Unlimited WordPress themes, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Design & Illustration
  2. Toned Paper
Design

Como Desenhar uma Câmera Vintage Com Caneta Nanquim Sépia em Papel

by
Difficulty:IntermediateLength:MediumLanguages:

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Final product image
What You'll Be Creating

Nesse tutorial mostrarei a vocês o processo de desenhar uma câmera vintage e um ramo de cerejeira em flor, usando canetas nanquim sépia, caneta branca e papel colorido bege. Eu usei canetas coloridas sépia (marrom quente), não preto, porque cria uma combinação harmoniosa com a cor do papel e também reflete a aparência delicada e leve dessa arte.

Desenhando em papel colorido pode ser uma experiência bem interessante para um artista. Também é conveniente para esboços rápidos, porque a cor da folha de papel realiza uma grande parte do trabalho do artista. A escolha correta da tonalidade do papel é um detalhe importante aqui, porque se você criar seu desenho em um papel que é muito escuro, pode ser difícil criar as sombras óbvias e conseguir o contraste no trabalho. Se o papel for muito claro, então isso pode ser um problema com a definição das luzes. Entretanto, não há regras estritas, e tudo depende das suas decisões.

A maior vantagem do papel colorido é que ele cria valor por si mesmo então você pode deixar partes substanciais do papel intocadas. Isso também dá a você a possibilidade de criar luzes de verdade e não apenas confiar no contraste, como no caso dos desenhos tradicionais preto e branco. É por isso que essa técnica é tão boa para esboços e estudos rápidos, e também muito útil para papéis maiores. É importante saber onde parar, porque seu desenho não será tão efetivo se você não deixar papel em branco.

Meu desenho para esse tutorial é mais um estudo expressivo estilizado do que um trabalho estritamente realista. Esboçar rapidamente, sob inspiração, retratando formas gerais, é um excelente exercício para melhorar suas habilidades. Essa técnica é apropriada para qualquer material combinado com papel colorido: lápis, canetas, marcadores, carvão. Se você se sente confortável e confiante com seus materiais, você pode até mesmo pular o esboço preliminar a lápis e passar para o desenho diretamente no papel colorido.

O Que Você Vai Precisar

  • Papel branco (1 folha de papel comum de impressão é suficiente)
  • Papel colorido bege (2 folhas tamanho A4 é a melhor opção)
  • Lápis grafite HB ou F
  • Uma borracha
  • Canetas Nanquim sépia (as minhas são 0.05mm, 0.1mm, 0.3mm e 0.5mm)
  • Caneta Gel Branca (ou nanquim branco como substituto)
What you will need

1. Desenho um Esboço a Lápis

Passo 1

Uma câmera é um objeto um pouco difícil de desenhar de memória ou imaginação, porque tem proporções específicas e detalhes. Eu usarei uma foto de uma câmera vintage que eu encontrei no PhotoDune. Se você tem uma foto de referência também, você não é obrigado a copiar todos os mínimos detalhes da câmera na sua imagem. Algumas vezes é suficiente capturar as proporções gerais e alguns detalhes.

Camera reference

Primeiramente eu desenho um retângulo simples para a forma principal da câmera.

Drawing the basic shape

Passo 2

É necessário encontra o ponto de fuga para uma perspectiva correta na construção do desenho. Vamos imaginar que seu ponto de fuga é acima do centro da câmera. Na imagem abaixo você pode ver o ponto na linha do horizonte.

Mark the vanishing point

Passo 3

Todas as linhas do desenho convergem para esse ponto. Eu marco linhas pontilhadas para futura referência. Essas linhas ajudarão a desenhar a perspectiva reduzida correta.

Drawing guides to the vanishing point

Passo 4

Eu faço o traçado da forma interna da câmera, sua base e laterais. As linhas laterais seguem as linhas pontilhadas que eu desenhei no passo anterior.

Drawing the camera sides

Passo 5

Eu marco levemente as partes proeminentes da câmera. Ela tem duas formas trapezoides, em cima e em baixo. NO meu caso essa parte proeminente é levemente voltada do centro da câmera para o lado.

