Unlimited PS Actions, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Design & Illustration
  2. Careers
Design

Então Você Quer Ser um Artista de História em Quadrinhos?

by
Length:LongLanguages:
This post is part of a series called Careers in Design & Illustration.
So You Want to Be a Convention Artist?
So You Want to Be a Children's Illustrator?

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Quer seja um web comic, quadrinhos, ou uma novela gráfica, os artista do mundo dos quadrinhos tem uma variedade de papeis dentro da criação de quadrinhos, e todos eles são muito fantásticos.

Jem and the Hologramsart by Sophie Campbell
Jem and the Holograms arte por Sophie Campbell.

Eu entrevistei vários criadores de quadrinhos e artistas cujos papéis variam de artistas de quadrinhos auto-produzidos, desenhistas coloristas e mais! Da web a impressão, considere esse artigo seu guia para trabalhar com artista de quadrinhos.

O Que os Artistas em Quadrinhos Fazem?

Vamos começar separando, sem uma ordem em particular, alguns dos papéis que os artistas dentro do mundo dos quadrinhos podem ter:

  • Desenhista: a arte dentro (e frequentemente na capa) das histórias em quadrinhos é feita primeiramente pelo desenhista. É o trabalho deles que configura o estilo e o design do quadrinho, e é com frequência o que faz a conexão com os leitores coma a maioria da escrita em si (é claro).
  • Arte finalista: quer trabalhe tradicional ou digitalmente, os arte finalistas precisam ter uma mão firme e um bom entendimento de luz e sombra. Eles fazem mais do que traçar linhas de lápis: eles definem o trabalho e o trazem um pouco mais perto da vida.
  • Colorista: eles trabalham com o desenhista e o arte finalista para dar ao trabalho artístico um glorioso Tecnicolor. Fortes habilidades em teoria de cores, habilidades de renderização, e um olho para o design são o nome do jogo para os coloristas.
  • Letristas: o letrista é geralmente um design gráfico qu contribui para o layout da cópia escrita.
  • Criador/escritor: Nem todos os quadrinhos tem múltiplos artistas trabalhando neles, e alguns tem artistas em vários papéis. Isso inclui criadores e escritores. Muitos dos web comics mais amados, por exemplo, são feitos por uma única pessoa, apenas envolvendo outros em marketing ou vendas.
  • Artistas de Capa: bem parecido com ser ilustrador de capas de livros, fazer a arte da capa para um quadrinho é um papel muito empolgante, já que o seu trabalho será visto primeiro pelos consumidores em uma loja de quadrinhos e pode levá-los a abrir a revista ou comprá-la. Semelhante ao quadrinho em si, pode ser um esforço colaborativo dos papéis dos artistas listados acima.
  • E mais... Tantos outros papéis, incluindo designer de produtos, designer de layout, marketing, vendedor e por aí vai. Da mesma forma que outras mídias impressas e produtos, os artistas com frequência se veem realizando todo tipo de funções para conseguir levar a ideia ao papel e depois até o público.
Star Trek Starfleet Academy Cover by George Caltsoudas for IDW Publishing
Capa Star Trek: Starfleet Academy por George Caltsoudas para IDW Publishing.
"Eu fui a última pessoa na linha a ter o meu portfólio revisto pelo Matt Gagnon (Editor chefe da Boom!Studios)e ele amou. Então eu consegui duas capas para o Steven Universe e uma para Bee & Puppycat, apesar de que esse número ainda não saiu, ele está programado para ser lançado em março.
Então no último ano na Comic Con de Nova Yorque eu conheci a Sarah Gaydos, que é uma editora no IDW. Ela é uma pessoa tão incrível de se trabalhar e graças a elam eu fiz capas para as Garotas Superpoderosas, Edward Mãos de Tesoura, e a nova série Star Trek: Starfleet Academy. Eu realmente gostei de fazer a arte para ela." - George Caltsoudas, ilustrador trabalhando como artista de capa.

Que Tipo de Quadrinhos Existem?

