7 days of PS Actions, graphics, templates & fonts - for free!* Unlimited asset downloads! Start 7-Day Free Trial
Advertisement
  1. Design & Illustration
  2. Drawing Theory

"Consigo Desenhar?" - Como Dizer Se Você é Bom o Bastante

Read Time: 21 mins

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

O desejo de desenhar atinge a maioria quando observamos um artista "talentoso" criando. Nós observamos como eles colocam as linhas nos lugares corretos, em um tipo de modo mágico, e todo um mundo novo está sendo criado diante de seus olhos. Parece tão fácil!

Quando você tenta desenhar algo você mesmo, e acaba com um caos de linhas descuidadas. Não importa quão forte você deseje, não importa o quanto a imagem esteja clara na sua cabeça, sua mão parece não entender suas intenções. Você chega a conclusão de que você não é bom o bastante para desenhar e finalmente desiste.

Mas você alguma vez já pensou o que "bom o bastante" significa? Por que você deve ser bom o bastante para começar a desenhar, mas não para começar a dirigir ou cozinhar? Por que cada outra atividade permite erros, passos de bebê, mas no desenho você tem que ser perfeito de início? Surpreendentemente, está tudo na nossa cabeça!

 O Tormento do Nosso Crítico Interno

A resposta é, você não tem que ser "bom o bastante" de início. Você pode achar que a definição de "bom o bastante" está gravada na pedra, que é algo que você deve atingir, mas a verdade é que nós construímos essa definição nós mesmos. Sim, nós configuramos a barra inatingivelmente alta, e então nós sofremos quando tentamos atingi-la.  Nós ficamos em pé diante de uma linda arte com temor, e nós decidimos que um desenho tem que ser semelhante a isso para ser bom.

Contudo, de onde vem a outra parte, o "bastante"? Bom o bastante para que? Uma vez que você tenha respondido essa pergunta, você entenderá de onde a definição realmente vem, ela depende de porque nós queremos desenhar. Poderia ser mais pessoal que isso?

Eu Quero Sentir Que Tenho Algum Valor

Essa é a razão mais comum. Todos nós queremos nos sentir importantes, que nós significamos algo para os outros. Essa é a necessidade básica humana, e sua meta é nos motivar a procurar maneiras de melhorar. Não importa realmente qual caminho nós escolhemos, a satisfação de ser apreciado é admirado é sempre incrível.

É por isso que a admiração é com frequência combinada com inveja. Quanto maior a admiração, mais forte o desejo de evocar o mesmo sentimento em outros. Imagine como deve ser ótimo esse sentimento, e nós queremos perseguir esse sentimento.

drawing jealousy i wish i was thatgooddrawing jealousy i wish i was thatgooddrawing jealousy i wish i was thatgood

Há muitas formas de atingir a admiração, mas desenhar parece ser a mais fácil. Você tem mão e olhos assim como o artista que você gosta, então qual é o problema? Você começa a desenhar e o desapontamento o atinge; seu trabalho artístico pode evocar pena, no máximo, que é o oposto do que você quer. Você quer se sentir ótimo, e você se sente mal em vez disso.

É por isso que desenhos "fracassados" pode levar você as lágrimas. Quanto maior a sua motivação para desenhar algo admirável, maior o desapontamento e a dor de falhar. Por causa disso, você não está muito entusiasmado com o "praticar, praticar, praticar" como uma maneira de melhorar, você não consegue ficar parado olhando outra arte fracassada, outro sonho despedaçado. Se você quer basear a sua auto-estima na qualidade dos seus desenhos (essa é a meta real aqui!), então cada desenho ruim seu prova que você é uma pessoa inútil. Isso torna a prática uma tortura!

my drawing are bad i feel badmy drawing are bad i feel badmy drawing are bad i feel bad

Esse estado mental é um beco sem saída para o aspirante a artista. Você não pode desenhar a menos que seja bom o bastante, e você não pode ser bom o bastante a menos que você desenhe muito. Quando você projeta essa visão para os outros, você assume que é o talento que faz com que a pessoa seja "boa o bastante" desde o início, e que eles simplesmente são sortudos, ao contrário de você.

