7 days of PS Actions, graphics, templates & fonts - for free!* Unlimited asset downloads! Start 7-Day Free Trial
Advertisement
  1. Design & Illustration
  2. Drawing Theory

Porque É Tão Difícil Desenhar a Partir da Imaginação? Aqui Está Como Fazer!

Read Time: 25 mins

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Final product imageFinal product imageFinal product image
What You'll Be Creating

É assim que começa. Você pode ver um dragão na sua mente, sua cabeça assustadora, escamas brilhantes, asas maravilhosas, rabo longo com uma fileira de espinhos...É tão real que você quase pode tocar.

Você segura ou lápis ou uma caneta para mesa digitalizadora, você se sente criativo, a energia passando pelos seus dedos, e...nada parece certo. Apenas não está. Você até entenderia se você fosse ruim de desenho, mas não, você consegue desenhar coisas realistas, contanto que use uma referência, certo? Suas linhas são limpas, você consegue controlar o lápis, pega as proporções corretas, mas apenas se tiver algo em que olhar de verdade.

Desenhar a partir da imaginação parece exigir uma habilidade maior do que simplesmente recriar a realidade. Além do mais, isso é uma criação real - Você está trazendo a vida algo que ninguém nunca viu antes! Todas essas criaturas maravilhosas e histórias fantásticas em sua mente estão apenas esperando para que você os veja. Você quer observá-los enquanto nascem em uma folha de papel, ver eles se tornarem realidade, para todos os admirarem assim como você faz. Porque é tão difícil? Como conseguir a conexão correta entre a imagem na sua mente e as linhas criadas pela sua mão?

Como Você Desenha?

Essa é a questão que você tem que responder primeiro. Desenhar não é tão simples como você pensa, é formado por vários aspectos diferentes (é por isso que diferentes estilos podem ser criados, embora haja apenas uma realidade). Por esse motivo, o método que você usa para desenhar a partir de uma referência é (provavelmente) completamente diferente do método que você usa para desenhar a partir da imaginação. Se for assim não me admira que um seja fácil para você e o outro pareça impossível, mesmo que ambos sejam chamados "desenhar".

O mesmo efeito pode ser alcançado usando métodos diferentes. Por exemplo, você pode conseguir um retrato realista de um cavalo por:

  • Tirar uma foto de uma cavalo real
  • esculpir um cavalo realista e tirar uma foto com luz apropriada.
  • Usar gotas de pigmentos para criar uma pintura de um cavalo
  • usar pontos de luz para criar uma pintura digital de uma cavalo

Todos esses métodos, se usados adequadamente, vão dar a você a mesma pintura realista do cavalo. É o mesmo com seus desenhos - mesmo que seja um desenho baseado numa referência e um baseado na imaginação, e ambos sejam feitos com as mesmas linhas, a mesma mão, e a mesma mente eles são criados de maneiras diferentes. Em outras palavras, há dois processos diferentes acontecendo na sua mente quando cria ou recria.

Desenhando a Partir de uma Referência: Copiando

Pegue uma referência, tente desenha, observe como você faz isso. Como Funciona? O que você está fazendo realmente, exceto "desenhar"? Observe o processo na sua mente, analise. Quais são as perguntas que você se faz sobre a referência, e como responde-las.

O jeito mais popular de usar a referência é copiar as linhas. A fim de fazer isso corretamente, a pessoa precisa dominar a cópia das proporções, ver a distância e recriar isso em uma escala diferente. É relativamente fácil de praticar e dá resultados rápidos, juntamente com a impressão que você é bom de desenho.