O que vem a sua cabeça quando você pensa em quadrinhos? Livros? Novelas? Web Comics? Tiras de quadrinhos num jornal? A lista é bem longa para tipos de quadrinhos e lugares para ler e apreciá-los. Ande por uma livraria e você tem paredes cheias de quadrinhos mensais, novelas gráficas, magas  compilações dos mais engraçados de domingo, impressos anteriormente em um jornal pelo país (e em alguns casos o mundo).

Histórias em Quadrinhos

Mais frequentemente impressos na orientação vertical (7 x 10 polegadas - NT: medida padrão dos EUA), os quadrinhos ocidentais saem mensalmente de editoras com a DC, Marvel e Dark Horse. Elas aparesentam tudo dos mais amados super heróis e heroínas até pequenas histórias engraçadas sobre um garoto e seu cão em uma terra de arco-íris de doce.

Artistas trabalhando em histórias em quadrinhos para editoras grandes e independentes na maioria o fazem de maneira colaborativa. Desenhistas podem trabalhar em um título ou dois, dependendo da editora e sua necessidade de consistência de um número para outro. Coloristas, letristas e arte finalistas, podem trabalhar em mais de um título ou não serem designados a um único quadrinho, trabalhando com múltiplas editoras ou equipes.

Quando trabalhar de maneira colaborativa, é importante que todos os envolvidos sejam pontuais e trabalhem rápido para  cumprir os prazos juntos como um time. Um elo fraco na corrente, e o número pode ficar atrasado no calendário de publicação. O mesmo vale para o próximo item, as novelas gráficas.

The Adventures of Dr McNinja by Christopher Hastings
The Adventures por Dr. McNinja by Christopher Hastings.
"Muito do meu trabalho para Marvel até agora veio por intermédio do editor Jordan White. Jordan lê o Dr. MacNinja e nós conversamos em convenções algumas vezes, e ele sabia que eu queria escrever o Deadpool.
Quando a Marvel fez um evento crossover, Fear Itself, eles agendaram uma aparição do Deadpool mas nenhum dos escritores regulares do Deadpool podia fazer, então eles me chamaram. Desde então eu sou chamado para outros projetos menores semelhantes, edições únicas, mini-séries, etc." Christopher Hastings, criador do The Adventures of Doctor McNinja.

Novelas Gráficas

Para os propósitos desse artigo, vamos dizer que por novelas gráficas não queremos dizer compilações de revistas mensais. Nós queremos dizer um livro criado com uma novela gráfica desde o começo, normalmente contém uma história ou uma história em série feita de maneira semelhante a uma novela regular. A pretensão é ser consumido como um livro e não capítulo por capítulo.

Artistas podem contribuir de forma colaborativa, ou trabalhar com um editor para ter sua própria história e criações pelo mundo a fora. Como outros livros, os artistas podem precisar submeter seu trabalho a um editor ou serem aprovados por uma editora para ver seu trabalho as prateleiras. Alguns artistas tem agentes que os ajudam nessas tarefas, enquanto outros levam seus trabalhos para diretores de arte, editores ou para um editora diretamente.

Independente de como um artista ou criador consegue um acordo com uma editora ou cria sua novela, eles precisam ser automotivados, bons com prazo, e estar afiado para criar sua arte e história, ou seja, estar apto para ir da ideia ao produto final em tempo hábil, ou dentro do contrato em si.

Artwork from Wet Moon by Sophie Campbell
Arte para Wet Moon por Sophie Campbell.
"Para as minhas próprias histórias, eu normalmente começo com um monte de ideias anotadas de maneira aleatória, apenas colocando todas as minhas ideias num só lugar, e então eu reviso tudo isso e separo as coisas que eu mais gostei. Então eu transformo isso em um esboço, e então eu aprimoro ainda mais e faço algumas versões dela, e eventualmente eu tenho um esboço que eu gosto. Então eu transcrevo o esboço em um script, que então se torna miniaturas.
Quando eu trabalho com um escritor, geralmente gosto de estar envolvida em alguns níveis, com sugerir ideias ou descobrir coisas juntos. Eu gosto de ser mais colaborativa então eu me torno mais envolvida no processo, além de simplesmente pegar o roteiro e esperar desenhá-lo mecanicamente como está." — Sophie Campbell, criadora do Wet Moon e desenhista da Jem comics na IDW.