Vamos trabalhar na sua maneira de pensar então. Em sua mente, volte no tempo aos seus primeiros anos. Você se lembra de qualquer criança talentosa da sua classe? Essa foi a primeira vez que você se sentiu pior que eles. Afinal seus desenhos se pareciam com isso:

childish doodleschildish doodleschildish doodles

E o deles parecia mais assim:

pro chilldish doodlespro chilldish doodlespro chilldish doodles

Espere...O desenho acima era realmente "bom o bastante"? Você ficaria contente se desenhasse algo assim agora? Você pode dizer que isso era bom o bastante para uma criança, porque as crianças estão apenas aprendendo, então normalmente elas não consegue produzir obras primas, ainda. Mas...porque você não pode ser tão benevolente com seus próprios resultados? Sim, você é mais velho, mas se você não tivesse aprendido a desenhar até esse ponto, você e essas crianças estariam no mesmo nível.

why i am not satisified my drawing artwhy i am not satisified my drawing artwhy i am not satisified my drawing art
Suas expectativas o tornam infeliz, não a sua falta de habilidade.

Você pode entender isso, logicamente, mas suas emoções tem sua própria razão. É por isso que a maioria das pessoas larga o lápis depois da escola e nunca o pega novamente, não importa o quão forte eles desejam serem capazes de desenhar. Aqui está o problema: eles desejam ser capazes de desenhar, agora, neste exato momento, sem qualquer aprendizado.

Quando você quer ser capaz de dirigir, você vai a uma autoescola e não espera ser ótimo apenas por ir até lá. Você espera um processo: habilidades ruins no começo e decentes no final. Você também aceita o fato de que nem todo mundo nasceu para ser um ótimo motorista, e que para alguns o processo demora mais. O mesmo com outras atividades.

Surpreendentemente, desenhar é percebido de maneira diferente. Você pode aprender quando criança, mas depois ou você é bom o bastante ou você está condenado para sempre. Não importa o quanto o seu desejo seja forte, cada tentativa vai apenas fazer você se sentir pior.

A única maneira de quebrar o círculo vicioso ("eu não consigo desenhar então nunca serei bom no desenho") é mudar sua mentalidade. Você precisa trocar de "o valor dos meus desenhos é igual ao meu valor" para "eu quero melhorar minhas habilidade de desenho". Simples? Em teoria, sim. Na realidade isso precisará de muito esforço e perseverança, com uma enorme quantidade de paciência.

Em vez de pensar "eu não consigo desenhar", pergunte a si mesmo, o que você realmente gosta de desenhar. Então busque tutoriais sobre isso, analise o tópico; desenhe, cometa erros, e os corrija. Dê a você tempo, talvez um mês, talvez um ano, para um ser completamente terrível. Diga a si mesmo: "Eu me permito ser ruim por um ano inteiro" e continue desenhando. E não inunde seus amigos com a sua arte, esperando elogios, caso contrário você verá seus trabalhos como "bons o suficiente para elogios" e "não tão bons o bastante para elogios", que nos leva de volta a basear sua autoestima nos seus desenhos.

Contudo, esse pode não ser o fim dos seus problemas com o "bom o bastante".

Eu Quero Melhorar Minhas Habilidades

Você pode ter muitas razão para melhorar suas habilidades, mas vamos manter o foco no desejo apenas, por enquanto. Você define um nível de "bom o bastante" particular e você pratica para chegar lá. Você está muito determinado e paciente, mas o processo demora mais do que o esperado. De fato, há vezes quando você  parece regredir em vez de progredir. Você começa a perder a esperança de que será bom o bastante...

Aqui, "bom o bastante" significa estar contente com o resultado, tendo o trabalho artístico atingido suas expectativas bem definidas. É normal termos alguma meta para seguir, mas há uma coisa que você deve saber sobre isso, essa meta se move conforme você progride.

Mais uma vez, olhe esses desenhos infantis. Quando você consegue desenhar  o primeiro deles, o outro parece ser tão melhor. Mas quando você aprende a como desenhá-lo, ele não será mais "bom o bastante". Suas expectativas crescem com suas habilidades!

why i seem to regress drawing stop progresswhy i seem to regress drawing stop progresswhy i seem to regress drawing stop progress

Acredite em mim - nenhum dos artistas que você segue parece "bom o bastante". Cada um deles tem um outro ídolo, alguém melhor que eles em algum aspecto, e eles ainda praticam todo dia para chegar lá. Você pode pensar que seria ótimo ser eles, mas de fato você não se sentiria diferente. Você ainda subestimaria seus sucessos e superestimaria as habilidades dos outros.