Drawng the central part

Passo 6

Eu encontrei as linhas do meio dessa forma recém desenhada, aproximando as medidas da parte horizontal, e marcando com uma linha pontilhada. Agora nós precisamos encontrar o centro da lente da câmera para os passos futuros. Como eu pude concluir observando a foto de referência, seu centro está localizado na linha do meio da parte proeminente com a parte levemente voltada para a parte de baixo da câmera? Então eu desenho um círculo baseado nessa marca central. Você pode usar um compasso para ter certeza de que o círculo está uniforme o suficiente.

Drawing the lens

Passo 7

Eu desenho outro círculo no lado externo do círculo existente como se uma forma estivesse localizada dentro da outra.

Então eu adiciono uma forma redonda para retratar o volume das lentes. Nós estamos olhando para a câmera de cima, então a parte central é mais larga e mais visível, e as laterais diminuem de tamanho proporcionalmente.

Constructing the objective

Passo 8

Eu passei para o parte superior da câmera e desenhei o flash. Apenas olhe para a foto de referência e transfira suas observações para o papel.

Drawing the flash

Passo 9

Antes de prosseguirmos para os detalhes arredondados no plano horizontal superior da câmera, é útil prestar atenção a diminuição dos objetos redondos por perspectiva. De uma maneira simples, quanto mais baixo (ou alto) o objeto está em relação a linha do horizonte, maior será a circunferência visível. Quanto mais próximo do horizonte o objeto está, mais reduzida é a forma.

Aqui está uma ilustração básica desse conceito aplicada a esse desenho: quanto mais baixo o objeto redondo em relação aos olhos do observados, mais larga é a circunferência visível.

Circles in perspective

Tendo esse conhecimento em mente, eu desenho os elementos arredondados no plano superior da câmera, e também faço os lados da câmera mais arredondados e suaves.

Drawing all the round details

Passo 10

É hora de marcar os detalhes da frente da câmera e delinear os segmentos. Eu usei apenas a foto de referência mais alguma imaginação criativa.

Adding details

Passo 11

Eu continuo acrescentando pequenos detalhes ao corpo da câmera. Os detalhes fazem o trabalho mais credível e interessante.

Additional features of the camera

Passo 12

Não foi à toa que eu deixei as flores para esse último passo do esboço. Se eu começasse pelo desenho de primeiro plano, seria mais difícil completar a composição estritos e precisos.

Eu desenho uma forma curva para o ramo com círculos para as futuras flores e formas estilizadas para as folhas.

Drawing the twig shape

Passo 13

Flor de cerejeira é uma forma simples de flor, então eu vou desenhá-la de memória. Simplificadamente são cinco pétalas e uma parte central fofinha. Avaliando a composição em cada passo do processo é importante, então que eu sinto o meu desenho ficará mais equilibrado se eu fizer as flores do grupo menor um pouco maiores e acrescentar mais folhas ao ramo.

Agora o esboço a lápis está pronto para se tornar a base do seu trabalho artístico com caneta nanquim.

Drawing petals and leaves

2. Criar o Desenho com Caneta Sépia e Branca

Passo 1

Eu passei o desenho para a folha de papel colorido, usando o vidro de uma janela. Nós precisamos das formas gerais aqui, porque você pode sempre usar a foto de referência e o desenho a lápis. Linhas de lápis que são muito pesadas podem danificar a aparência da sua arte, então como você vê meus traços são muito leves, até mesmo igualando com o papel algumas vezes. Também é importante prestar atenção em cada linha que você desenha com as canetas nanquim, para que sua arte se torne vívida e animada, ao invés de apenas traçar o desenho básico mecanicamente.

The trace on the toned paper

Passo 2

Você sabe como suas canetas trabalham em combinação com seu papel colorido? Se é a primeira vez que você está desenhando usando esses materiais, experimente-os antes de tocar na cópia limpa da sua arte. Usar o mesmo papel do seu futuro desenho é a melhor solução aqui, ou pelo menos um semelhante.

Eu criei pequenos quadrados de hachuras, usando todos as canetas sépia da mais fina 0.05 mm para a mais grossa 0.5 mm. Tente variar os intervalos entre as linhas, porque isso mostra alguns efeitos interessantes ao colocar suas linhas mais perto ou mais longe. Como você pode ver, minhas hachuras são mais frequentes na parte inferior do quadrado do que na parte superior.

