1. Design & Illustration
  2. History

História da Arte: Pré História

by
Read Time:8 minsLanguages:
This post is part of a series called A Beginner's Guide to Art History.
Design Styles Across 10 Decades
History of Art: Mesopotamia

Portuguese (Português) translation by Felipe Code (you can also view the original English article)

À medida que tenha existido pessoas, tem existido arte. Conhecer um pouco sobre os esforços criativos da nossa espécie pode trazer um grande entendimento sobre o que é a vida ou como vemos nós mesmos e nosso lugar no universo. É uma grande ideia e nem toda a arte precisa ser grande, mas eu não posso encerar além de poetizar a história da arte.

Bison painting at the Cave of AltamiraBison painting at the Cave of AltamiraBison painting at the Cave of Altamira
Pintura de um Bisão na Caverna de Altamira em Cantabria, Espanha. Datada do período Paleolítico Superior. Imagem via Wikimedia Commons.

Nesta série mensal, iremos abordar diferentes eras, movimentos artísticos e culturas que têm causado impacto através das eras. Para começar, iremos regressar até a Idade da Pedra. Temos muito para cobrir (milhares e milhares de anos de história) neste artigo, então vamos começar!

Período Paleolítico

Geralmente este período é dividido em três seções: inferior, médio e superior. O Paleolítico inferior começa com o uso de ferramentas que aparecem no registro arqueológico de 3,3 milhões de anos a cerca de 300 mil anos atrás. Arte não é algo que realmente aparece durante este período. Os ancestrais de nossa espécie ainda estavam desenvolvendo tecnologia simples e poderiam ou não ter controle sobre o fogo.

O Paleolítico Médio vai de 300.000 a 30.000 anos atrás e marca o desenvolvimento cultural e comportamental. Joias, rituais fúnebres e possivelmente pintura corporal estão entre os desenvolvimentos culturais observados durante esta era. Em 2002 E.C. (Era Comum), pesquisadores encontraram pedras ocres gravadas e contas de conchas na Caverna de Blombos, na África do Sul. Eles dataram os objetos em cerca de 70.000 anos atrás ou mais e sugerem que os membros primitivos de nossa espécie eram capazes de criar arte simbólica e abstrata. Esses achados podem ser contestados se são ou não as primeiras formas de arte.

Ochre carving found in Blombos Cave in south AfricaOchre carving found in Blombos Cave in south AfricaOchre carving found in Blombos Cave in south Africa
Escultura ocre encontrada na Caverna de Blombos na África do Sul. Imagem por Chris. S. Henshilwood via Wikimedia Commons.

O Paleolítico Superior (50.000 a 10.000 anos) é onde o verdadeiro show de arte começa. Este é o período sobre o qual as pessoas pensam ou discutem em termos de arte pré-histórica.   Têm sido encontrados resquícios de criações artísticas de nossa espécie ao redor de todo o mundo, de pinturas em cavernas até esculturas rústicas entalhadas. Este período inclui arte naturalista e representacional, bem como trabalhos abstratos e geométricos.

Venus of WillendorfVenus of WillendorfVenus of Willendorf
Venus de Willendorf, 28.000 a 25.000 A.C. Imagem via Don Hitchcock. Imagem via Wikimedia Commons.

Um famoso exemplo de arte deste período é a imagem de Vênus. Se gravadas ou esculpidas, estas peças figurativas representam, em grande parte, mulheres arredondadas em formas e com seios e quadris acentuados. Elas foram encontradas em toda a Europa e algumas partes da Sibéria. A figura mais antiga encontrada data de cerca de 35.000 anos ou mais, e foi esculpida com presa de mamute. Figuras de Vênus também marcam o mais antigo conhecimento do uso de cerâmica, dando-nos um marco de 29.000 a 25.000 anos atrás.

Pinturas em cavernas encontradas em todo o mundo vão de imagens figurativas, retratando pessoas e animais, para imagens abstratas.  Na Coréia do Sul, imagens de servos foram encontradas em Turo-Bong que datam cerca de 40.000 anos. 