Esse sentimento de "não é bom o bastante" ocorre no processo de cada artista, cedo ou tarde. A única maneira de se livrar dele é aceitar que o perfeccionismo não existe. Você pode se sentir muito forte que há um único ponto que você quer atingir, e você pode até ser capaz de descrevê-lo claramente, mas acredite, quando você chegar lá, ele não será bom o bastante.

why drawing learning takes so longwhy drawing learning takes so longwhy drawing learning takes so long
A: tempo; B: níveis de proficiência - um gráfico do artigo "10 Mitos do Desenho que Bloqueiam Seu Progresso"

A cada passo você aprende mais sobre o que ainda há  para aprender, consequentemente o sentimento de regredir. Isso não significa que você não está fazendo progresso- você está, e  as pessoas ao seu redor podem certamente ver isso. É apenas que sua perspectiva muda, e as metas parecem mais cada vez mais distantes. Toda vez que você esquecer isso, dê uma olhada nos seus desenhos antigos. Você ficará surpreso quão rápido nós tendemos a deixar os velhos sucessos para trás.

never satisfied we forget old successnever satisfied we forget old successnever satisfied we forget old success
Quando enxergamos uma montanha mais alta, nós imediatamente esquecemos daquela que já escalamos.

Aprenda a ver o processo de aprendizado como uma jornada. Quando você vai caminhando, você não gasta todo o tempo pensando sobre o destino. A jornada em si é mais importante do que a meta. Se você perguntar "já chegamos?" a toda hora, será um fardo!

Acima de tudo, você não deve se sentir bravo consigo mesmo por um progresso lento. Se odiar não vai tornar o processo de aprendizado mais rápido! Esse é  quem você é, são suas capacidades, e não é um monte de choramingo que vai mudar isso. A única coisa que você pode fazer é aceitar isso. Faça o seu melhor, mude sua forma de aprender, procure conselho de artistas mais experientes, e  nunca desista! Se você realmente quer isso, você encontrará uma maneira, não importa quais obstáculos a vida colocar no seu caminho.

how to enjoy reaching goalhow to enjoy reaching goalhow to enjoy reaching goal
Colocar seus olhos na meta apenas vai impedi-lo de aproveitar a vista.

Você não deve ser bom para todo mundo. Você pode calmamente aprender a desenhar, passo a passo, apreciando sua evolução, mas sem esperar que ela venha com cada desenho. Desse modo você vai focar no que realmente quer aprender, em vez de tentar apelar para os outros. A menos que haja outra razão para você desenhar.

Eu Quero que Minha Arte Valha Dinheiro De Verdade

Essa é toda uma nova questão. Nos casos anteriores é você quem define o "bastante". Aqui são os seus clientes em potencial. Entretanto, você ainda tem controle sobre isso, há muitos tipos de clientes, e você não precisa escolher os mais exigentes. Sim, os mais exigentes oferecem o melhor dinheiro, mas sua arte pode não valer a pena.

 Aqui está o problema. Você pode querer ganhar muito dinheiro com sua arte, tanto que o aprimoramento seria um efeito colateral, não a meta final. É bem semelhante ao primeiro caso, você quer que os outros admirem sua arte, independente se ela é boa ou não. Você não quer realmente ser bom no desenho, apenas quer que os outros achem que você é.

Essa maneira de pensar coloca a pressão no ponto errado. Em vez de focar nas suas habilidades, você se ajusta as expectativas dos outros. O modo correto de pensar deveria ser: "Eu compraria a minha própria arte? Caso não, o que eu poderia fazer para torná-la mais atraente para mim?" Desse modo você aprenderá o que você quer, e quando você começar a ganhar dinheiro será fazendo o que você gosta, não o que os outros gostam.

create for yourself not for moneycreate for yourself not for moneycreate for yourself not for money
Você quer passar sua vida pensando em como agradar os outros?

Claro, todos queremos ganhar muito dinheiro, aqui e agora, mas seja honesto com consigo: você acha que merece isso no momento? A sua arte é boa o bastante para os clientes que você está interessado? Se não for, mantenha a calma, não se desespere. Apenas uma pequena porcentagem das pessoas ganha a vida fazendo o que ama; se você atingiu esse estado, será um grande sucesso, mas não atingir não é uma falha, é normal.

