O problema com linhas derivadas de bordas é que o mesmo conjunto de linhas pode ser usado para representar diferentes formas:

same lines different forms shapessame lines different forms shapessame lines different forms shapes
Formas e suas seções transversais como observado na vista lateral.

Parece que o sombreado é a chave para apresentar a verdadeira forma de um objeto, mas significa que os desenhos não sombreados devem ser planos? Felizmente, não, e tenho certeza de que você viu muitos esboços com mais profundidade do que desenhos coloridos detalhados. Como funciona?

Muitas Faces de uma Forma

A diferença entre uma forma e um objeto plano é que este último tem apenas um lado. Não tem frente, costas, topo e fundo e, portanto, não pode ser girado. Pode ser facilmente feito com uma forma, que na verdade faz parte de sua definição.

Vamos dar uma olhada nos três lados de um cubo, que é uma forma muito legal e regular. Podemos ver o lado esquerdo (1), o lado superior (2) e o lado direito (3). Cada um deles, separadamente, parece muito plano e tedioso. Na verdade, você não pode nem sombrear para torná-los mais interessantes!

one side perspectiveone side perspectiveone side perspective

Esse tipo de visão ocorre quando você olha para uma forma colocada em uma posição "padrão".

perspective front sideperspective front sideperspective front side

Se você girar a forma horizontalmente, verá dois lados ao mesmo tempo. Mas ainda parece plana!

perspective two sidesperspective two sidesperspective two sides
perspective cube rotated horizontallyperspective cube rotated horizontallyperspective cube rotated horizontally

Vamos girar a forma na vertical também. Voila!

perspective three sidesperspective three sidesperspective three sides
perspective rotated vertically horizontally cubeperspective rotated vertically horizontally cubeperspective rotated vertically horizontally cube

A própria definição de uma forma é que ela pode ser girada para revelar outro lado. No entanto, em uma imagem estática não há diferença visual entre um objeto plano e uma forma não rotacionada sem lados revelados. Você deve girar o forma para dar profundidade, e foi exatamente isso que fizemos neste breve tutorial:

how to draw animals in perspective sideshow to draw animals in perspective sideshow to draw animals in perspective sides
Este gato era uma forma 3D desde o início, mas precisava ser girado para provar isso aos nossos olhos.

De Formas para Linhas

Para poder desenhar linhas que se assemelham a formas, não folhas de papel planas, precisamos baseá-las em formatos. Artistas talentosos conseguem esse efeito por tentativa e erro, esperando que as linhas apropriadas apareçam por conta própria. Quando o faz, o artista não sabe de onde veio ou como modificá-la sem perder seu significado.

O verdadeiro segredo para desenhar formas não são as linhas que você desenha, mas saber de onde elas vêm. Ou melhor: de onde elas deveriam vir. Antes de iniciar um desenho, você deve imaginar a forma no qual deseja basear suas linhas, em vez de desenhar linhas por conta própria. Assim, a chave é saber como as linhas devem mudar quando o objeto é girado, como o oposto de apenas lembrar de um determinado conjunto de linhas que levam a uma pose específica.

how to rotate head animal formhow to rotate head animal formhow to rotate head animal form

Essa é a verdadeira razão pela qual os artistas iniciantes tendem a desenhar a mesma pose "padrão" o tempo todo. Eles não têm ideia de como convertê-lo visualmente em uma forma 3D para girá-la. Também se aplica ao problema de usar a imaginação, quando você pode desenhar um cavalo olhando para uma foto, mas sem ela você se perde.

Linhas são difíceis de lembrar e não podem ser modificadas; As formas são fáceis de lembrar e podem ser modificadas livremente. A razão pela qual escolhemos a primeira é porque ele é intuitivo e baseada em talentos. Esta última requer mais esforço e aprendizado ativo, mas o prêmio vale a pena!

Como Desenhar Formas em vez de Linhas

Agora que sabemos por que as formas são mais importantes que as linhas, vamos ver como podemos usar esse conhecimento na prática.