Replica of a painting from Chauvet Cave Replica of a painting from Chauvet Cave Replica of a painting from Chauvet Cave
Replica de uma pintura de cavalos e rinocerontes na Caverna de Chauvet. Imagem via Wikimedia Commons.

O mais famoso exemplo de arte rupestre nos leva para a França na Caverna Chauvet-Pont-d'Arc ou Caverna de Chauvet. A caverna foi descoberta em 1994, dando-nos centenas de pinturas de animais, restos humanos e mais. As pinturas destacam leões, rinocerontes, panteras, cavalos, gado e outros. Não é apenas uma exploração fantástica do entendimento humano das formas animais, mas também um registro dos animais que aquelas pessoas tinham contato, caçavam ou pelos quais eram caçadas.

Replica of a painting from Chauvet CaveReplica of a painting from Chauvet CaveReplica of a painting from Chauvet Cave
Replica de uma pintura de leões da Caverna de Chauvet. Imagem via Wikimedia Commons.

Olhando para esses esboços, os quais são datados de 35.000 e 30.000 anos atrás, parecem incrivelmente similar aos esboços de animadores e artistas modernos. Desenhos de gestos e esboços sobrepondo uns aos outros mostram animais em movimento ou em grupo. Salvo uma ou outra imagem de Vênus, não há imagens de humanos propriamente ditos. Eu não estou realmente certo do que isso quer dizer sobre nossa espécie ou quais as intenções dos artistas em suas documentações, mas isso dá a você um vislumbre da vida dos habitantes das cavernas.

Período Neolítico

O Período Neolítico difere de região para região. Falando de forma geral, ele varia de 8.000 AEC (Antes da Era Comum, na África, Oriente Médio e Sudeste da Ásia) até 500 EC (Era Comum, nas Américas). Essencialmente este é período após a Era Glacial, na qual os humanos saíram das cavernas para áreas mais estabilizadas e sociedades.

Como os seres humanos passaram de caça e coleta para agricultura e pecuária, eles precisaram criar estruturas para viver e trabalhar. Casas feitas de tijolos de barro, paredes de pedras e torres  foram criadas para manter as pessoas seguras, cercados para animais e um lugar para armazenar alimento.

Contribuições para a arquitetura, cerâmica, tecelagem, escultura e pictografias estilizadas foram desenvolvidas ou começaram no curso desta era. À medida que as pessoas foram criando coisas práticas para o uso (potes, estruturas, etc), foram decorando-as com pintura, gesso entre outros. Formas de arte tais como objetos de laca tiveram seu início mais cedo nessa época (5000–4500 AEC) na China. Conforme a tecnologia avançava, o mesmo acontecia com a arte e com nossa habilidade de criar.

Stonehenge in 2014Stonehenge in 2014Stonehenge in 2014
Stonehenge em 2014. Imagem por Diego Delso via Wikimedia Commons.

Monumentos megalíticos como o Stonehenge (na Planície de Salisbury, Inglaterra) estavam no processo de construção, coincidindo com novos desenvolvimentos culturais e possivelmente religiosos de nossa espécie. Nas Américas, monólitos como os Moais da Ilha da Páscoa, no Chile, foram esculpidos a partir de grandes rochas vulcânicas.

Stonehenge phase 1Stonehenge phase 1Stonehenge phase 1
Stonehenge fase 1, c. 3100 AEC. Imagem via Wikimedia Commons.

Muitos estudos têm ocorrido para descobrir como megálitos e monólitos não só foram construídos, mas também como foram movidos para criar as composições como as conhecemos hoje.

Tipicamente, terminamos a Idade da Pedra aqui e seguimos para a Idade do Bronze onde, como você deve ter imaginado, nossa espécie começou a trabalhar com bronze e tecnologia avançada para formas mais criativas e técnicas manuais mais práticas.

Ferramentas Idade da Pedra

Ferramentas, armas, entre outras.