Também é útil treinar com a caneta gel branca de antemão.

Examples of hatching

Passo 3

Vamos começar com as flores e a sombra abaixo delas, porque começar pela câmera nesse caso pode causar danos acidentais ao primeiro plano.

Com a caneta 0.3 mm marco as áreas de sombra principais com hachuras horizontais paralelas. Eu imagino a localização das luzes nessa composição como leve e suave, mas a presença de sombras é obrigatória. Sombras e linhas pesadas nos permitem atingir o nível necessário de contraste e volume.

Marking the main shadow

Passo 4

As flores estão mais perto do observador do que a câmera, então é razoável fazer com que elas se destaquem. Com a caneta 0.5 mm crio um contorno de flores e folhas e então expando a área de sombra até a base da câmera. Isso já cria um contraste forte no desenho.

Outlining the flower twig

Passo 5

Nós devemos ser consistentes para conseguir um resultado equilibrado, então o próximo passo é prosseguir para as linhas laterais e delinear os contornos da câmera. Eu cobri os traços de lápis com uma caneta de 0.3 mm.

Creating the contours

Passo 6

E agora eu volto de novo ao ramo de flor. Com a caneta 0.3 mm eu crio pontos de hachura nas folhas e ramo.

Hatching on the twig

Passo 7

As flores são delicadas, flores de cerejeira geralmente são brancas ou rosa claro. Elas devem ser os objetos mais claros na sua composição. Então é importante deixá-las praticamente intocadas, especialmente nas áreas das curvas das pétalas, então eu cubro as flores com hachuras 0.1 mm, minúsculas delicadas como rendas.

Hatching the flowers

Passo 8

Eu troco novamente para a câmera e cria uma textura semelhante a textura padrão da câmera da referência. Uso uma caneta de 0.1 mm,  fazendo repetidamente pares de traços pequenos e curtos.

Creating the texture on the camera

Passo 9

Eu mudo para a parte superior da câmera. Com a caneta 0.05 mm adicione pequenas hachuras ao plano vertical. É razoável usar hachuras cruzadas e qualquer traçado sobreposto, especialmente perto dos lados externos do objeto, isso cria volume.

Hatching on the vertical plane of the camera

Passo 10

O próximo passo importante são as lentes. Eu usei traços de 0.05 mm arredondados e também algumas linhas paralelas nas lentes, onde eu intencionava criar sombra.

Adding thin strokes

Passo 11

Alguns contornos da câmera parecem muito leves e perdidos para mim. Com a caneta 0.3 mm eu os deixo mais proeminentes. Eu também adicione uma camada de pontilhado as lentes. Como você pode ver a combinação dos pontos e traços arredondados que imitam a forma do objeto é uma maneira verdadeiramente eficaz de criar um objeto tridimensional.

Creating depth on the lens

Passo 12

Com a caneta 0.5 mm eu contorno a forma geral dos objetos dando a eles mais contraste em relação ao colorido do papel. As áreas de sombra precisam ser mais escurecidas também.

Thickening the contours

Passo 13

Com a caneta 0.3 mm eu acrescento pontinhos à câmera, onde eu  criei um efeito de textura antes, e também marco as laterais da câmera com hachuras cruzadas.

Creating dotwork

Passo 14

Agora é hora da verdadeira diversão, com a caneta gel branca! Apenas uma pequena área pode fazer o desenho parecer bem interessante e vivo. Eu adicionei o branco principalmente as flores, porque elas devem ser claras e mais perto do observador, e também alguns traços nas áreas mais claras da câmera, para reproduzir o reflexo da luz.

 Adding the white ink

Passo 15

Avalio o desenho em geral. Eu consegui o contraste certo? É quase o resultado que eu imaginei desde o começo, mas com traços de 0.1 mm no plano vertical da câmera adicionados as sombras parecem melhores.

Final touch

A Arte Finalizada

Esse é o desenho completo. Eu espero que você tenha aproveitado o processo de trabalhar com canetas sépia, caneta branca e papel colorido. Os princípios dessa técnica podem ser aplicados em muitos projetos e várias mídias, eu desejo a você o melhor na realização das suas ideias. Obrigado por sua atenção!

The final result
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.