Mantenha o foco no aprimoramento, e se torne o artista que você contrataria. Se torne bom para você mesmo e você se surpreenderá quando os clientes chegarem! Afinal, a razão final do desenho é:

Eu Quero Me Divertir

É fácil esquecer isso depois de horas de esboços repetitivos, quando você comete erros óbvios não importa o quanto você esteja focado. Depois de ver artes incríveis de outros e compará-las aos seus esforços lamentáveis. Depois de olhar para o seu portfólio e não ver o que gostaria de ver. Depois de gastar horas em um desenho comissionado e ganhar menos dinheiro do que acha que merece.

Apesar de tudo isso, a razão primária porque você pega o lápis é para ter alguma diversão. Para sentir o poder criativo unindo sua mente e sua mão. Para gastar algum tempo consigo mesmo, em silêncio, na companhia de uma boa música, observando como algo da sua mente aparece na folha de papel em frente a você. Isso deve ser prazeroso não importa o quanto você acha que é bom. Você costumava gostar disso quando criança, então o que mudou?

A diversão ao desenhar não é reservada aos profissionais. Ela acontece para todos que estão contentes com seus trabalhos, e você é a única pessoa que tem poder sobre isso. Mesmo que seus desenhos se assemelhem aqueles da  pré-escola, esses são seus, você desenhou, você fez o esforço para ser melhor, e acima de tudo, você está bravamente enfrentando seus demônios chamados "não é bom o bastante". Esse paradoxo o torna bom o bastante para desenhar!

i feel im not good enoughi feel im not good enoughi feel im not good enough
Essa são vozes da sua cabeça. Entenda que você as está criando e será livre!

A Alta Corte da Qualidade da Arte: Crítica Externa

Quando você posta sua arte online, você espera algo. Normalmente nós esperamos que os outros confirmem que nosso trabalho é bom o suficiente; bom o bastante para ser apreciado por eles. Fazendo isso você dá a eles o poder sobre o seus sentimento em relação a sua arte. Não importa quanta diversão você teve criando, e o quanto você gostou dela antes de fazer upload, uns poucos comentários negativos vão destruir tudo.

Não, eles não sabem mais. Eles não são parte de uma Alta Corte da Qualidade da Arte, julgando se você é bom o bastante. Eles tem o direito de dar a opinião deles, e eles podem julgar sua arte o dia todo, mas isso não tem nada a ver com a sua arte. A menos que você queira que tenha.

Me Diga Se Eu Sou Bom o Bastante

Não há nenhuma definição mais nebulosa de "bom o bastante" do que aquela criada pelo público. Afinal, o público é feito por pessoas como você, seu vizinho, e seu carteiro, semelhantes em alguns aspectos, mas totalmente diferentes em outros. Para cada pessoa que gosta da sua arte há outra pessoa que não gosta. Ainda assim, nós ficamos ansiosos para basear o valor da nossa arte nas opiniões que ouvimos (nem mesmo todas as opiniões, apenas as disponíveis). Por que?

Nós somos animais sociais, e mesmo tal conceito enorme como bom e mal são baseados no que é benéfico e prejudicial para a comunidade como um todo. Tudo o que nós fazemos pode ser visto como normal (entendido pela maioria) ou anormal (rejeitado pela maioria), bom (a maioria gosta) ou mal (a maioria não gosta).

Contudo, nós pertencemos a muitas comunidades menores, cada uma com regras um pouco diferentes. O que é normal em um grupo pode ser anormal no outro. O que isso tem haver com o conceito de "bom o bastante"? Dependendo de onde você posta sua arte, as opiniões vão variar. Por exemplo, um artista talentoso, mas não habilidoso pode ser muito elogiado pela família, amigos e até mesmo estranhos, mas se ele ou ela vai até uma escola de arte, o valor da arte deles vai cair significativamente.

subjective critique art valuesubjective critique art valuesubjective critique art value

Isso pode não ser tão óbvio, mas significa que você não pode controlar o valor da sua arte apenas deixando-a disponível apenas para pessoas que irão julgá-la positivamente. "Mas valor é algo constante, não vai mudar, não importa que vê" você pode dizer. Pode parecer assim, mas na realidade qual é a definição de valor? Pense por um momento e você vai perceber que não é objetiva. Por exemplo, eu não acho a Mona Lisa tão fascinante assim. Eu vi muitas pinturas mais bonitas criadas por artistas jovens na nossa era digital. Eu também sempre escolho um esboço de uma besta com design criativo em vez de uma paisagem fotorrealista toda vez.

Talvez a minha opinião não altere o valor da Mona Lisa, porque eu não sou especialista? Talvez você precise de qualificações especiais para ser capaz de julgar uma arte? Por que então, você fica tão feliz quando um estranho, não artista ou especialista, deixa um comentário positivo sob a sua arte? Eles não sabem do que estão falando, e isso não deve importar!

