1. Design & Illustration
  2. Drawing Theory

Desenhe O Que Está Na Sua Mente: Como Criar Sem Pensar

by
Read Time:17 minsLanguages:

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Final product imageFinal product imageFinal product image
What You'll Be Creating

Artistas são geralmente retratados como indivíduos espontâneos, levemente malucos. Quando estão inspirados eles esquecem de tudo e apenas...criam.

Entretanto, quando você é meramente um artista iniciante, não parece que funciona assim. Sim você fica inspirado, mas você não pode se permitir esquecer de tudo, ao invés disso, você vai buscar uma referência ou duas, ou um tutorial,ou um conjunto de dicas. No processo você perde sua ideia primária e modifica para o que você está aprendendo. Você quer desenhar novas espécies de gatos grandes? Desculpe, não há tutorial para a visão na sua cabeça, mas há como desenhar um tigre.

O problema é, você não pode se tornar aquele artista que desenha livre antes de passar pela fase de aprendizado. Artistas "Seniores" simplesmente tem a cabeça cheia de várias memórias-referência criadas conscientemente em algum momento da vida deles, e eles as usam quando estão trabalhando sem nenhuma referência visível.

Mas isso não significa que você está fadado a desenhar apenas coisas genéricas até atingir essa fase. Siga-me para ver um método de desenhar o que está na sua cabeça, mesmo que você não tenha ideia do que você quer desenhar!

Vire de Cabeça para Baixo

Quado você começa uma figura a partir de uma referência, há uma pequena chance de você desenhar algo realmente original. Uma referência prende você, seja uma certa pose, ou uma perspectiva ou uma luz. Você pode mudar isso, ajustar usando outras referências, mas esse início é extremamente importante para o efeito final.

Vamos assumir que o seu processo típico de desenho se pareça com isso:

  1. inspiração
  2. ideia
  3. procurando por uma referência que se encaixa na ideia o mais perto possível
  4. começando a figura
  5. ajustando os detalhes à sua ideia
  6. finalizar a figura

Há um choque entre os passos 2 e 3, é impossível encontrar uma referência que reflita sua ideia perfeitamente. É por isso que você usa algo mais genérico e corrige as imprecisões mais tarde. Mas e na situação em que a sua visão não é muito clara? Como encontrar uma referência para isso?

how to find perfect referencehow to find perfect referencehow to find perfect reference
Que tipo de referência eu possivelmente posso precisar para essa ideia?

Vamos sacudir essa lista um pouco:

  1. inspiração
  2. ideia
  3. começando uma figura
  4. procurando uma referência para o que você acabou de começar
  5. ajustando detalhas à referência
  6. terminando a figura

"Ei", você diz, "Foi isso que eu fiz quando estava bem no começo. Minhas figuras pareciam terríveis e foi por isso, em primeiro lugar, que eu comecei a usar referências!" Bem, talvez você tenha feito, talvez não. Dê uma olhada nos passos 4 e 5. É lá que o segredo está escondido!

Inspiração e Ideia

Essa é a maneira mais fácil, normalmente. A inspiração vem por ela mesma, até quando não é esperada. Você está assistindo um filme onde um dragão mata um unicórnio, e você pensa: "E se houvesse um unicórnio que tivesse uma chance contra um dragão? Qual seria a aparência de tal criatura?" Quando você está inspirado você sente um calor no coração, a urgência de trazer a ideia para a realidade. E quanto mais coisas atrapalham você (ex: você está no trabalho, na escola ou tem o jantar para cozinhar), mais forte é o calor e mais promissora a ideia parece!

how to get inspiration drawinghow to get inspiration drawinghow to get inspiration drawing
Quando se trata de inspiração, não há nada mais poderoso do que a questão "e se".

A inspiração é pura, cheia de promessas sem fim. Nada pode dar errado lá. Então você dá a luz a sua ideia, uma criança sua. Suas ideias não são baseadas apenas em suas inspirações, mas no que você é, nos seus desejos, medos, memórias. Eles são perfeitos como são, porque são seus.

Entretanto, enquanto eles estiverem apenas na sua cabeça, eles não parecem reais. Você tem vária coisas em sua mente, certo? Bastante coisas imaginárias que ninguém daria a mínima. Mas essa ideia, é uma coisa pela qual você está apaixonado. Você quer que seja real, e para fazer isso você precisa colocá-la de alguma forma na mente dos outros. Você precisa criá-la.

