7 days of PS Actions, graphics, templates & fonts - for free!* Unlimited asset downloads! Start 7-Day Free Trial
Advertisement
Read Time: 23 mins

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Desenhar parece uma coisa muito fácil, você apenas pega um lápis e empurra pelo papel. É tão fácil que até crianças fazem! Mas quando você tenta, sua mão não obedece você. E o que é ainda mais frustrante, algumas pessoas não tem problemas com isso. Elas apenas pegam e desenham o que elas quiserem: de gatos a dragões, de retratos realistas a cenas surrealistas.

Se você perguntar a eles, dirão á você que desenho deve ser aprendido como qualquer outra habilidade.  Mas por onde você começa? Há perspectiva, luz e sombra, ferramentas diferentes, hachura cruzada, anatomia, gestos...Acima de tudo isso, você ainda luta com suas próprias ambições e expectativas que você até mesmo nem está ciente. É tão fácil ficar frustrado e desistir!

Eu estou  aqui para responder a essa questão curta: Como desenhar? É claro que não há uma resposta única para isso, há muitos caminhos que você pode percorrer! Entretanto, você pode tratar esse artigo como um mapa, mostrando a direção certa. Se você o seguir, você terá a chance de aprender como desenhar sem estresse e desapontamento.

1. Mude sua Mentalidade

Não ser capaz de desenhar não impede você de ter opiniões e expectativas sobre isso. Você pode achar que é uma questão de talento, você tenta desenhar algo, parece ruim, então isso não é para você. Ou você pode dizer a você mesmo que ferramentas artísticas são muito caras, e você não pode ser bom usando um lápis barato. Você pode acreditar que é muito tarde, ou que você nunca será tão bom quanto os artistas que você admira. Ou talvez, você simplesmente tenha medo que riam de você.

Todas essas coisas e muito mais, não tem nada haver com o nível da sua habilidade. Elas estão apenas na sua cabeça. Você criou esses problemas, você mesmo. Olhe uma criança, seus desenhos são objetivamente muito terríveis (mesmos daquelas "talentosas"), mas elas não ligam. Elas não tem as expectativas que você tem. Elas nunca perguntam a si mesmas, "talvez eu não seja bom o bastante?" Ou e se eles não gostarem?  Isso vem com a idade.

Lembre-se: você não precisa ser bom no desenho. A maioria das pessoas não é, não há nada para se envergonhar. Mas se quiser, apenas você pode parar você mesmo. Não a falta de talento, não seus anos desperdiçados, não a sua família que não te apoia, nem mesmo a falta de braços.

"Eu não desenho porque não sou bom nisso" é uma desculpa terrível. Você não será bom se não começar! Se você quer desenhar, você tem que mudar sua mentalidade. Troque de "eu não posso desenhar porquê..." para "eu vou aprender como desenhar apesar de..." E sempre que você desanimar, leia isso para levantar a motivação.

2. Seja Humilde e Honesto com Você Mesmo

Mesmo quando você toma essa decisão e começa a aprender, de tempo em tempos, você pode ficar com dúvidas sobre o caminho em que está. Você pode sentir que o seu progresso é lento, ou que você não é bom o suficiente para mostrar sua arte para outros. E você quer tanto ser bom!

Há duas coisas que você deve considerar. Primeiro, você é seu pior crítico. Você nunca gosta do que criou porque você aprende enquanto cria (o que dá a você a sensação "eu poderia ter feito melhor"). Mesmo artistas profissionais se sentem assim! Quando eles reagem a um cumprimento com "Imagina, não está tão bom", não é falsa modéstia, eles realmente vêem todos os erros que fizeram.

E você também. Você procura por coisas que estão erradas para fazê-las certas, e você perde as coisas que já estão certas. Para evitar esse problema, escreva a data em cada desenho e guarde todos. Quando você sentir que não está indo a lugar nenhum, pegue um desenho mais velho e veja o quanto você mudou. Você ficará surpreso!

Segundo, outras pessoas tem o direito de ter as próprias opiniões também. Elas tem permissão total para não gostar dos seus desenhos. E sabe do que mais?  Não é da sua conta! Se você quer fazer a melhor crítica (que é o nome para ambos, comentários ruins e bons), você precisa aprender como contar opiniões a partir de fatos:

  • O fato vem da realidade ("cães tem quatro pernas," para todos).
  • A opinião vem da mente de alguém ("labradores são fofos" - para alguns).