Web Comics

Normalmente autoproduzidas as web comics tem a maior liberdade, não sendo impressos tem maior eficiência de custos, e tem um tipo diferente de prazo final. Alguns são feitos capítulo por capítulo ou página por página, enquanto outros são semelhantes aos quadrinhos encontrados nos jornais e são publicados online tira por tira. Dependendo do criador eles pode ser publicados semanalmente, quinzenal ou mensal.

Curiosamente, há uma variedade de plataformas para os criadores publicarem seus trabalhos: seu próprio domínio, Tumblr, WordPress, ou mesmo websites que servem com portal para quadrinhos. Algumas vezes esses portais de quadrinhos apenas fornecem o link para o conteúdo, enquanto outros empregam criadores de quadrinhos como trabalhadores contratados, dando a eles lugar para publicar seu trabalho em base semanal ou mensal e trabalham juntos no marketing e distribuição.

Que fantástico os dias de hoje, muitos artistas profissionais de quadrinhos começaram o trabalho deles em um pequeno web comic, e aprenderam os prós e contras do storytelling gráfico e graduaram seus trabalhos com editores e outros clientes.

A comic from Nedroid by Anthony Clark
Uma página do Nedroid por Anthony Clark.
"Para meus próprios quadrinhos, eu normalmente começo com uma situação engraçada ou linha e tento trabalhar um bom quadrinho a partir daí. Eu não costumo fazer um rascunho ou miniatura a menos que o quadrinho seja complicado ou fique com medo de esquecer antes de ter a chance de desenhá-lo."  — Anthony Clark, criador do Nedroid.

Quadrinhos Autopublicados

Todos esses acima podem levar a trabalhos autopublicados. Quer seja uma compilação de web comics, novelas gráficas, ou histórias em quadrinhos, os artistas podem trabalhar com vários editores, grandes corporações ou companhias independentes para imprimir e distribuir o trabalho deles.

Como alternativa, eles podem fazer um financiamento coletivo para imprimir um livro, trabalhando diretamente com as gráficas e fazendo o marketing e distribuição eles mesmos, ou até mesmo custear todo o processo eles mesmos. No caso de trabalhos autopublicados, os envolvidos tem que trabalhar com vários revendedores, em geral pequenas bancas e livrarias, para vender seu trabalho tanto revenda como consignação, dependendo de como a loja funciona e trabalha com seus fornecedores.

A page from Fragile by Mara Victoria Robado
Uma página de Fragile por María Victoria Robado.
"Eu escrevo, desenho e publico meus próprios quadrinhos na web e impressos. Autopublicação significa que você faz tudo; não apenas você é o escritor/artista, mas também o desenvolvedor, marketing, anunciante, merchandise, promotor, gerente de conteúdo, especialista em mídia social. — María Victoria Robado, criadora de quadrinhos e colorista.

E mais!

Sempre há outros tipos de conteúdos a serem criados além do que eu consigo listar em um artigo com esse. Eu escolhi as categorias acima baseadas nos artistas e criadores que eu entrevistei.

O que quer que você queira fazer, o primeiro passo é desenhar ou escrever. Criar histórias começa com o que quer que esteja em sua cabeça, e não há nenhuma maneira de trabalhar com empresas fantásticas com a Marvel ou ver sua novela gráfica nas prateleiras da sua loja de quadrinhos local sem colocar o proverbial lápis no papel.

Comic panels by Sergey Gudkov
Painéis de quadrinhos por Sergey Gudkov.
"Quadrinhos que eu faço são em geral histórias curtas de 5-8 páginas. Elas são publicadas em revistas de pequenas editoras independentes. Ou são histórias para festivais de quadrinhos que então são impressas nos catálogos desses eventos." — Sergey Gudkov, Ilustrador

Como Funciona a Colaboração?