O valor de uma arte está apenas na sua cabeça e na cabeça dos outros. Nenhum deles é mais verdadeiro ou certo do que os outros, embora nós tendemos a pensar que quanto mais pessoas compartilham uma opinião sobre algo, mais verdadeira ela é. E é assim que nós voltamos ao conceitos de pequenas comunidades.

how to judge art valuehow to judge art valuehow to judge art value

Nós podemos dizer que todas as pessoas comentando sua arte formam uma pequena comunidade. Se houver, vamos dizer, dez deles, e se todos os dez derem a você comentários positivos é 100% de admiração. Agora imagine que o 11° comentário surge, trazendo uma opinião negativa. Mesmo pensando que é apenas um comentário negativo, seu valor 100% foi quebrado e nunca será corrigido de novo! Então, mesmo pensando que esse único comentário valha o mesmo que cada positivo, você o trata como um intruso e inimigo.

Aqui está um fato desfavorável: mesmo que todas as suas comunidades de comentários concordem sobre o extraordinário valor da sua arte, isso não significa que não há ainda mais pessoas que não gostem dela mesmo; elas apenas não estão interessadas o suficiente para vir e contar para você. Mas por que elas não são parte da  sua comunidade a opinião não falada delas não importa.

how to tell if im good enough judgement rate systemhow to tell if im good enough judgement rate systemhow to tell if im good enough judgement rate system
Sua informação pode sugerir que o gráfico de popularidade da sua arte pode se parecer com A, mas você nunca saberá se está completo; talvez com uma grande amostra dos comentários ele se parecerá mais com B?

Então, você pode realmente dizer se você é bom o bastante pelos comentários dos outros? Eu acho que não. Você pode conseguir muitas opiniões positivas apenas desenhando algo que eles gostem, não importa o quanto a técnica é amadora. Você pode conseguir muitos comentários negativos apenas postando em um site de altos padrões, e da mesma forma, conseguir muitos comentários positivos apenas evitando sites como estes. Também a falta de qualquer comentário não significa que você está sendo deliberadamente ignorado; talvez você esteja apenas invisível entre todos os outros artistas tentando fazer isso. E sobre os comentários das pessoas que não compartilham sua visão estética?

how to decide if im goodhow to decide if im goodhow to decide if im good

E afinal, quem são eles para dizer se você tem permissão para desenhar? Você não magoa ninguém postando sua arte "não boa o bastante" online. Você não força ninguém a olhar para ela. Mas, da mesma forma, você não pode forçar ninguém a pensar positivamente sobre sua arte. Você não deve a eles uma boa arte, e eles não devem a você admiração.

Algumas vezes você pode encontrar pessoas que vão dizer a você, do nada, que seu desenho é uma porcaria e que você deveria se envergonhar. Isso porque eles tem a impressão de que por postar sua arte online você está dizendo, "Minha arte é linda", e eles devem contar a você que discordam. Você mesmo concorda com essa abordagem quando você pensa:"eu não sou bom o bastante para postar minha arte online". Você pode ter outras razões para compartilhar seus trabalhos e querer mostrá-los, certo? O fato de postar sozinho não significa que você se sente igual aos melhores artistas da internet. Se alguém agir como se você fizesse assim, ignore-os; eles não valem a sua atenção.

A Maldita da Comparação

Eu guardei uma definição muito importante de "bom o bastante" para o final, porque ela é baseada em cada uma das outras definições que nós já descrevemos. Essa vem da consciência de que há muitos artistas ótimos lá fora, talentosos e que praticam por eras, e aqui está você, lutando para desenhar uma figura palito. Como você poderá alguma vez atingir o nível deles? Por que você tentaria, para ser ridicularizado?

Observe como isso deriva das outras definições.

  • Se eu desenho pior que eles, isso significa que eu sou pior que eles (baseando sua autoestima na admiração que consegue).
  • Eles estão praticando por anos, então eu nunca vou alcançá-los (medo do progresso lento).
  • Eles já são tão populares, a competição é muito forte (sua descrença que vai encontrar clientes).
  • Eles comparam meus desenhos aos deles e morrem de rir (o medo da comparação desfavorável).

Todos esses medos vem da crença de que o valor da arte deles influencia o valor da sua. Afinal, se todos esses grande artistas de repente morressem, você seria o melhor. Entretanto, esse modo de pensar está perto da atitude:" eu estou infeliz porque meu vizinho comprou um carro novo,e isso me fez parecer pobre."