Iniciando uma Figura

Quando você é criança, essa fase é muito fácil. E sabe do que mais, você nem precisava de nenhuma inspiração anterior para desenhar. Davam a você uma folha de papel e um lápis, e isso era suficiente para começar a desenhar. Havia sempre alguma coisa que você podia desenhar, afinal! Sem pensar, você continuava desenhando sua família, seus animais de estimação, um personagem do seu show favorito. E se sua ilustração não se parecesse com nada para os outros, você ficaria feliz em explicar para seus pais ou professor o que eles deveriam ver nela.

O que mudou? Quando você é criança, sua audiência é mais compreensiva com você. Você é muito pequeno para fazer algo melhor. Agora, você não é mais tão pequeno. Muitas pessoas da sua idade desenham coisas maravilhosas, e eles esperam o mesmo de você, se você quiser ser considerado um bom artista.

Uma folha de papel  e uma caneta não são mais suficientes para começar a desenhar. Você precisa de uma ideia, algo criativo, porque outro desenho de flor num vaso não vai impressionar ninguém. Mas há algo em que você provavelmente é bom, criar ideias. Se você conseguisse trazê-las para fora mais facilmente...

how to start drawing photoshophow to start drawing photoshophow to start drawing photoshop
A tabula rasa artística, a tela em branco que você pode preencher com qualquer coisa. Por isso é tão difícil começar!

Há um momento na vida de qualquer artista quando apenas desenhar não é o suficiente. Você não pode apenas desenhar patas de lobo para todo o sempre, esperando que elas se tornem mais realistas. Há um tempo quando você deve suspender a criação e começar a aprender. É quando você entende como encontrar o que você precisa em tutoriais e referências para completar os espaços em seu conhecimento.

Mas há um problema em tudo isso. Outrora, você era capaz de desenhar sua ideia, mesmo que outros não a reconhecessem. Agora você não é capaz de desenhar sua ideia. mesmo que os outros reconheçam o que você desenhou. Você deseja apenas que eles reconheçam o que você queria desenhar, e não o que ela se tornou. E tudo o que você pode fazer por hora é aprender mais e mais, infinitamente, esperando pelo tempo em que você será capaz de desenhar qualquer coisa que você queira da maneira como quiser.

Há algum modo de realizar esse sonho sobre "apenas desenhar" sem aprender, e aprender e aprender? Você realmente precisa aprender a anatomia do lobo em detalhes quando você desenha uma criatura parecida com lobo uma vez na sua vida? Você não pode pular isso de algum modo?

Se Prepare

Para retratar a sua ideia o mais precisamente possível, você precisa desenhá-la sem qualquer intermediário. O problema é que você raramente sabe exatamente o que você quer desenhar, não importa quão clara é sua ideia. É aí que as referências ajudam, mas ao mesmo tempo elas trazem um monte de "ruídos" que você não planejou. Eu vou mostrar a você um método, passo a passo, para começar a sua figura sem uma referência. Porque o princípio é o que realmente importa.

A Inspiração Vem Primeiro

Você pode usar muitas maneiras para se inspirar, mas eu vou mostrar um que talvez você não conheça. Funciona muito bem se você precisa de inspiração com uma ideia clara. Você se recorda de alguma situação quando você estava fazendo uma tarefa repetitiva o dia todo, e então quando você fechava seus olhos você ainda podia ver ela claramente? Nós vamos usar isso!

Visite a página inicial da sua galeria online favorita, alguma coisa com bastante trabalhos artísticos ótimos, incompreensíveis, onde você vê todos ao mesmo tempo. Você pode selecionar a categoria na qual você está interessado, ou usar uma mistura de todos eles. Agora, simplesmente navegue por eles. Gaste pelo menos 30 minutos olhando e rolando a tela. Fique focado, não deixe sua mente divagar. Preste atenção ao ato da observação!

DeviantArt pageDeviantArt pageDeviantArt page
DeviantArt dará a você uma variedade de trabalhos inspiradores.

Após ver um monte deles, talvez dúzias, talvez centenas, sente ou deite confortavelmente. Feche seus olhos e pare de pensar por um tempo. Se você fizer isso adequadamente, você ainda deve ver as artes diante de seus olhos fechados. Isso acontece por causa da "lavagem cerebral" que você acabou de experimentar. Sua mente tenta classificar toda essa quantidade gigantesca de informação visual que você acabou de ver  em  um curto período de tempo e, obviamente, falha.

O que você vê agora com seu "terceiro olho" (com seu cérebro, não olhos diretamente, porque quando você fecha seus olhos você vê apenas preto) não é uma mistura dos trabalhos artísticos que você viu, mas uma mistura dos elementos deles. E eles são combinados em obras de arte completamente novas. No começo você pode apenas conseguir fragmentos dessa ideias, que são suficientes para se inspirar, mas se praticar essa maneira de ver, você pode observar tudo com clareza, e detalhes coloridos, como em alguns sonhos.