Organização é a chave. Se você está trabalhando com um editor, outros escritores, e ou outros artistas, você recebe um roteiro (ou os desenhos, arte final, ou briefs de layout) e percorre quaisquer notas e instruções que foram dadas, normalmente por e-mail.

Os desenhistas trabalham com as miniaturas primeiro. Pode haver muito vai e volta para ter certeza de que todos literalmente e figurativamente estão na mesma página. Os arte finalistas geralmente fazem os traços finais das páginas, tradicional ou digitalmente, e os coloristas discutem as paletas de cores ou trabalham com as várias anotações e e-mails para trazer uma página de quadrinhos a vida.

Uma boa parte dos quadrinhos é feita digitalmente nos dias de hoje, assim como a maioria das ilustrações e trabalhos de design. Exite e sempre existirá exceções a regra, mas ser capaz de criar de maneira colaborativa em uma mídia que é facilmente transferida de pessoa para pessoa tem possibilitado criar quadrinhos remotamente, onde os membros de uma equipe podem não estar na mesma cidade ou mesmo país, mas eles todos vão trabalhar juntos maravilhosamente porque a nossa tecnologia atual nos permite isso.

A colaboração exige organização de cada uma das partes assim como direção e motivação para trabalhar juntos e contar uma história fantástica.

Como é o Processo de Criar Quadrinhos?

Um pouco do processo foi explorado acima quando discutimos colaboração Vamos explorar como é para vários artistas criar quadrinhos em suas próprias palavras:

Scuba Space Comic by Leigh Jeffery
Scuba Space Comic por Leigh Jeffery.
"Quando eu tenho uma ideia para o livro eu olhos as imagens e leio as notas do escritor/editor. Eu faço minhas próprias notas e então começo a fazer miniaturas dos painéis. Eu crio um arquivo Photoshop; 11x17, @350dpi e apenas rascunho cada página bem rápido. Eu tento não pensar muito nesse ponto. Eu quero apenas uma sensação geral e layout." — Leigh Jeffery, ilustradora.
"Para mim é muito mais fácil dirigir minha própria produção criativa. Eu tenho muito mais diversão quando eu faço tudo; o conceito, a escrita, a arte, etc. Quando eu faço minha própria escrita (o que é a maioria do meu trabalho em quadrinhos) ela flui muito livre. Eu começo com uma ideia vaga ou cinco, e construo a partir daí
Monster Pop panels by Maya Kern
Painéis Monster Pop por Maya Kern.
"[...] depois de fazer meu roteiro, eu esboço as páginas. Já que o roteiro é todo palavras eu nunca tenho o diálogo 100% pronto até eu realmente desenhar. Há algo muito mais fluido e emotivo quando eu desenho, me dá a chance de fazer o diálogo parecer mais genuíno e mudar o ritmo para combinar com o tamanho da minha página. Depois de tudo cortado e seco, eu apenas finalizo minhas tiras e posto quando for a hora." — Maya Kern, criadora do Monster Pop!
Saturday Morning Breakfast Cereal by Zach Weinersmith
Saturday Morning Breakfast Cereal por Zach Weinersmith.
"Eu leio muito, e toda manhã eu tento escrever pelo menos seis roteiros. Esperando que um ou dois sejam bons. Então mais tarde nesse dia eu desenho."  — Zach Weinersmith, criador do Saturday Morning Breakfast Cereal.

Como Artistas de Web Comics e Autopublicados promovem seus trabalhos?

A mídia social é ótima para os artistas promoverem seus trabalhos. Cada vez que um quadrinho é atualizado você pode esperar um tweet, um post no Facebook, imagens de visualização no Instagram e mais. Se o artista de quadrinhos é parte de um website maior ou se eles tem uma equipe de marketing ou uma pessoa que trabalhe com eles, podem ser capazes de atingir uma audiência estabelecida diferente, versus aquela que especificamente segue a eles e seus trabalhos (que permitirá que sua contagem de leitores e seguidores aumente).