Entretanto, isso só o torna bom em copiar linhas e proporções. Se você tiver boa memória, você pode até memorizar as linhas e desenhar o mesmo objeto sem referência depois, mas ainda não tem nada a ver com as habilidade que você precisa para desenhar a partir da imaginação. Sem mencionar quantas linhas você terá que lembrar e como é fácil esquecer delas!

drawing from a reference line copying tracingdrawing from a reference line copying tracingdrawing from a reference line copying tracing
A referência (1) é visualmente convertida em linhas (2), e então as linhas são copiadas (3).
drawing from a reference line copying tracing forget lines timedrawing from a reference line copying tracing forget lines timedrawing from a reference line copying tracing forget lines time
Tal conjunto de linhas tão precisas está muito propenso a falsas representações, com o tempo, literalmente cai aos pedaços na sua memória e você precisa preencher as lacunas com suas suposições.

Desenhando a Partir da Imaginação: Vendo

Agora tente desenhar algo a partir da sua imaginação. Que perguntas aparecem aqui? Como você as responde?

Um processo típico de se desenhar a partir da imaginação se parece com isso: você vê a imagem de algo em sua mente, você pode sentir, e você prossegue desenhando. A imagem na sua cabeça é meio indescritível - você não precisa ver claramente como uma figura real, mas há um sentimento muito forte de que se você apenas pegar o lápis ele vai preencher os espaços na sua visão. Mas ele não preenche, e você se sente desanimado.

drawing from imagination cant seedrawing from imagination cant seedrawing from imagination cant see
A ideia na sua cabeça não pode se convertida em linhas como uma referência típica.

Isso porque desenhar a partir da imaginação não pode ser criado da mesma maneira que desenhar de referência. Você não pode copiar as linhas e proporções de algo que você ainda não viu - é apenas após você desenhar, que você pode ver se é isso que você quer ou não. Mas...porque? Por que você tem esse sentimento forte que você pode ver na sua mente, quando você realmente não pode?

Imagens da Imaginação

Imaginação é um recurso da sua mente que deixa você misturar elementos da realidade para criar novas versões dela. Criatividade representa a sua habilidade nesse assunto. Quanto mais criativo você for, mais estruturas originais você pode criar a partir das mesmas coisas velhas.

what is imagination creativitywhat is imagination creativitywhat is imagination creativity
A imaginação torna possível criar uma nova realidade com pedaços da original.

Nós todos somos criativos em alguma extensão, mas alguns de nós são mais que outros a esse respeito. O que é interessante é que a maioria das crianças é muito criativa, poque eles não conseguem entender o conceito de absurdo. Eles apenas criam idéias sem julgá-las e eliminar as mais malucas. Conforme ficamos mais velhos, nós aprendemos mais e nossa criatividade geralmente sofre com isso, porque nós temos tanto medo de falhar e parecer ridículos.

Uma dica bônus: se você quer treinar sua criatividade, encontre um parceiro e pergunte uma ao outro questões difíceis onde não é permitido responder com "eu não sei." Quanto mais malucas as questões e as repostas, melhor"

Ser criativo é suficiente para criar coisas na sua imaginação, mas não suficiente para trazê-las para fora. Você precisa conhecer os elementos da realidade que você vai usar para criar sua nova visão para poder retratá-la.

Não importa se você quer desenhar um dragão, e dragões não existem, porque o que existe é o conceito do dragão (ex.: na cultura ocidental - grande réptil escamoso com asas), criaturas vivas, garras, mandíbulas de animais carnívoros, construção das pernas são necessárias para efetiva locomoção, a construção das asas são necessárias para sua função, e assim por diante. Esse é um grande conjunto de informação que você acha que possui; mas você possui?

Memória

Nós podemos dizer que há dois tipos de memória: a passiva e a ativa. A memória passiva é tipo somente para leitura - você usa para reconhecer algo. Por exemplo, objeto 1 salvo na memória passiva com atributos A, B, e C, então quando você vê um objeto com atributos A, B, e C ele é rotulado como objeto 1. Não é preciso muito esforço para guardar algo na memória passiva e fica lá por um longo tempo, mas ao mesmo tempo você não tem acesso direto a ela - você precisa ver o objeto ao qual ela está ligada para usá-la. Sem o objeto, a informação simplesmente não existe para você.