Antes de irmos dessa era para a próxima, vamos tomar um tempo para falar sobre as ferramentas usadas para criar arte e objetos em toda a Idade da Pedra. Muitas das primeiras ferramentas eram feitas de pedra, madeira ou osso. Um martelo de pedra é uma das primeiras ferramentas notadas. Ele se encaixa facilmente em uma mão humana e foi usado para formar outros objetos como lâminas e machados ou para esmagar alimentos. 

hammerstones and other stone age tools image via wikimedia commonshammerstones and other stone age tools image via wikimedia commonshammerstones and other stone age tools image via wikimedia commons
Martelos de pedra e outras ferramentas da Idade da Pedra. Imagem via Wikimedia Commons.

O uso de machados de mão, bifaces e outras ferramentas de corte podem ter servido para caça, escavação ou para criar ferramentas de lascas. Pelo fato de não termos registros escritos de para que os machados de mãos eram usados, arqueólogos têm que usar pistas em contexto e pesquisas de outros, a fim de descobrir o que nossos ancestrais faziam com aquelas ferramentas. 

Lower paleolithic hand axes made from quartzite Image via WikimediaLower paleolithic hand axes made from quartzite Image via WikimediaLower paleolithic hand axes made from quartzite Image via Wikimedia
Machados do Paleolítico Inferior feitos de quartzo. Imagem via Wikimedia Commons.

Ferramentas de lascas, mencionadas acima, são criadas pressionando pedras com um martelo ou machado. Os pedaços são convertidos em ferramentas como os raspadores vistos abaixo. Estas ferramentas foram usadas para trabalho em madeira e no curtimento de peles. A medida que eram usadas, se tornavam menor e menor, então as que temos são em grande parte inúteis e são apenas simples resquícios das que nossos ancestrais usavam.

A scraper tool excavated in France Image via Wikimedia CommonsA scraper tool excavated in France Image via Wikimedia CommonsA scraper tool excavated in France Image via Wikimedia Commons
Raspadores escavados na França. Imagem via Wikimedia Commons.

Pigmentos e Pinturas

Já falamos um pouco sobre as ferramentas que eram usadas para criar esculturas e arquitetura, mas e sobre as pinturas nas cavernas? Primeiramente, o que era usado para pintar? Algumas fontes dizem que barro e carvão eram misturados com gordura animal, água ou outros materiais ligantes, a fim de criar uma pasta. Outros notaram que os pigmentos incluíam hematita, ocre amarelo e oxido. Eles foram triturados usando pedras ou osso para formar uma espécie de argamassa dentro da própria caverna.

Possíveis ferramentas usadas com pigmentos incluem paus e galhos, penas ou peles e as mãos. Uma das minhas pinturas favoritas pode ser vista abaixo, onde mãos foram usadas como um stencil. É teorizado que algum tipo de cano foi usado para soprar pigmento, salpicando ao redor das mãos, deixando estas fantásticas impressões pictóricas.

Cueva de las Manos in Spain Image via Wikimedia CoomonsCueva de las Manos in Spain Image via Wikimedia CoomonsCueva de las Manos in Spain Image via Wikimedia Coomons
Cueva de Las Manos, na Espanha. Imagem via Wikimedia Commons.

 Como muitos artistas hoje, estes artistas primitivos usavam o que podiam para deixar sua marca. São apenas algumas destas inovações que permanecem dentro das cavernas e nas terras ao redor do mundo para que possamos estudar.

Conclusão

A partir de nossas primeiras marcas como povos nômades vivendo em cavernas para nos assentarmos em fazendas e pintar em cerâmica, há uma longa história da arte de nossa espécie e ancestrais. Se você seguir nossa habilidade de usar ferramentas e deixar nossa marca, você seguirá nosso desenvolvimento como artista, documentando o mundo ao nosso redor, contando histórias e estabelecendo cultura.

Estes são apenas alguns destaques dessas eras. Nossa espécie tem uma longa história e quanto mais sofisticada nossa cultura se torna, maior será o crescimento da arte e da expressão criativa. Considere isso uma pequena amostra do nosso passado e uma representação clara do que está por vir no próximo artigo desta série.

Quer aprender mais sobre a arte na Idade da Pedra? Cheque os links abaixo!

One subscription.
Unlimited Downloads.
Get unlimited downloads