Fique sentado ou deitado por algum tempo, veja essa nova galeria, e quando algo chamar sua atenção, observe cuidadosamente. Esse efeito é temporário, quanto mais tempo e mais intensivamente você ficar olhando a galeria na realidade, mais forte e clara e por mais tempo durarão as visões, mas elas vão todas se desfazer eventualmente. Tire o maior proveito delas!

Ser Inspirado, ou Não Ser Inspirado

O problema de ter uma ideia clara é que é muito fácil ficar desapontado quando ela não sai como você queria. Se você não é um artista experiente, é muito melhor ter uma ideia geral, ex.: "uma besta assustadora", "uma criatura fofinha, peluda com enormes presas," etc. Se você decidir criar sem uma ideia clara, você pode ainda usar o método de navegar por uma galeria, isso vai esticar sua mente como a um músculo.

O que é interessante é que você será capaz de desenhar coisas que você nunca imaginou, se você apenas se deixar levar. Para fazer isso, você deve começar desenhando sem qualquer ideia. Continue lendo para aprender como fazer.

Exercício de Memória Muscular de Curto Prazo

Você já deve ter ouvido falar sobre memória muscular, se você usar sua mão de uma determinada maneira, ela aprende o movimento e então faz menos esforço para repeti-lo adequadamente. No desenho, isso significa que se você desenhar algo a partir de uma referência, com o tempo  será mais fácil desenhar manualmente, sem qualquer referência.

Você também deve saber sobre a memória de curto prazo. É quando você lê um numero de telefone e "carrega" ele na sua mente, de um pedaço de papel para o teclado do telefone. E então ele se perde, porque não é mais necessário. Se você quer mantê-lo por mais tempo, você precisa repetir algumas vezes e praticar lembrar dele por um período mais longo de tempo.

Quando você desenha a partir da imaginação (ex.: após uma longa prática), você está usando as duas memórias, a memória muscular de longo prazo, e a memória "verdadeira" de longo prazo. Quando você desenha diretamente de uma referência, você está usando a memória "verdadeira" de curto prazo, omitindo a memória muscular, uma vez que ela não tem nada a dizer sobre isso ainda. Mas há  também a memória muscular de curto prazo, e é baseada no aquecimento dos seus desenhos.

Vamos dizer que você praticou desenhar lobos a partir da sua imaginação. Você usou referências primeiro, e então você tentou desenhar um lobo sem referência e ele sai bem bonito. Entretanto, no próximo dia, você provavelmente vai precisar desenhar a partir do zero de novo. Mesmo que você se lembre dos detalhes, seus novos lobos parecem desajeitados e sua mão parece não ajudar de modo algum.

Quando você pratica algo intensivamente, por um curto período de tempo, sua mão meio que consegue prever o próximo movimento. É por isso que seus desenho parecem melhor e melhor conforme a prática continua sem pausas. Mas quando você termina, essa memória é descartada, uma vez que você não está usando mais. São necessárias muitas dessas sessões para que essa memória fique "impressa" em você.

Mas nem sempre é preciso! Você pode não querer aprender como desenhar lobos, você pode apenas querer uma criatura que tenha uma anatomia semelhante a do lobo. Há alguma maneira de aprender apenas um pouco?

Você provavelmente já descobriu isso. A maneira é: use referências como aquecimento para sua mão e mostre quais são os movimento que você espera dela. Então descarte as referências e desenhe o que você quer, usando a memória muscular de curto prazo do seu desenho recente.

warm up sketches drawing how to start warm up sketches drawing how to start warm up sketches drawing how to start
Meus esboços de aquecimento do tutorial como Desenhar um Lobisomen Guerreiro

Mais precisamente, quando você está inspirado e você tem uma ideia mais ou menos clara, ao invés de pesquisar pela referência perfeita para isso, analise a ideia. Em que ela consiste? Tem algum elemento você pode emprestar dar realidade? Se sim, encontre referências para eles. Qualquer referência, não necessariamente as perfeitas. Se sua criatura tem uma aparência de lobo, junte um monte de fotos de lobos em várias poses e formas.

Então, simplesmente esboce bem rápido, bem solto. Não pense demais, ligue uma boa música, e faça isso tão simples e doce quanto um exercício de aquecimento antes de um treino de cardio intenso. Você pode até mesmo falar com alguém enquanto faz isso, ou escutar um audiolivro!