1. Pense em Formas

A primeira coisa é a mudança de pensamento. Se você puder redesenhar facilmente algo de uma foto estática, mas não da vida (mesmo que o objeto não esteja se movendo), isso aponta para esse problema - você se concentra demais nos contornos. Eu vou te mostrar o que eu quero dizer:

Vamos dizer que você está olhando para esta foto, preparando-se para desenhar. Você acha que vê um cavalo, mas o que você realmente vê ...

how to draw horse mistakeshow to draw horse mistakeshow to draw horse mistakes

... parece mais com isso. Você separa o corpo do fundo e procura bordas distintas.

how to draw horse outline basehow to draw horse outline basehow to draw horse outline base

Então você continua a desenhar o que vê. O que você acha - você realmente desenhou um cavalo dessa maneira? Ou melhor, apenas algumas bordas que você notou em seu corpo, bordas que os outros reconhecerão como cavalos?

how to draw horse outline lineshow to draw horse outline lineshow to draw horse outline lines

Este pode ser um método decente, desde que você se atenha a redesenhar as referências. Porque não permite que preveja outras poses! Veja os dois exemplos abaixo. Estes são ambos cavalos, apenas em poses diferentes. Na realidade eles são quase idênticos, mas suas linhas não têm nada em comum!

why drawing animals so hardwhy drawing animals so hardwhy drawing animals so hard
Você não pode derivar as linhas de uma pose das linhas de outra.

Então, este é seu primeiro exercício. Você precisa mudar seus hábitos de pensamento, o que não acontecerá da noite para o dia, mas não deixe que isso pare você! O que você deve fazer é observar os objetos ao seu redor e desconstruí-los. Imagine todos os objetos complicados como feitos de objetos mais simples. Sim, até o cavalo!

how to convert animal to forms shapes drawing from imaginationhow to convert animal to forms shapes drawing from imaginationhow to convert animal to forms shapes drawing from imagination
Pode ser muito difícil girar um cavalo em sua mente, mas e as formas mais simples, como bolas, ovos ou barris?

2. Entenda o Conceito de Lados

A maioria de nós entende esse conceito de forma intuitiva, mas quando se trata de desenhar, tendemos a esquecê-lo. Vamos resumir as regras mais importantes, e vou mostrar por que elas são tão importantes! Pode ficar um pouco geométrica por um momento, mas as regras básicas são mais facilmente explicadas dessa maneira.

1. Lados Básicos

Existem seis lados básicos que podemos encontrar em formas, mesmo quando eles têm superfícies muito complexas e bordas lisas:

  1. Frente
  2. Costas
  3. Superior
  4. Inferior
  5. Lado A
  6. Lado B

Os lados "laterais" podem ser chamados à esquerda e à direita, dependendo do ponto de orientação escolhido. Se você ficar na frente da caixa, o lado A é o lado esquerdo e o lado B o lado direito.

perspective box sidesperspective box sidesperspective box sides

Aplica-se até mesmo a uma forma tão irregular como o corpo do Sr. Chubby:

perspective sides animalperspective sides animalperspective sides animal

2. Vistas

O problema com os lados é que eles não podem ser vistos todos ao mesmo tempo. Por exemplo, quando você está na frente da ... frente, você pode ver apenas isso e nada mais. A caixa parece um quadrado assim. Para ver qualquer outro lado, é necessário mover a caixa ou você precisa se afastar da caixa:

  • Para ver o topo, mova a caixa para baixo (ou mova-se para cima).
  • Para ver a parte inferior, mova a caixa para cima (ou mova-se para baixo).
  • Para ver o lado esquerdo, mova a caixa para a direita (ou mova-se para a esquerda).
  • Para ver o lado direito, mova a parte inferior para a esquerda (ou mova-se para a direita).
  • Para ver três lados ao mesmo tempo, combine os movimentos.

Você não pode ver mais de três lados ao mesmo tempo.

perspective box rotated sidesperspective box rotated sidesperspective box rotated sides
perspective animal rotated sidesperspective animal rotated sidesperspective animal rotated sides
Se você quiser ter certeza de que o entende, redesenhe todas as fotos do Sr. Chubby que você encontrar neste artigo.