Você não pode ficar bravo também (você não pode mudá-los), mas você pode usar uma crítica baseada num fato para ser melhor. Se alguém diz "seu estilo é uma droga", ignore-o, isso é apenas a opinião dele, porque você ligaria? Mas se alguém diz "Lobos tem pernas mais longas e finas", isso é uma dica para você. Agora você pode melhorar (a menos que seja sua intenção fazer assim, mas nunca finja ser intencional para parecer sem falhas).

Você pode aprender mais com esses artigos:

3. Trabalhe Devagar

Se quer desenhar grandes coisas: bestas fantásticas e lindos retratos de animais de estimação.  Sua cabeça está cheia de ideias, mas você apenas não tem habilidade para trazê-los a vida.  Isso não impede você de tentar. Depois de tudo, eles dizem que você precisa desenhar bastante para aprender!

Isso pode ser uma coisa difícil de fazer, mas você precisa ir devagar. Desenhar não é uma habilidade única e você não pode simplesmente aprender "como desenhar aquela ideia que eu tive." Assim como a sua primeira lição de direção não foi sobre vencer uma corrida, você deve começar com as habilidades mais básicas antes de atacar a grande ideia.

Comece devagar, e desenhe algo fácil apenas para relaxar. Lembre-se, há uma longa estrada diante de você. Não pegue atalhos, vai cobrar o preço, mais tarde. Não finja que sabe fazer algo só para prosseguir. As falhas no seu conhecimento irão se acumular, e logo você se sentirá sobrecarregado com problemas que você não tem ideia de como consertar.

Solucione os problemas conforme eles ocorrem. Não deixe para mais tarde, e não varra para debaixo do tapete. Trabalhe neles individualmente, e prossiga somente após encontrar a solução. Isso vai poupar muita frustração e vai fazer você aprender muito mais rápido no final.

Para ver seu progresso claramente apesar de ir devaga, você pode criar um diário. Anote:

  • O que você quer estudar e quando
  • Quais problemas você resolveu e como
  • O que é bom e ruim sobre seus desenhos recentes.
  • O que você pode fazer melhor

Você pode usar isso como um diário solto das suas experiências artísticas, ou como um organizador real do seu aprendizado A escolha é sua!

Aqui está como você pode começar a ir devagar:

4. Domine Suas Habilidade Manuais

"Eu sei como desenhar,é minha mão que não escuta", eu sempre ouço os iniciantes dizerem. É apenas parcialmente verdade. Olhando isso como uma simples atividade, como comer com uma colher. Mamão com açúcar, não? Mas se você observar os bebês aprendendo, você irá observar o quanto eles são desajeitados com isso. Assim como você quando você imagina uma linha reta e sua mão cria um zigue zague em vez disso.

É tudo questão de quantidade de prática. Suas mãos não são usadas para tarefas tão precisas quanto desenhar. Elas não eram usadas para escrever também, mas você praticou por um longo tempo para ter a proficiência que você tem agora. É o mesmo como o desenho, você precisa desenhar muito para ensinar as suas mãos como lidar com isso.

Você pode simplesmente desenhar qualquer coisa para aprender, mas isso seria realmente frustrante, já que você teria esses resultados terríveis por um longo tempo. Em vez de focar nas habilidades manuais primeiro, como manejar o lápis de uma maneira confortável, como desenhar a linha que você imaginou, como deixar as proporções intencionais... Desse modo você ataca problemas individuais, em vez de procurar por erros num desenho complexo.

Novamente, vá devagar. Certifique-se de realmente compreender isso, antes de prosseguir. Essa é a sua base, não construa uma casa nela antes de ter certeza de que é forte. Se o fizer, mais tarde você pode pensar que o seu problema é não ser capaz de desenhar um cavalo, enquanto que a verdade é que você não consegue desenhar uma linha deliberadamente.

Você pode começar com isso:

5. Entenda a Sua Imaginação

Lembra de eu dizer que culpar sua mão pelos seus desenhos horríveis é só parcialmente verdade? É porque algumas vezes você pode pensar que  você deu ordens claras quando na verdade, elas foram realmente confusas.