A memória passiva coleta toda a informação a sua volta, sem que precise pedir. É bem detalhada, mas não acessível diretamente. Você pode apenas pegar informação de fora, e então é o caso apenas de uma simples equação (Algum objeto armazenado tem os atributos A, B, e C?).

A memória ativa é algo mais. Ela contém uma cópia da informação que você recebeu e conscientemente decidiu guardar. Quando você faz um esforço para memorizar algo, você na realidade esculpe uma cópia disso. Entretanto, essa escultura derrete com o tempo, então você precisa voltar a elas algumas vezes e consertá-la, tornando-a mais forte a cada vez. Esse é o mecanismo de lembrança e repetição.

Memória Passiva

Vamos dar uma olhada mais de perto no processo de relembrar. A memória passiva é totalmente subconsciente - você observa um objeto (1) e então seus atributos são salvos na memória (2). Você nem tem consciência disso! É dessa maneira que você "lembra" dos cortes de cabelo e dos rostos dos seus amigos sem pensar sobre isso.

how do we remember things unconsciously passive memoryhow do we remember things unconsciously passive memoryhow do we remember things unconsciously passive memory
Lembrança Passiva

A memória passiva faz com que você se sinta familiaridade quando vê um objeto que já foi salvo - porque seu subconsciente verifica se já está em sua base de dados, caso deva ser salvo. É por isso que uma criança é fascinada com tudo que vê (sua memória passiva é quase vazia), e um adulto parece não notar essas coisas. Quando nós vemos algo que não havíamos visto antes, isso chama a nossa atenção, de maneira que possa ser salvo adequadamente na memória passiva. Então não é mais interessante.

how do we recall things unconsciously passive memoryhow do we recall things unconsciously passive memoryhow do we recall things unconsciously passive memory
Recuperação passiva

A memória passiva, apesar de "preguiçosa", é muito útil e rápida. Faz com que você reconheça todas as coisas a sua volta sem usar a mente consciente. Você apenas olha para algo, seus olhos trazem a informação ao cérebro, e subitamente você sabe o que está olhando, sem ser avisado, houve um pequeno momento em que você não sabia. Você nem tinha ideia que tinha uma pergunta, porque ela já está respondida!

Você pode cavar a informação armazenada na memória passiva sem usar todo um mecanismo de comparação? Sim, mas apenas subconscientemente. Lembre-se dos seus sonhos - em alguns deles, especialmente os lúcidos, você pode ver uma incrível quantidade de detalhes, e eles são em sua maioria verdade. Todo o mundo dos sonhos é baseado em suas memórias passivas, por isso podem ser misturados. É por isso também que você consegue recordar alguma coisa depois de passar um tempo sem pensar sobre ela - Seu subconsciente tenta responder a questão mesmo que o seu consciente decida desistir.

Memória Ativa

A memória ativa é mais complicada que isso. Ela requer seu esforço consciente para lembrar de algo. Acontece toda vez que você tenta memorizar um nome, um número ou quando você decide lembrar de algo.

how do we remember things consciously active memoryhow do we remember things consciously active memoryhow do we remember things consciously active memory
Lembrança ativa

O esforço vale a pena - a memória ativa deixa você recriar algo a partir da usa mente usando a mesma "receita" que você criou para gravar isso.

how do we recall things consciously active memoryhow do we recall things consciously active memoryhow do we recall things consciously active memory
Recuperação ativa

Memória ativa, como implica o nome, necessita da sua consciência, portanto é mais lenta. Você está ciente das duas pergunta e resposta (ou a falta dessa). Você precisa fazer um esforço para trazer a informação de volta a sua mente.

Vamos dizer que seu amigo tem um novo corte de cabelo. Sua memória passiva diz que algo está errado (algo não se encaixa no modelo). Você precisa recordar como o seu amigo se parecia antes, usando sua memória ativa. Se você nunca formulou essa pergunta antes, há chances que você não tenha uma cópia dessa informação salva em sua cabeça - apenas um modelo feito pelo seu subconsciente, inacessível para a sua mente consciente. Então a memória passiva te diz que você conhece isso, mas ao mesmo tempo você não consegue dizer o quê você conhece.