3. Lados opostos

Existem três pares de lados opostos: superior-inferior, frente-costas, esquerda-direita. A regra sobre eles é que eles não podem ser vistos ao mesmo tempo, porque um sobrepõe outro.

perspective box two sidesperspective box two sidesperspective box two sides
perspective animal two sidesperspective animal two sidesperspective animal two sides

4. Lados adjacentes

Os lados adjacentes podem ser vistos ao mesmo tempo, mas quanto mais você vê de um deles, menos você vê do outro. A única maneira de ver um lado completamente é usar uma vista sem lados adjacentes visíveis.

perspective adjacent sidesperspective adjacent sidesperspective adjacent sides
perspective animal adjacent sidesperspective animal adjacent sidesperspective animal adjacent sides

5. Linhas perpendiculares

Somente quando um ou dois lados são visíveis, suas arestas criam um ângulo reto (eles são perpendiculares entre si). Quando você quer ver o terceiro lado também, essa relação é perdida.

perspective three sides at same timeperspective three sides at same timeperspective three sides at same time
perspective aiow to tpropoer rotatioperspective aiow to tpropoer rotatioperspective aiow to tpropoer rotatio

É impossível mostrar três lados ao mesmo tempo e manter qualquer ângulo reto. Você pode usá-lo como um método simples para determinar se a forma foi girada corretamente.

perspective aial wrong rotationperspective aial wrong rotationperspective aial wrong rotation
Se você usar os ângulos errados ao desenhar uma criatura complicada, ela pode parecer "meio errada, mas não sei por quê". Desenhar as linhas no início pode ajudá-lo a evitar essa situação.

6. Distância

Os objetos ficam opticamente menores com a distância, portanto, se dois lados opostos estiverem muito distantes um do outro (o objeto é grande), o mais distante parecerá menor.

perspective vanishing pointperspective vanishing pointperspective vanishing point
perspective animal vanishing pointperspective animal vanishing pointperspective animal vanishing point
Mr. Chubby como visto por uma formiga está pulando.

Para um exercício, verifique seus desenhos e encontre aqueles nos quais você tentou obter um efeito 3D, ignorando inadvertidamente algumas dessas regras. Você consegue entender seus erros agora?

3. Entenda o Conceito de Linhas de Direcionamento

Os lados de um cubo são fáceis de entender, mas os objetos que desenhamos raramente são construídos de maneira tão precisa. Eles são geralmente algum tipo de aproximação entre os lados, como apresentado aqui:

perspective box to ellipsoidperspective box to ellipsoidperspective box to ellipsoid

No entanto, o conceito de lados pode ser usado como base para um método muito mais útil de apresentar rotação. Eu não sei se tem algum nome profissional, então vamos chamá-lo de linhas de direcionamento por enquanto. Seu objetivo é convencer seus olhos de que eles estão olhando para uma forma girada em vez de um conjunto plano de linhas.

Vamos usar um cilindro como exemplo. É uma forma alongada com um círculo como base. Na maioria das visualizações, parece um retângulo, mas na vista superior (3) e na vista inferior (4) parece um círculo. Isso é importante!

perspective cylinder rotationperspective cylinder rotationperspective cylinder rotation
  • A: este é o seu nível de olho (bem na sua frente). Aqui o círculo está paralelo a você, então você vê apenas uma borda dele - o círculo parece uma linha.
  • B: quanto mais alto o cilindro vai acima do seu nível dos olhos, mais ele se esforça para se tornar a sua vista superior - o círculo. A linha fica curvada para cima.
  • C: quanto mais baixo o cilindro fica abaixo do nível dos seus olhos, mais ele se esforça para se tornar a vista inferior - o círculo. A linha fica curvada para baixo.
perspective directing lines on cylinder verticallyperspective directing lines on cylinder verticallyperspective directing lines on cylinder vertically

O mesmo se aplica às vistas laterais, se o cilindro estiver posicionado horizontalmente.

perspective directing lines on cylinder horizontallyperspective directing lines on cylinder horizontallyperspective directing lines on cylinder horizontally

Isto é exatamente o que acontece com todas as formas com uma seção cruzada, aproximadamente circular, como o corpo do Sr. Chubby:

perspective draw animal directin curved linesperspective draw animal directin curved linesperspective draw animal directin curved lines

Essa figura de dimensões reduzidas mística, da qual você já ouviu falar nada mais é do que a mudança entre duas visões - a mudança de comprimento dos lados como descrito na regra 4 (lados adjacentes).

perspective how to rotate animal in spaceperspective how to rotate animal in spaceperspective how to rotate animal in space
O rosto do Sr. Chubby não é completamente plano, é por isso que o comprimento B é aproximado