A psicologia distingue dois processos de memória que nós devemos nos interessar, reconhecimento e recordação.

  • Quando você reconhece algo, você compara o que você vê a uma memória salva anteriormente.
  • Quando você recorda algo, você trás a memória anteriormente salva de volta.

Quando você tem a sensação de que sabe como desenhar um cavalo, sua confiança frequentemente vem das suas habilidade de reconhecimento. Você deve saber apenas o suficiente sobre como o cavalo se parece para reconhecer quando vê um, mas não de perto o suficiente para desenhá-lo.

Nós não precisamos de muitos dados para reconhecer algo. Você vê pernas compridas, cabeça longa, orelhas pontudas, cauda peluda e você sabe que é um cavalo.  Para desenhar um cavalo de forma realista,você precisa de mais que isso. Você precisa de certos valores, o comprimento exato das pernas na escala da sua escolha, as proporções exatas entre elas e o torso, a forma exata das articulações...

Desenhar a partir da imaginação não é muito mais do que um desenho de memória. Primeiro você precisa lembrar ativamente de algo para trazê-lo de volta mais tarde. Você pode aprender como fazer isso a partir desses tutoriais:

Se você não gosta de analisar as coisas por você mesmo, você vai amar a série de tutoriais que nós fizemos para você!

6. Comece com Realismo

O estilo é frequentemente usado como um escudo quando o iniciante se depara com uma crítica. Já que isso nada mais é do que uma "modificação do realismo", você pode chamar cada erro de parte do seu estilo, certo? Claro, os pássaro não tem apenas uma camada de penas em suas asas, mas é seu estilo, então está justificado.

Se você acreditou no que eu disse, considere esses pontos:

Estilo é intencional

A única diferença entre a estilização e o erro é que o primeiro é intencional: "Saber que isso deve ser X, mas eu escolho ir por Y." Há muitas razões para usar um estilo, mas "Eu não posso fazer de outro modo" não é uma delas. Se você aprendeu que desenhou algo errado apenas depois de alguém apontar, você não pode chamar isso de parte do seu estilo, porque você pensou que estava fazendo isso certo.

O estilo é baseado em regras.

Quando você reconhece um estilo em um desenho, é porque ele contém certas características apresentadas naquele estilo. Se você quer usar o mesmo estilo em seus desenhos, você deve usar as mesmas características, regras nas quais o estilo é baseado.

Essas regras descrevem quais elementos do realismo devem ser modificados e como. Eles vem por certas razões, por exemplo, os olhos dos leões no estilo do Rei Leão mudaram de certa forma para traduzir as emoções humanas. Nada é deixado à própria sorte.

Realismo é um Estilo Padrão

Uma vez que cada estilo é uma modificação do realismo, você precisa aprender realismo para criar um estilo. Entretanto, o "verdadeiro" realismo não pode ser aprendido. Você sempre estará usando algum tipo de realismo simplificado. Quando você começa, você deve aprender regras altamente simplificadas e então torná-las mais complexas conforme suas habilidades crescem, ficando cada vez mais perto do estado real.

Tenha em mente que "regras simplificadas" não é a mesma coisa que "regras simples". O mangá tem regras simples, mas é o realismo simplificado com adição de um certo tempero. Ficar bom em mangá não vai deixar você mais perto do realismo,ou de criar seu próprio estilo único. O Realismo é um lobo, e o mangá e outros estilos amigáveis para iniciantes são raças de cães. Se você quer criar sua própria raça, comece com um lobo domesticado (realismo simplificado), não com um chihuahua (realismo altamente modificado para um certo propósito).

7. Entenda Profundidade

Quer você desenhe numa folha de papel ou numa tela de computador/tablet, a superfície bidimensional deles influencia negativamente seu trabalho de retratar objetos reais.  Afinal de contas, objetos reais são tridimensionais e você pode rotacioná-los.

Entretanto, você pode enganar seu cérebro para enxergar um objeto 3D em um conjunto de linhas 2D. Como isso é possível? A verdade é que nós vemos em 2D também. Mesmo quando você rotaciona um objeto, você não vê em 3D, seu cérebro coleta instantâneos 2D de vários pontos da rotação e interpreta isso como um modelo 3D que você pensa que vê.