Faça isso para cada elemento. Se sua criatura é alada, esboce asas de vários pássaros, pequenos e grandes, pardais, águias e abutres. Se ele tem olhos de predador, encontre imagens de leões, crocodilos, falcões e tubarões. Não analise, apenas desenhe direto da referência. Você está ensinando sua mão, não sua mente, então não pense demais sobre isso.

Se sua ideia for mais elusiva que isso, apenas procure por imagem que tenham qualquer coisa a ver com ela. Se você sabe apenas que é algum tipo de animal feroz, desenhe todos os animais ferozes em que puder pensar. Isso vai ajudá-lo a preparar não só sua mão, mas também sua mente.

Apenas Desenhe!

Hora da parte mais importante. Você tem uma ideia, você está muito empolgado com ela, ou, você não tem nada, mas ainda assim está muito inspirado, e sua mão acabou de aprender vários movimentos que você precisa aprender. Não há tempo a perder agora, vá e desenhe!

Mas...Como?

Essa é a questão, não é? Vamos analisá-la passo a passo.

Passo 1

Se você terminou uma ilustração, não importa o quão detalhada, você pode fechar seus olhos e ver que se torna uma mancha escura de uma determinada forma. Essa forma normalmente está presente em sua figura desde o início e seu toque pessoal está inserido nela. É por isso, que usar uma referência para o primeiro passo, mata o espírito da ilustração, é como se você estivesse emprestando o "toque pessoal" de outra pessoa.

Mas dessa vez é diferente! Use apenas sua ideia e sua mão "carregada" com movimentos uteis para desenhar essa forma geral da sua criatura. Faça isso rapidamente, e quanto menos você pensar sobre isso, melhor. Antes de deixar sua mão aprender por si própria, é hora de deixá-la desenhar por si própria.

how to draw without reference how to draw without reference how to draw without reference

Se você está lutando com a criação de alguma coisa, ou você não consegue encontrar nenhuma ideia atrativa, encontre algum tipo de padrão, algo randômico. Você já olhou alguma vez para um papel de parede ou chão e viu algo que não estava lá? Nossa mente é ótima com isso. Use esse recurso para encontrar sua ideia, junto com suas linhas básicas em qualquer caos.

how to draw without reference 2how to draw without reference 2how to draw without reference 2
Apenas relaxe e olhe, você pode encontrar isso em todo lugar!

O fato é que você não precisa de nenhuma ideia para começar uma figura. Desenhe qualquer coisa, um emaranhado de linhas e bolhas. Deixe sua mente encontrar algo nisso, algo que você nunca imaginaria conscientemente. Trate isso com um jogo de "ligar pontos", observe e adicione linhas que vão deixá-lo completo.

how to draw without reference 3how to draw without reference 3how to draw without reference 3
Não há maneira melhor de combater um bloqueio artístico do que desenhar um monte de linhas caóticas! Elas quase não gastam tempo, então você pode tentar contanto que algo promissor aparece.

Passo 2

Parabéns, essa foi a parte mais difícil! Agora, acrescente os membros, todos eles. Pernas, asas, e apêndices adicionais...Um rabo, se tiver, você pode encontrar o lugar dele nessa passo também. Apenas faça isso de modo rápido e simples, sem patas, e mesmo articulações podem ser figurativas. Faça com que elas sigam o ritmo que você estabeleceu no primeiro passo.

how to draw without reference 4how to draw without reference 4how to draw without reference 4

Passo 3

Sua mente deve agora reconhecer algo nessa forma caótica, e isso te dará a direção a seguir. Use esse sentimento para decorar um uma grande bolha, com formas menores que grosseiramente se assemelham a alguma coisa, talvez chifres, talvez a silhueta de asas, talvez uma juba, espinhos, ou placas duras de escamas.

how to draw without reference 5how to draw without reference 5how to draw without reference 5

Passo 4

Nós estamos dividindo os detalhes agora. Aperte seus olhos e tente dizer o que você vê. Se algum dos elementos se assemelha a algo, mas não tanto quanto deveria, conserte. Acrescente pequenos detalhes como olhos, nariz, patas com dedos e garras, pequenos espinhos aqui e ali. Você pode refinar as articulações e definir os músculos grosseiramente, apenas para estabelecer a forma geral do corpo de uma vez por todas.

how to draw without reference 6how to draw without reference 6how to draw without reference 6

Nesse ponto você deve conhecer o que você está vendo, mesmo que não esteja clara para os outros. Repita esse passo quantas vezes precisar, até que tenha certeza de todos os elementos. Entretanto, ele ainda deve ficar como um esboço solto, você não precisa limpá-lo.

how to draw without reference 7how to draw without reference 7how to draw without reference 7

Agora uma dica importante. Apesar de você pensar que há apenas uma maneira de retratar a sua ideia adequadamente, há provavelmente centenas delas. Você pode usar o fato de que essa fase é tão rápida e sem esforço e preparar um conjunto completo de esboços. Então você apenas precisa escolher aquele que "sinta" ser o mais correto. Se você preparar apenas um esboço, você nunca saberá se esse é o melhor que você pode fazer!