Quando você quiser desenhar linhas de direcionamento em um lado de uma forma em alguma visão de transição, imagine como a aresta que você está tentando desenhar olha para as duas vistas entre as quais você está. Será tão transicional quanto sua visão:

  • Se a vista estiver "levemente rotacionada para a direita", as linhas de direcionamento serão levemente curvadas para a direita e a frente será ligeiramente encurtada.
perspective foreshortening horizontallyperspective foreshortening horizontallyperspective foreshortening horizontally
Como lembrete: girando o objeto para a direita, você está revelando o lado esquerdo
  • Se a vista estiver "frontal fortemente rotacionada para baixo", as linhas de direção serão fortemente curvadas para baixo e a frente será fortemente encurtada.
perspective foreshortening verticallyperspective foreshortening verticallyperspective foreshortening vertically

A regra geral pode ser descrita assim:

perspective how to rotate foreshortening animal perspective how to rotate foreshortening animal perspective how to rotate foreshortening animal

Se você quiser ter certeza de que está desenhando as curvas corretamente, desenhe-as sempre como elipses cheias - a perda de simetria será um sinal de que você está perdendo a precisão.

perspective directing lines transparentperspective directing lines transparentperspective directing lines transparent
Desenhe a metade "interna" da elipse com linhas mais sutis e você verá a profundidade instantaneamente

Se você olhou com cuidado, você deve ter notado mais uma curva no Mr. Chubby que não segue as regras que acabamos de descrever. É porque, por enquanto, estamos falando do cilindro e o Sr. Chubby é totalmente arredondado. Relaxe, há apenas mais uma coisa para adicionar aqui e deriva do que já sabemos.

Um cilindro tem apenas uma seção transversal circular e uma esfera tem três delas; todos perpendiculares entre si. Isso significa que, se um deles parecer um círculo para você, os outros se parecerão com linhas retas.

perspective rotating sphereperspective rotating sphereperspective rotating sphere

É por isso que o Sr. Chubby não tem apenas um conjunto de curvas. Vamos olhar mais de perto:

  • Enquanto nós movermos/rotacionamos o objeto de acordo com um eixo, sua linha de direção não mudará (aqui: a linha ciano vertical).
  • A: este é o nível dos olhos. O oval azul 1 é apenas uma linha. O oval ciano também é uma linha, então as curvas 2 e 3 formam um círculo completo; eles são o centro oval de, respectivamente, inferior e superior.
  • B: esta é a vista inferior. O centro oval de fundo parece uma linha reta aqui, e como o ciano oval ainda é uma linha, o último dos ovais, 1, pega todo o perímetro.
  • C: esta é a vista superior. O centro oval superior parece uma linha reta aqui, e como a oval ciano ainda é uma linha, o último dos ovais, 1, pega todo o perímetro.
  • Entre as fases, as ovais trocam de lugar, passando de linhas a curvas, como no caso de um cilindro.

Tire algum tempo para entender esse esquema. Tente girar a esfera em sua mente e compará-la ao corpo do Sr. Chubby.

perspective rotating sphere animal perspective rotating sphere animal perspective rotating sphere animal

Há um problema com a visão de três lados, no entanto. Um círculo visto nele não é apenas encurtado vertical e horizontalmente, mas também é rotacionado. Em vez de tentar entender como girá-lo, lembre-se que esta elipse tem dois pares de curvas longas (1) e duas curvas mais arredondadas (2).

perspective how to draw ellipseperspective how to draw ellipseperspective how to draw ellipse

Você pode sentir seu cérebro soltando fumaça? Faça uma pausa para encontrar linhas de direcionamento em seu ambiente!

perspective importance of directing linesperspective importance of directing linesperspective importance of directing lines
As linhas de direcionamento são capazes de alterar um contorno plano em um conjunto inteiro de formas diferentes.

4 Analise e Pratique Até Que Fique Óbvio

OK, agora você conhece as regras, mas elas parecem ter mais em comum com a matemática do que com a realidade. Para realmente entender como usá-los, você deve "senti-los"; não há melhor exercício para isso do que rastrear.