A meta para a autopromoção não é apenas conseguir mais pessoas que leiam seu trabalho, mas também que custeiem o quadrinho e mídias relacionadas de alguma forma. Para alguns isso pode incluir doações mensais a conta do Patreon deles, comprar um cópia de capa dura do livro, ou talvez comprar uma caneca ou camiseta do painel de quadrinhos favorito com o personagem impresso neles.

Além disso, alguns artistas podem comprar um espaço de anúncio em websites relacionados, com blogs, ou através de várias publicações que vão atingir uma audiência de mídia semelhante. Como muitos negócios, alguns usam mídia patrocinada (anúncio pago) através de mídias sociais como Facebook, Tumblr e mais. O lado negativo disso, entretanto, é que não é tão direcionado ao consumidor quanto um espaço de anúncio na parte de trás de uma história em quadrinhos, revista, ou em uma loja de quadrinhos seria.

Panels from Midnight Run by Kelly Bull
Painéis do  Midnight Run por Kelly Bull.
"Eu ainda me considere muito novata no cenário de quadrinhos, mas até agora o Twitter tem sido a melhor plataforma para promover a mim e meu trabalho. Os artistas autoproduzidos não pode contar que a audiência vai encontrá-los, então eles precisam procurar ativamente leitores e pares. O Twitter torna muito fácil entrar em contato com a comunidade de quadrinhos." — Kelly Bull, criadora do Midnight Run.

Que Tipo de Merchandise ou Produtos estão Relacionados com Quadrinhos?

Além da mídia impressa, que tende a ser o merchandise principal que qualquer criador de quadrinhos deseja criar, vestuário, acessórios, e produtos para casa tende a ser os mais produzidos;coisas como  camisetas, canecas, mouse pads, bolsas e mais.

Quer o artista e criadores licenciem seus trabalhos para outra empresa manufaturar e distribuir seu trabalho ou criem  produtos eles mesmos é com eles. Produtos como esses são algo para levar, em adição as cópias dos quadrinhos em si, em convenções e outros eventos para promover seu trabalho.

Concierto de Medianoche by Borja Gonzlez
Concierto de Medianoche por Borja González
"Em feiras de ilustrações e tal, eu vendo meus desenhos." E continuo fazendo fanzines, que são algo que eu realmente gosto. Você pode fazer 20 ou 3 cópias e vendê-las pessoalmente." — Borja González, Ilustradora.

Lojas virtuais dentro de um site de quadrinhos também são muito comuns. Alguns produzem todo o seu trabalho em uma loja terceira e gráfica como a RedBuble ou Society6, enquantos outros pegam a rota da autoprodução e  criam uma loja no Etsy ou vão através de algo como BigCartel.

Powerpuff Girls Cover by George Caltsoudas
Capa das Garotas Superpoderosas por George Caltsoudas
"Não faça alarde ou exagere. Todos tendem a fazer isso. Faça apenas um produto ou venda uma impressão primeiro e então vá devagar e sempre.  Se você gastar muito esforço e dinheiro e acabar não vendendo muito, você ficará realmente desapontado e com medo de apostar em qualquer empreendimento futuro. — George Caltsoudas

E Quanto a Outras Rendas?

Além dos produtos e merchandise, há outras maneiras de gerar rendas com quadrinhos. Primeiro há o suporte de uma editora. Se você é um artista criando capas para quadrinhos, você é pago por isso diretamente. O mesmo vale para trabalhar com empresas como a IDW, Marvel e mais, fazendo desenhos, colorindo ou fazendo arte final, etc. Se você tem um acordo de livro com uma editora, seus rendimentos estarão sujeitos aos termos do seu contrato e variam de empresa para empresa.

Para criadores autopublicados e artistas, você estará vendendo seus trabalhos artísticos, produtos (quadrinhos em sí) e qualquer outra coisa mencionada na seção anterior. Em adição, você pode usar anúncios em seu site para se sustentar.