Eu não Sei Que Eu Sei

Agora, tanto a memória passiva quanto a ativa são na verdade a mesma coisa. É o processo de lembrar e recordar que as diferencia.

 Vamos imaginar que as memórias possam ser armazenadas em contêineres de membrana viva.  Não tem nenhuma abertura, dessa maneira, se você quer colocar uma memória lá dentro, você precisa perfurar através dela. Se você fizer isso inconscientemente, vem muito fácil. Entretanto, se você não pode trazer a memória de volta conscientemente através de uma abertura inconsciente. A única maneira que você pode usar esse canal é através de uma pequena peça da informação: "sim" ou "não", como a resposta a questão " a informação está armazenada aí dentro?" Essa é a nossa memória passiva.

unconscious learning remembering memory unconscious learning remembering memory unconscious learning remembering memory
É fácil armazenar a memória inconscientemente, você nem precisa pensar sobre isso!
unconscious learning remembering memory 2unconscious learning remembering memory 2unconscious learning remembering memory 2
"O que é X?" você pergunta. "Você sabe o que é", responde a memória passiva. E você não tem escolha a não ser acreditar nela!

Se você quiser salvar a informação conscientemente, você terá que gastar mais tempo e esforço. Cada peça dela terá que perfurar sua própria abertura, mas se você conseguir fazer isso, você também será capaz de trazê-la de volta. Essa é a nossa memória ativa.

conscious learning remembering memory conscious learning remembering memory conscious learning remembering memory
Você precisa estar atento ao processo de lembrar, para que recorde a informação conscientemente. Se estiver fácil, não está funcionando!
conscious learning remembering memory 2conscious learning remembering memory 2conscious learning remembering memory 2
Agora você pode recuperar a informação na forma com que você colocou lá.

O problema é que a abertura se fecha com o tempo, tornando mais difícil trazer a informação de volta. Porque "sim e não" são tão pequenos, eles conseguem passar através delas por um longo tempo após a lembrança. Aberturas conscientes se curam na mesma proporção, mas elas se tornam muito pequenas para a informação muito rápida, tornando impossível trazê-las de volta. A única maneira de fazer com que as aberturas não se curem é recuperar a memória um pouco antes das aberturas ficarem pequenas. Quanto mais você faz isso, mais lenta fica a cura da abertura!

conscious learning remembering memory forget informationconscious learning remembering memory forget informationconscious learning remembering memory forget information
Quanto mais tempo passa desde o momento da lembrança, menor é a quantidade de informação armazenada que está disponível para passar pelo canal, até que você não tem mais nada, exceto uma sensação de que estava lá.

É claro que este é apenas uma das muitas maneiras de simplificar o processo que acontece na sua mente. A memória humana não foi totalmente entendida ainda, e certamente é muito mais complicada do que eu expliquei. Ainda assim, a metáfora da memória passiva e ativa é tudo o que precisamos para entender e resolver os problemas de desenhar a partir da imaginação.

Imaginação = Mix de Memórias

Agora, nós sabemos por que algumas vezes, quando nós temos certeza de como algo se parece, nós não conseguimos desenhar de jeito nenhum. Mas há mais.

Não é como se a criatura em sua mente tivesse uma forma visual. Nossas memórias são muito complexas - por exemplo, quando eu digo "chaves" você pode automaticamente ver a forma de uma chave, mas também sentir o cheiro/gosto de metal, escutar o som de chaves chacoalhando, sentir a frieza do metal na sua mão, ou o peso de um molho de chaves, dependendo de qual dos seus sentidos é mais ativo.

Mais uma vez dê uma boa olhada na criatura em sua mente. Você realmente vê ela? Você realmente a vê? Ou talvez você sinta o peso massivo do seu corpo, o calor do seu hálito, o som do seu rabo batendo nos pedregulhos?