Reúna todo um conjunto de referências, primeiro com alguns objetos simples. Imprima-os em uma página, levemente mais claro (você pode diminuir a opacidade das imagens ou alterar a luminosidade nas configurações da impressora). Analise: onde está a "câmera" na foto? Está acima do objeto ou abaixo dele? As linhas de direção devem ser curvadas para cima ou para baixo? Forte ou levemente?

Em caso de dúvida, volte à minha explicação das regras e tente vê-las na prática. Não use uma régua ou qualquer outra ferramenta; tente desenhar suas linhas frouxamente, com uma mão relaxada. Desenhe-os levemente e, em seguida, enfatize os contornos. Você também pode experimentar desenhando as linhas intencionalmente erradas, para ver o que acontece com a sua percepção do objeto.

perspective exercise directing lines simple objectsperspective exercise directing lines simple objectsperspective exercise directing lines simple objects

Quando se sentir pronto, você pode tentar objetos mais complicados. Desenhe as linhas neles e, em seguida, tente redesenhar novamente os mesmos objetos em poses diferentes.

perspective exercise directing lines animalsperspective exercise directing lines animalsperspective exercise directing lines animals

De Formas a Linhas - na Prática

Você pode se sentir bastante confuso agora - primeiro eu lhes digo que não devemos começar um desenho com linhas, e então eu te dou um monte de regras complicadas que levam a ... mais linhas. Deixe-me explicar isso.

Mencionei anteriormente que existem duas maneiras de desenhar. Para desenhar a partir da imaginação, precisamos sempre usar o segundo método: começar com linhas aleatórias e esperar que nossa mente as reconheça. No entanto, desenhar com formas adiciona outra fase a ele. Você não começa sua imagem com linhas que farão parte do resultado final - você está esboçando a forma e esperando que sua mente o reconheça. Uma vez que as formas estão estabelecidas, você pode adicionar com segurança as linhas de detalhamento, sabendo que elas ficarão bem, não importa o que aconteça!

Vamos ver como isso funciona!

Passo 1

Comece esboçando a ideia base. Você não precisa usar as linhas de direção ainda, mas leve em consideração as regras dos lados.

how to draw animal depth perspective sketchhow to draw animal depth perspective sketchhow to draw animal depth perspective sketch

Passo 2

Pare um pouco para entender que tipos de formas seu esboço sugere. Como eles são rotacionados? Você pode definir a rotação com cruzes simples de linhas de direção.

how to draw animal depth perspective define posehow to draw animal depth perspective define posehow to draw animal depth perspective define pose

Passo 3

Quando a base estiver pronta, você poderá adicionar o restante do corpo, seguindo as linhas de direcionamento da base. Claro, simplesmente conhecer as formas não tornará a anatomia animal óbvia. Você precisa passar algum tempo analisando as imagens de um animal real e tentando convertê-lo em formas simples. Depois de memorizá-los, você conseguirá tirar o animal da imaginação!

how to draw animal depth perspective build upon basehow to draw animal depth perspective build upon basehow to draw animal depth perspective build upon base

Passo 4

Agora é hora do desenho "normal". Você pode adicionar todos os detalhes sem saber para onde eles devem ir, ou como eles são alterados por rotação.

how to draw animal depth perspective finishhow to draw animal depth perspective finishhow to draw animal depth perspective finish
Observe como o pelo aponta para algumas das linhas de direcionamento.

Conclusão

Você pode ver agora como as formas, embora difíceis de explicar, facilitam o desenho? Claro, isso pode parecer muito complicado agora, mas a verdade é que você está trabalhando com formas toda vez que tenta desenhar de forma realista. Você simplesmente não sabe sobre isso, então você está atirando no escuro. Não é de admirar que seja tão difícil!

É natural se você se sentir sobrecarregado por isso, mas não desista! Vá no seu tempo e aprenda passo a passo; você não precisa entender tudo da noite para o dia. Você foi presenteado com o segredo de todos os grandes artistas, não o rejeite apenas porque é complicado. Lentamente, aplique-o à sua maneira de desenhar e volte sempre que tiver uma pergunta que precise ser respondida.

Se você estiver interessado neste tópico e quiser saber por que uma forma movida para longe de nós parece uma forma rotacionada, confira este artigo. Você também pode aprender mais sobre o uso de formas ao desenhar a partir da imaginação com o Como Aprender a Desenhar: Estágio 3.

One subscription.
Unlimited Downloads.
Get unlimited downloads