Nós não nascemos com a habilidade de traduzir uma figura 2D em uma visão do mundo 3D; nós aprendemos com o tempo. O que há para aprender? Por exemplo:

  • Quanto mais perto do objeto você está, maior ele é.
  • Alguns objetos são menores mesmos quando estão perto.
  • Quando você se move, os objetos a sua volta se movem.
  • Você pode ver lados opostos de uma objeto ao mesmo tempo.

Isso é tão óbvio para você saber que você pode achar isso absurdo, os objetos não se movem quando você se move, isso é uma ilusão! Porque nós aprendemos a ignorar ilusões como essa nós também ignoramos as pistas que nosso cérebro usa para transformar uma cena 2D em uma visão 3D.

Quando você joga um jogo 3D, você pensa que o personagem está correndo através de uma floresta, quando na verdade são as árvores que estão mudando de forma, tamanho e posição para dar a ilusão de que você está correndo. A imagem está mudando suavemente para mostrar ao seu cérebro o que ele espera ver, e em resposta você tem a sensação de estar correndo através de uma floresta, enquanto, enquanto você está olhando um conjunto de imagens 2D em uma tela 2D.

Os video games são criados por programas de computador, mas esses programas não sabem nada sobre ilusões até os programadores contarem a eles. O software 3D usa física avançada para simular a realidade, com a aparência de realidade por cima. Isso é algo que você deve aprender também, se você quiser desenhar realisticamente.

Felizmente, nós não precisamos saber física avançada. As regras que nosso cérebro usa podem ser simplificadas, e nós nem precisamos usá-las perfeitamente. Na verdade essas regras são tão simples que a maioria dos artistas as usa subconscientemente, apenas lembrando de como o mundo real se parece.

Para aprender essas regras, você deve ficar mais atento ao se ambiente. Observe todos os objetos e veja como eles mudam quando você se move ou eles se movem. Tome notas e confira como você pode usar suas observações no desenho. Ou você pode simplesmente ler minha própria análise em um desses tutoriais.

8. Publique Sua Arte

É divertido desenhar, mas de que adianta desenhar lindamente se ninguém vê? A internet dá a você a oportunidade de compartilhar sua arte com outros, para conseguir conselho e elogios.  Antes de você entrar nesse reino entretanto, cuidado - as pessoas na internet não são sua família. Eles não ligam como você se sente ou quais são suas intenções. Eles não vão dizer que sua arte é boa se eles não gostarem, apenas para você se sentir bem.

E está Ok! Quando você publica sua arte, as pessoas que veem isso...veem. Isso pode fazê-las pensar em algo e com frequência elas dirão isso. Você não pode pará-las. Uma vez que tenha publicado a imagem, você concordou com isso. Você deve aceitar todos os tipos de comentários, a menos que eles quebrem a lei. Dizer "Não gosto, não olhe" é bobo, como eles podem saber que não gostam a menos que olhem primeiro.

Dito isso, você não deve ter medo de postar suar arte online. Não há melhor maneira de melhorar do que perguntar a alguém de fora quais os erros que eles vêem. Eles frequentemente vêem algo que você perdeu ou não quis ver e embora possa doer escutar isso, dá a você a chance de crescer como artista. Você pode começar no DeviantArt, é amigável com iniciantes, e ninguém espera habilidades profissionais de você.

Antes de publicar algo, entretanto, tenha certeza que vale a pena. Não escaneie/fotografe cada esboço e doodle de uma aula chata. Isso pode impressionar seus colegas de classe não desenhistas, mas pessoas de comunidades artísticas já viram isso milhares de vezes. Ofereça a eles algo digno de atenção, algo importante para você (a menos que seja sobre postar "fatias da vida" artística em seu blog pessoal, o que é totalmente aceitável).

Antes de você postar, certifique-se de que seu desenho tenha apelo em um sentido técnico. Há alguma dobra no papel? Marcas de dedos, borrões? Postando esse tipo de arte, você insulta seus potenciais seguidores - você mostra que não liga para eles. As pessoas não são pagas para olhar sua arte, então se você quer a atenção delas, você precisa dar a elas a melhor qualidade. Aqui está como você pode assegurar isso:

9. Escolha uma Ferramenta e Fique com Ela

Toda essa confusão sobre limpar sua arte no Photoshop pode levar você a pensar que seria melhor desenhar digitalmente desde o começo. Você tem uma infinidade de borrachas, as linhas são limpas, e você pode usar muitas ferramentas diferentes ao mesmo tempo.