O mesmo vale para os web comics. Eles são autopublicados, embora não necessariamente algo que vai aparecer em forma impressa. Dito isso, espaço de anúncio (conforme discutido na seção autopromoção) assim como um espaço de anúncio no website deles para gerar renda deve ser usado em adição a ter uma pequena loja online.

Finalmente alguns artistas trabalham com websites que tem acesso pago par a maioria dos conteúdos de quadrinhos. Dependendo do website esse acesso pago pode contribuir com uma taxa mensal paga a eles, ou eles podem ter um acordo para renda compartilhada com o site eles mesmos.

Conselho de Artistas para Artistas

Page from Jem and the Holograms with Pencils by Sophie Campbell and Color by Mara Victoria Robado
ágina de Jem and the Holograms com desenhos de Sophie Campbell e Cor por María Victoria Robado.
"Tenha alguém que sabe o que está fazendo criticando seu trabalho. É a única maneira de melhorar. Você pode escrever ou desenhar todo dia, mas se você sempre comete os mesmos erros sem os identificar, você não crescerá.
"Você não tem que ser perfeito, mas você tem que estar em dia. Lembre-se, se alguém criticar seu trabalho eles não estão atacando você como pessoa. E se eles estiverem atacando você como pessoa, eles não são o tipo de crítica que você precisa para melhorar." — María Victoria Robado
A page from The Adventures of Dr McNinja by Christopher Hastings published by Dark Horse Comics
Uma página da The Adventures of Dr. McNinja por Christopher Hastings publicada pela Dark Horse Comics.
"Se você pode ter uma vida feliz sem fazer quadrinhos, então eu sugiro que não faça quadrinhos. A indústria é brutal e esmaga a alma. O pagamento é uma droga. Você pode trabalhar meses ou anos num projeto para apenas receber um ressonante "eh" do público.
Eu amo fazer quadrinhos porque eu sou compelido a escrever histórias e piadas, e os quadrinhos são uma arte que me permite fazer isso sem muito orçamento, (bem oposto de filmes) e a internet me fornece uma plataforma para publicar esse material para MUITAS pessoas instantaneamente." — Christopher Hastings.
Adventure Time comic cover by Maya Kern for Boom Studios
Capa do quadrinho Adventure Time por Maya Kern para a Boom! Studios.
"Acima de tudo, cuide de si mesmo. Não deixe as pessoas pisarem em você e depreciarem seu trabalho. Se você trabalha como freelancer, cobre um salário para trabalhar. Não trabalhe 'por exposição.'
É mais fácil fazer seu próprio quadrinho que você ama e construir uma audiência, e dessa maneira conseguir mais exposição do que se você desenhar a: realmente grande ideia de história que vai com certeza tornar vocês dois famosos contanto que você trabalhe nela de graça." — Maya Kern.

Conclusão

A experiência de artistas de quadrinhos pode variar, mas o desejo de contar histórias em uma forma visual é o que une todos eles, independente do papel deles ou do tamanho da história.

Como em outros campos da arte, organização, pontualidade e desenvolvimento de habilidades são a chaves maiores para se tornar um artista de quadrinhos. Ninguém pode predizer se as histórias deles serão lidas ou se um web comic será popular e ganhará os seguidores que você precisa para torná-lo um emprego de tempo integral, mas se você ama criar conteúdos como esse então o trabalho valerá a pena.

Os artistas que eu entrevistei acima tiveram tanto a dizer sobre as experiências deles em trabalhar com editoras, escritores, outros artistas e criar seus próprio quadrinho. Enquanto eu não pude incluir cada anedota ou pedaço de informação que eles me enviaram, espero que as palavras e informações que escrevi acima sejam algo que você ache informativo e inspirador.

Muitos agradecimentos aos artistas brilhantes que tiram um tempo em seus horários ocupados para responder as minhas questões. Você pode, e deve definitivamente, conferir os trabalhos deles e os quadrinhos nos links abaixo!

Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.