Talvez você possa sentir aquela sensação estranha que as vezes chamamos de sentido, a sensação de movimento, quando as garras estão abertas e prontas para atacar, ou mesmo a vibração da garganta quando está rugindo?

Todas essa informações fazem com que você tenha certeza de que a imagem da sua criatura está completa, enquanto que a sua informação visual, aquela que você precisa para desenhar - está na verdade muito pobre. Como isso funciona? Quando você pode sentir as garras, você não precisa vê-las, porque elas são parte da imagem de qualquer forma. Entretanto, você não consegue desenhar um sentimento!

Como checar se a imagem que você parece ver está completa e pronta para ser trazida a realidade?

Teste Sua Imaginação

Há uma maneira fácil. Trate todos os elementos da imagem como se eles fossem parte da memória ativa, e então você vai aprender como eles realmente são. Como? Simplesmente pergunte a você mesmo sobre eles e responda com palavras não com um esboço. Quanto mais detalhada a informação, mais chances você tem de fazer certo quando estiver desenhando.

Há uma armadilha esperando por você. Provavelmente você responderá muito fácil essas questões:

  • Quantas pernas ele tem?
  • Quão grande são seus olhos?
  • Quão longa é sua cauda?
  • Quão comprida são suas pernas?
  • De que cor ele é?
  • Qual é o padrão dele?
  • É grande ou pequeno?
  • É fêmea ou macho?
  • É musculoso ou magro?
  • O que seus pés tem: garras, casco, patas?

O problema é que todas essas perguntas ainda são questões! O que "muscular" significa? O que  "grande e pequeno" significam? Qual a diferença entre "garras e patas", entre "macho e fêmea?" Mais, o que são "pernas, rabo, olhos"...? Todas essas definições são armazenadas na sua memória passiva, então você tem a decepcionante sensação de conhecê-las, mas não significa que você está apto a acessa-las quando desenhar!

how to draw wolf animals pawshow to draw wolf animals pawshow to draw wolf animals paws
Qual delas é a "pata" da qual você está falando? Dica: Elas não são idênticas!

É por isso que há uma tentação tão forte em desenhar a criatura ao invés de responder as questões com palavras. Você pensa: "eu posso descrever isso, mas se você apenas me deixar esboçá-la..." Sua memória passiva precisa de algo para comparar, então ela te diz para providenciar, e então ela estará pronta para responder a questão:"Você quer saber o que é X? Me mostre algo e eu te direi se é X." Você começa a desenhar as garras com otimismo, e você obtém a resposta: "Não, essas não são as garras." Agora é obvio porque isso te fazia se sentir tão mal!

Você pode usar outro truque para testar seu conhecimento Se você pensar que sabe como uma asa de verdade se parece, você também será capaz de descrever a asa que não parece verdadeira. Há chances que você não saiba nada sobre asas, e tudo que você tem é a sensação ilusória da estrutura em sua mente.

Esculpindo Suas Memórias

Agora que nós sabemos em que processo se situa a base dos nossos problemas. Como superar? O que podemos fazer para desenhar facilmente a partir da imaginação? Bom a resposta é simples: nós precisamos substituir a memória passiva pela ativa. Eu vou te dar um pequeno conselho que vai ajudá-lo a atingir sua meta.

Foco em uma Mídia

Primeiro, não torne o processo mais complicado do que precisa ser. Foque em uma ferramenta, uma técnica. Se você está lutando para desenhar a partir da imaginação, não combine isso com outros problemas como sombrear ou matizar. É melhor lutar contra um único inimigo do que com todo o exército!

Use um lápis simples, nem mesmo uma mesa digitalizadora - porque até mesmo a mesa pode ser fonte de problemas. Também, se você é bom com sobras, colorir e outras coisas como essas, você pode ser tentado a usar essas habilidades para esconder a que não está tão desenvolvida. E isso também não vai te ajudar a desenvolvê-la!

how to draw wolf animals paws 2how to draw wolf animals paws 2how to draw wolf animals paws 2
É difícil dizer o que está errado quando há tantas coisas que podem estar erradas!