Isso não é realmente a melhor ideia. Quando você é um iniciante, você é desajeitado por padrão. Não importa quanto esforço você coloque, algo sempre vai dar errado. A frustração nasce e pode levar você a pensar que isso não é realmente sua culpa, mas culpa das ferramentas que você está usando.

Você pode decidir que é melhor com mesas digitalizadoras. Então quando você consegue uma, você vê que na verdade ela não é intuitiva, por causa da distância entre o movimento da sua mão e a tela, e então você começa a sonhar com uma Wacom Cintiq. Você consegue uma, e você ainda faz erros estúpidos. Então talvez sejam as configurações erradas? Pincéis errados? Software errado?

Se você alterar as ferramentas todo o tempo para achar a "melhor", você perde a chance de localizar a fonte dos seus problemas. Se você não consegue desenhar uma linha reta, não significa que a mesa é muito grande, a ponta muito macia, ou o programa não é avançado o suficiente. Isso pode ser tudo sobre sua habilidade manual que você não teve a oportunidade de desenvolver, porque você não passou tempo suficiente trabalhando nela.

Seus lápis são tudo o que você precisa para se tornar um bom artista. É muito poderoso em sua simplicidade, isso coloca toda a responsabilidade em você Dê seus lápis a um artista habilidoso e ele desenhará maravilhas com eles, mesmo se você não puder.

Se você escolhe começar com uma mesa digitalizadora, lembre-se: ela não faz maravilhas por si mesma. Para aprender com o mínimo de sofrimento possível, você pode tentar um dos nossos cursos Dominando a Mesa Wacom no Adobe Photoshop.

Aqui você pode ler mais sobre os aspectos digitais dos desenho:

10. Mantenha seus Olhos Abertos

Nós tendemos a pensar que desenhar é questão de linhas, mas isso não é totalmente verdade. Linhas são simplesmente as mais fáceis, mais precisas marcas que pode ser feitas com ferramentas primitivas. E nós não desenhamos objetos com elas, nós desenhamos a informação que nosso cérebro precisa para associar o desenho com certos objetos.

Quando nós olhamos para uma maçã,você "vê" com mais do que seus olhos. Você recebe informações de todos os sentidos, e é completada por memórias também. Mas se você quer desenhar uma maçã, você deve enxergar do modo como seus olhos a veem, a informação visual crua.

Coloque uma maçã sobre a mesa e observe com um olho aberto sem se mover. Pergunte a você mesmo.

  • Como eu seu o quanto ela está perto?
  • Como eu sei o quanto ela é grande?
  • Como eu sei que ela é arredondada?
  • Como eu sei que a superfície é suave?
  • Como eu reconheço as irregularidades na forma?
  • Como eu sei que é denso no interior?

Você pode notar que é meio irritante quando você tenta responder essas perguntas sem usar os sentidos. Mas se você fizer (sua resposta será como "Por quê eu vejo ela, dã!), você entende quais pistas seu cérebro usa para associar um desenho com a contraparte da vida real. E como você saberá como usá-las para enganar o cérebro de outros.

A outra parte desse exercício pode parecer muito rudimentar mas funciona na realidade para artistas habilidosos e pergunte a você mesmo as mesmas questões. Como eles me fazem ver o que eu vejo em tão poucas linhas? Não é mágica, não é talento - eles simplesmente combinam a habilidade manual de desenhar o que eles querem com o entendimento do que eles devem desenhar.

Há certas regras que nossos cérebros usam, e uma vez que você as descubra, estará apto para desenhar realisticamente sem tentar imitar fotos. Observe o mundo, faça perguntas, tome notas e teste suas observações. Se você configurar sua mente corretamente, com o tempo, se tornará natural para você e você começará a observar coisas interessantes mesmo quando estiver vendo tv ou falando com amigos.

Ou você pode começar lendo o que os outros tem a dizer sobre isso:

11. Mantenha a Diversão

Porque isso toma muito tempo e esforço para se tornar a no mínimo decente em desenhar, é fácil perder toda a diversão pelo caminho. Ser muito determinado e organizado pode levar a um esgotamento artístico, um dia isso vai parar de fazer sentido para você, não importa o quanto você seja bom.