Enquanto desenha, ligue a música que se encaixe no seu tópico. Por exemplo, uma peça instrumental épica seria ótima para desenvolver um cavaleiro, ritmos africanos para desenhar predadores tipo leão. É seu subconsciente que realmente está criando nesse momento, então dê toda a ajuda possível, em todos os sentidos. Eu, gosto de conseguir a mesma expressão facial que estou tentando desenhar (mesmo que seja um dragão), de modo que eu possa senti-la mais claramente.

how to draw without reference 8how to draw without reference 8how to draw without reference 8

Encontre suas Referências

Por mais estranho que seja, nós sobrevivemos a fase da criação sem nenhuma referência! Graças a isso, seu esboço é realmente seu, com seu próprio estilo, e você pode gostar mais dele do que de um esboço super refinado baseado em uma referência.

Mas, como mencionamos antes, isso é apenas uma solução alternativa. Nós não podemos desenhar adequadamente, algo que nós não conhecemos. Se nós não sabemos como uma pata de lobo parece, nós precisamos de uma referência, de outro modo você desenharia apenas como você acha que ela parece. Contudo, com nosso esboço base estabelecido, nós devemos saber exatamente quais referências precisamos. Então olhe para a sua figura, veja do que ela é feita e encontre suas contrapartes no mundo real.

how to draw without reference 9how to draw without reference 9how to draw without reference 9
Eu procurei por fotos de "espinhos de lagarto", "pederneira" casca de árvore" e "samambaia" e outros para fazer esse design direito.

Se você fez de um modo tradicional, você vai precisar ajustar sua ideia à referência. Agora ajuste a sua referência à sua ideia. O que pode dar errado?

Pelo fato de você não ter usado a referência para anatomia, você pode ter cometido alguns erros que são revelados agora. É seu trabalho separar a estilização/exagero de equívocos nocivos. Por exemplo, uma panturrilha maior que uma coxa pode estar ok, mas articulações redundantes precisam de alguma habilidade para serem desenhadas de modo verossímil. Se você é um iniciante, fique com as soluções seguras, e volte para a anatomia "maluca" quando tiver mais experiência.

A anatomia pode não ser a única coisa que pareça errada no seu esboço. Conserte tudo o que precisa ser consertado, mas não mais do que isso. É para isso que serve a referência, elas deixam você desenhar coisas que você nunca aprendeu a desenhar. Deixe que elas façam o trabalho!

Figura Finalizada

Agora eu não posso mais ajudá-lo. Há tantas coisas que você pode fazer com seu esboço! Mas essa é a parte mais divertida. A ideia é estabelecer e não ir a mais nenhum lugar, não importa o que você faça agora. O importante é que agora você pode usar esse esboço como base para tutoriais de pintura, como esse hussardo de asas ou esse guerreiro lobisomem. Simplesmente pule a parte da criação do esboço e continue aprendendo!

Final creationFinal creationFinal creation

Conclusão

Desenhar, contanto que não seja seu trabalho (ainda), deve ser divertido. Focar no melhoramento é importante, mas pode enfraquecer sua criatividade. Não deixe suas ideias definharem em sua mente, deixe elas saírem de tempos em tempos. Isso fará você lembrar porque você começou a aprender a como desenhar em primeiro lugar, e vai dar a você poder para as lições mais difíceis que virão. Isso também treinará sua criatividade, e essa é a habilidade mais importante para esse trabalho.

Porque aprender, então, se você pode desenhar qualquer coisa sem isso? Quanto mais referências você tiver em mente, mais fácil para você será começar uma "forma geral" que se assemelha a alguma coisa real, e achar os detalhes que você precisa para deixá-la mais realista. É porque quanto mais elementos você já conhece, mais fácil será para você encontrá-los antes deles estarem completos.

Então,como sempre, é tudo uma questão de equilíbrio. Continue aprendendo, mas nunca se esqueça do porquê você está fazendo isso. Use seus esboços criativos para encontrar o que você não pode fazer, e então ponha o foco em consertá-los. Boa sorte!

One subscription.
Unlimited Downloads.
Get unlimited downloads