Isso está ligado a outro conselho:

Encontrando Suas "Não" Habilidades

" Eu não consigo desenhar" é a coisa mais perigosa que um aspirante a artista pode dizer. Desenhar tem muitos aspectos, e eu tenho certeza que você está apto a dominar pelo menos algumas delas, como segurar um lápis ou pressioná-lo num papel. Se você é bom em copiar (não digo traçar), você pode se sentir otimista sobre suas habilidade para desenhar. Problemas em desenhar da imaginação são perfeitamente normais nessa situação!

Você provavelmente se sente frustrado porque trata dois tipos de desenho da mesma forma, então você não consegue compreender porque um é tão fácil para você e o outro sai tão terrivelmente errado. No momento que você dividir essas duas habilidades - desenhar como uma habilidade manual e entender o objeto como uma habilidade mental - você pode relaxar e focar em aprender a outra sem esse estranho sentimento que há algo errado com você.

Vá em frente, desenhe algo a partir da sua imaginação. Apareceu algo no papel? Ótimo, você desenhou! Agora, olhe para ele.  O que está errado como ele? Eu digo exatamente. "Parece uma bagunça" não é a resposta. "As pernas estão erradas" é muito melhor. Você pode aprender a "des bagunçar" um desenho como um todo, mas você pode aprender como as pernas "corretas" se parecem. Agora, é muito mais fácil resolver o problema "eu não consigo desenhar pernas da imaginação" do que " eu não consigo desenhar nada a partir da imaginação."

how to learn drawing why looks wronghow to learn drawing why looks wronghow to learn drawing why looks wrong
É mais fácil ir passo a passo, ao invés de tentar dominar o conceito inteiro de uma vez. Além disso, pequenos sucessos vão fazer você continuar!

Há provavelmente muitas "não habilidades" que você precisa trabalhar, mas não deixe elas te desencorajarem. Faça uma lista e vá passo a passo, trabalhando individualmente em cada uma.

Observe, Pergunte, Responda

Eu vou repetir mais uma vez para ficar absolutamente claro: se você desenhar a partir de uma referência, mas não a partir da sua imaginação, não é com desenhar que você tem problemas. Quando você quer escrever seu número de telefone, mas você esquece, não é que você "não consegue escrever", porque você pode - você apenas não o colocou num bom lugar na sua memória ativa.

Então não é: " Eu não consigo desenhar um cavalo a partir da imaginação", é  "Eu não me recordo como um cavalo se parece." Para desenhar algo a partir da sua imaginação, você só tem que memoriza-lo, como você faz com qualquer coisa que tem que lembrar.

Entretanto, criaturas vivas são muito mais complexas do que uma palavra ou um número. Para desenhar adequadamente, você não pode memorizar uma figura - ela se parece diferente em cada perspectiva, e ela não é apenas sobre olhar; elas tem uma maneira especial de se mover e se comportar que influencia o desenho final.

É tudo o que precisa ser aprendido, e aparentemente você pode usar sua técnica de linhas de cópia, para fazê-lo. Teoricamente, um animal que você quer memorizar pode ser convertido em uma forma com linhas e ser memorizado dessa maneira, mas seria inacreditavelmente difícil. Há outro método:

Passo 1

Aprenda a desenhar blocos simples, como bolas, cubos, cilindros e por aí vai. Isso vai requerer um entendimento de perspectiva básica, e isso é algo simples do qual você não pode escapar. Não se preocupe, você não precisa aprender sobre pontos de fuga e linhas convergentes - apenas entenda de onde vem a perspectiva e o que ela faz com o mundo observável.