Para evitar isso, você não pode esquecer do porquê você faz isso. Adicione uma tarefa ao seu organizador para desenhar algo por diversão pelo menos duas vezes por semana. E trate isso como uma obrigação de alta prioridade. Você pode também começar cada dia fazendo alguns esboços para seu próprio deleite, sem estudos, sem preparação para o trabalho, simplesmente algo que você gosta. Ou faça dessa sessão uma recompensa no final de um dia de trabalho.

Outra maneira de tornar sua jornada artística mais agradável e menos laboriosa é criar uma projeto de longa-duração que vai crescer com você. Por exemplo, você pode desenvolver uma criatura que você irá redesenhar toda vez que você achar que se aprimorou. Você pode até tornar isso literal - desenhe um ovo, e após se tornar mais confiante sobre suas habilidades manuais, desenhe um filhote de dragão desajeitado. Os dragões nunca param de crescer, assim como suas habilidades, então você pode simplesmente deixá-lo mais e mais durão a cada vez.

Outro exemplo de tal projeto é um quadrinho que vai sendo desenvolvido junto com você. Todo artista vai dizer a você que quadrinhos tem que ser planejados, mas torna ele trabalho e não divertido. E você já tem trabalho suficiente. Comece agora, desenhe o personagem como você é capaz no momento. Eles vão mudar durante a história, eles podem até serem substituídos não importa. Esse é seu projeto especial, uma evidência viva do seu crescimento artístico.

Você pode também dar um tempo em todos os artigos e tutoriais tentando algo menos sério (mas ainda educacional):

Tentar coisas novas também é uma boa maneira de manter as coisas divertidas. Não faça apenas as coisas que você acha que serão úteis para você, dê um tempo para você mesmo e tente algo diferente. Design Geométrico para Inciantes pode ser uma grande escolha. Você nunca saberá como isso vai influenciar suas outras habilidades.

Estilos prontos, como o mangá e o cartoon, podem fazer o desenhar mais agradável também. Eles oferecem um progresso rápido e satisfação, que pode sustentar seu amor pela arte, mesmo quando você desanimar. Como Desenhar Cartoons do Sérgio Cabral é uma série amigável para iniciantes que vai ensinar a você os fundamentos do estilo cartoon de uma maneira divertida e sem dores.

Conclusão

Pode ser chocante para um artista aspirante ver como é complicado desenhar, e quantas habilidades individuais ele necessita. Mas se você seguir o "mapa" você não ficará sobrecarregado. Vamos resumir:

  1. Mude sua mentalidade: entenda os preconceitos e mitos que você guarda.
  2. Seja Humilde e Honesto: não finja ser bom apenas para ouvir elogios, isso não o levará a lugar nenhum.
  3. Trabalhe Devagar: Não tente aprender tudo em uma semana/mês/ano; organize seu trabalho e aprenda uma coisa de cada vez.
  4. Domine suas Habilidades Manuais: aprenda a desenhar precisamente linhas simples de cabeça antes de prosseguir para dragões e cavaleiros.
  5. Entenda a sua imaginação: você pode pensar que sabe como isso se parece, mas isso não significa que você saiba.
  6. Comece com o realismo: realismo é tudo que conhecemos; você pode modificá-lo, mas você deve começar por ele.
  7. Entenda profundidade: não "sinta" isso, entenda!
  8. Publique sua arte: use os de fora para ajudá-lo a encontrar os erros, que você não enxerga.
  9. Permaneça com uma Ferramenta: nunca é culpa do lápis.
  10. Observe o mundo: veja o que seus olhos veem para aprender a enganar o cérebro.
  11. Mantenha a diversão: você não pode viver apenas para estudar.

Espero que isso tenha ajudado você! Se tiver qualquer problema com seu aprendizado, apenas poste nos comentários ou em um de nossos fóruns e eu farei o meu melhor para mostrar o caminho correto.

Crédito de Gráficos

Imagem de visualização: Workplace of artist por Pressmaster.

Advertisement
Did you find this post useful?
Want a weekly email summary?
Subscribe below and we’ll send you a weekly email summary of all new Design & Illustration tutorials. Never miss out on learning about the next big thing.
Scroll to top
One subscription.
Unlimited Downloads.
Get unlimited downloads