Sua arte não muda porque alguém é melhor ou pior. Se você desenhar algo para você mesmo e você gosta, porquê importa se algum profissional desenha melhor? Quando você come pizza, ela tem gosto ruim só porque em algum lugar do mundo alguém está tendo um jantar suntuoso?

comparison makes unhappycomparison makes unhappycomparison makes unhappy

O medo de comparações desfavoráveis é outra adaptação do mecanismo de guiar o autoaperfeiçoamento a custa de sofrimento. Comparação é a nossa maneira de dizer se algo, aparentemente neutro, é bom ou ruim. Uma criança não sabe se o seu desenho é outra coisa além do que é, até notar que os adultos reagem mais positivamente a alguns determinados. Esse desenhos são chamados "bons", e os outros, por comparação são "ruins".

Mas esses "bons" e "ruins", no caso da arte, são etiquetas. Eles não significam nada mais do que "eu gostei desse". Nada nos impede de mudar a etiqueta quando encontramos algo melhor; um bom objeto automaticamente se torna ruim apenas porque há outro melhor.

comparison better is the enemy of goodcomparison better is the enemy of goodcomparison better is the enemy of good
A arte em si não muda, mas o valor não é dependente dela.

Entretanto, você não pode controlar nem se o você é "bom o bastante" em termos de comparação significa "tão bom quanto os outros", e você não tem nenhum poder sobre como os outros são percebidos. De fato, nem eles, vocês todos estão na mesma situação.

Isso não soa absurdo? Não importa o que você faz, quantas escolas de arte você terminou, você nunca vai fazer você ser "bom o bastante". São os outros que julgam, não você. Claro que você pode analisar o critério deles, e tentar se encaixar, mas por que? E se você não concordar com o critério deles?

A única comparação para sair da maldita comparação é ter fé na sua opinião. Você gosta da sua arte? Ótimo! Se você não gosta, trabalhe até você gostar. Não deixe os outros decidirem o que e como você deve desenhar, apenas porque eles, na maioria, gostam de algo em particular.

Não importa o quanto você é bom, sempre haverão pessoas melhores que você, em um aspecto ou outro. Aceite o fato, e tente senti-lo de todo o coração. A única pessoa com quem você deve se comparar é com você mesmo de ontem.

Afinal, outras pessoas são tão diferentes de você para comparar apenas um aspecto. Talvez eles tenha começado anos antes de você. Talvez eles tenham frequentado várias escolas de artes. Talvez eles tenham encontrado alguém que mostrou o caminho. Se você levar tudo em conta, você pode descobrir que na verdade está melhor que eles, considerando as circunstâncias. Mas isso realmente importa?

Conclusão

Porque uma boa arte suscita admiração, é fácil chegar a conclusão de que esse é o único propósito para ela. Entretanto, a maioria das pessoas tem medo de até mesmo tentar desenhar, porque elas podem falhar. Você precisa entender que a falha é completamente normal e até mesmo esperada quando você é um iniciante, mas também é você que a define. A maneira real é aceitar suas falhas e continuar apesar delas, não evitar tudo.

Se após semanas de prática tudo o que você faz é desenhar cavalos palito, o que tem de ruim nisso? Pessoas aleatórias a sua volta podem dizer que você isso não é bom o bastante para elas, mas porque ligar? Claro, é bom se sentir admirado, mas também é fácil se tornar um escravo desse sentimento. Aprenda como gerenciar sem elogios como combustível, e logo sua arte será digna de admiração sem sua intenção.

Seus desenhos são bons se você gostar deles, e bons o bastante para você aceitá-los como eles são. Quando você diz "eu não gosto da minha arte porque os outros não gostam dela", não é falta dos outros o fato de você não gostar, você deu a eles muito poder sobre o que você se permite gostar. E se você não se sente forte o bastante, desenhe apenas para você mesmo. Aproveite sem nenhuma pressão, com a única meta que importa; aperfeiçoar a si mesmo.

Advertisement
Did you find this post useful?
Want a weekly email summary?
Subscribe below and we’ll send you a weekly email summary of all new Design & Illustration tutorials. Never miss out on learning about the next big thing.
Scroll to top
Start your 7-day free trial*
Start free trial
*All Individual plans include a 7-day free trial for new customers; then chosen plan price applies. Cancel any time.