Nesse nível você deve ser capaz de desenhar qualquer bloco que quiser a partir da sua imaginação, dando a ele a aparência pretendida. Parece entediante, mas lembre-se - você não pode ser bom em desenhar criaturas fantásticas, se você não desenhar um simples cilindro. Leve quanto tempo precisar para ficar bom - de outro modo será como tentar desenhar um retrato composto de centenas de linhas sem saber desenhar nenhuma! E acima de tudo, não minta para você mesmo! Nem o melhor tutorial irá ajudá-lo se você o fizer.

how to learn drawing simple forms perspective how to learn drawing simple forms perspective how to learn drawing simple forms perspective
Primeiro entenda as regras de construir as formas...
how to learn drawing simple forms perspective 2how to learn drawing simple forms perspective 2how to learn drawing simple forms perspective 2
...então use/modifique para desenhar os blocos rapidamente e sem esforço, sem medir cuidadosamente cada linha.

Passo 2

Aprenda a desenhar figuras mais complicadas usando os blocos simples que você dominou antes. Essa estruturas não precisam se assemelhar a nada real, apenas se divirta com elas. Essa é a hora de ter certeza de que se sente totalmente confortável usando elas, e que você pode construir qualquer estrutura a partir da imaginação.

Novamente, se você não consegue imaginar e desenhar estruturas baseadas em blocos, como seria possível imaginar e desenhar figuras extremamente complicadas? Não se engane, isso não vai levá-lo a lugar nenhum! Eu sei que você está ansioso para ir adiante, para os próximos passos, mas acredite em mim, isso foi o que te impediu por tanto tempo. Fique aqui e seja paciente, não fique frustrado se levar mais tempo do que o esperado, afinal, é 80% do que você precisa para desenhar a partir da imaginação. Se você dominar o aprendizado, você nunca mais vai dizer " eu não consigo desenhar" nunca mais!

how to learn drawing simple forms perspective structureshow to learn drawing simple forms perspective structureshow to learn drawing simple forms perspective structures
Se precisar de um esforço significante, volte ao passo anterior. Continue quando você estiver pronto para construir qualquer coisa que imaginar na forma de blocos facilmente.

Passo 3

Agora é hora de observar. Foco em um tópico de cada vez. Se você quer desenhar cavalos a partir da imaginação, vá ver um cavalo ao vivo, encontre um modelo realista dele, ou use um grande conjunto de fotos com perspectivas diferentes do mesmo cavalo. Observe cuidadosamente e imagine você preenchendo todo o corpo dele com as formas simples que você praticou antes. Responda cada pergunta que você puder formular sobre ele. Aprenda o cavalo, preste atenção em cada detalhe, entenda o que faz com que ele seja um cavalo. Meça com os olhos, entenda as proporções, e imagine como o cavalo se pareceria se fosse alterado.

how to draw from imagination horse animal blockshow to draw from imagination horse animal blockshow to draw from imagination horse animal blocks

Passo 4

Faça uma folha de referência, com cada lado do corpo do cavalo, conforme mostrado na estrutura de suas formas simples. Anote todas as observações e medidas, cada detalhe que você pensar é importante. O mais crucial, não desenhe o cavalo simplesmente usando um que você está vendo como referência. Seu trabalho é descrever em detalhes, incluindo toda a informação que você precisa para recriar cada perspectiva que desejar, não apenas uma única que observou naquele momento.

Descreva a aparência, o movimento, o comportamento e esboce algumas poses características. Se você alguma vez pensou "É óbvio, eu vou lembrar disso", anote de qualquer maneira, pode parecer óbvio agora, mas mais tarde você pode ter dificuldades para lembrar.     Essa folha de referência é um lembrete para seu futuro eu, sentado numa mesa tentando desenhar um cavalo sem olhar para ele. Faça um favor a você mesmo, e responda todas as questões que seu futuro eu possa ter.

how to draw from imagination horse animal blocks reference sheethow to draw from imagination horse animal blocks reference sheethow to draw from imagination horse animal blocks reference sheet
Image que você está tentando descrever o sujeito para alguém que nunca jamais viu ou ouviu falar disso antes.

O que é mais importante, seu cérebro não responde a questões simples, como "vermelho, longo e afiado." É muito melhor quando você compõe, ligado a algo que nós já conhecemos. Ao invés de perguntar (e responder) "que dentes o cavalo tem?" pergunte "o que o cavalo come?" Tente escrever suas respostas dessa forma:" eles tem a [característica X] por causa da [função Y] Nossa memória vai ligar as informações, e funciona melhor quando usamos dessa maneira!

Passo 5

No dia seguinte, após desenhar a folha de referência, desenhe novamente, limpando o desenho. Tenha certeza que tudo fique óbvio, mesmo para quem não tem fresco na memória a observação do cavalo como você. Desenhe um cavalo usando a folha de referência e  cheque se tudo o que você precisa está lá. Se não, encontre a informação e atualize a folha.

Pegue um portifólio ou uma maleta, ou qualquer coisa que use para armazenar papéis, e ponha a referência lá. Parabéns, você acabou de termina a primeira fase!

Passo 6

Dê a si mesmo dois ou três dias de pausa, não mais que isso. Tende desenhar um cavalo usando a informação da folha de referência, mas sem realmente abrir. Pode ser muito difícil, mas você verá que, você ainda lembre alguma coisa dela. Quando terminar, pegue a folha de referência e conserte os erros, prestando atenção especial a eles, e não tenha nada em sua mente sobre porque você os fez. Mais uma vez, verifique se alguma questão ficou sem resposta, e atualize a folha de referência se necessário.

how to draw from imagination horse animal blocks pose reference sheet rememberinghow to draw from imagination horse animal blocks pose reference sheet rememberinghow to draw from imagination horse animal blocks pose reference sheet remembering

Passo 7

Repita o passo anterior de tempos em tempos. Comece com intervalos curtos, e depois vá fazendo pausas maiores. Cada vez você fará menos erros, e um dia você não precisará  mais de folha de referência, porque sua memória ativa de um cavalo foi esculpida! Faça o mesmo com cada objeto/animal que você quer dominar. Conforme seu portifólio for se enchendo, sua memória ativa também vai!

Observe que seria muito difícil e gastaria muito tempo para criar a folha de referência perfeita e completa - por exemplo, você precisaria aprender ossos, tendões, músculos e veias do cavalo para desenhá-lo realisticamente a partir da imaginação. Felizmente, contanto que você não vá para o hiper-realismos (onde ninguém espera que desenhe a partir da imaginação), não há necessidade disso. Ao contrário, as simplificações que você faz quando analisa o sujeito vão criar seu próprio estilo!

Pratique (Ou Você Perde!)

Agora, use seu cérebro detesta gastar espaço e energia com informação que ele não usa, e aparentemente você não precisa de algo que não use. Você pode ser ótimo em desenhar um cavalo de memória agora, mas se parar de usar sua memória ativa por um tempo,  talvez em um mês, talvez em um ano, ela terá desaparecido. Felizmente, se você seguiu o processo de aprendizagem adequadamente, você está apto a refrescar facilmente a memória com a folha de referência. Tenha em mente ainda, que você não pode aprendera "como desenhar a partir da imaginação" de uma vez por todas - a prática constante é essencial.

Conclusão

Há uma conclusão surpreendente surgindo desse artigo - você sempre vai desenhar a partir de uma referência, seja essa referência em forma de foto ou memória.

Agora você vê que a visão romântica de um artista talentoso desenhando criaturas maravilhosas a partir de sua imaginação não é verdadeira - o artista teve sua cota de desenhar a partir de uma referência, antes de atingir esse nível, que você observa neles agora.

Então não é que você não possa desenhar algo a partir da sua imaginação - você apenas não tem uma folha de referência salva em sua mente. E isso realmente é uma boa notícia para você - não importa o quão talentoso (ou não) você seja, você pode aprender o caminho para o desenho livre, criativo. Leva tempo, é preciso esforço, mas o prêmio vale a pena!

Advertisement
Did you find this post useful?
Want a weekly email summary?
Subscribe below and we’ll send you a weekly email summary of all new Design & Illustration tutorials. Never miss out on learning about the next big thing.
Scroll to top
One subscription.
Unlimited Downloads.
Get unlimited downloads