Unlimited PS Actions, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Design & Illustration
  2. Drawing Theory
Design

10 Erros que os Artistas Inciantes Cometem E Como Você Pode Evitá-los

by
Length:LongLanguages:
This post is part of a series called 10 Years of Envato Tuts+!.
How to Create 10 Common Icons and Their Variations in Adobe Illustrator
How to Create a Great Business Card in 10 Steps in Adobe InDesign

Portuguese (Português) translation by Ingrid Fornazari (you can also view the original English article)

Sempre me soou estranho que o desenho seja tratado diferente de outras habilidades. Quando você senta ao piano pela primeira vez, você não espera tocar Mozart imediatamente. Você trabalha tão duro e ainda não consegue ver a melhoria que está esperando. "Talvez não seja para mim", você está pensando, "talvez esteja perdendo meu tempo."

Eu acredito que há outras possíveis razões. Você pode simplesmente estar cometendo erros no seu aprendizado! Conceitos errados, prática improdutiva...Quando você remover esses obstáculos, você verá suas melhorias muito mais rápido. Então que tipos de obstáculos podem existir?

1. Expectativas Não Realistas

O que quer que nós desejamos, é baseado numa visão da satisfação que nós sentiremos quando conseguirmos. Quando você olha para uma ótima arte, você imagina o quanto você se sentiria maravilhoso se desenhasse algo assim. Essa sensação é o que você persegue quando começa a aprender a desenhar.

O problema é que você não pode satisfazer o desenho já. Você quer a emoção de desenhar uma obra de arte que é baseada em habilidades artísticas altamente desenvolvidas, e essas não são conseguidas do dia para a noite. Então você tem o desejo de ser capaz de desenhar algo maravilhoso, aqui e agora. Isso é o que você quer. E o que você consegue em vez disso quando desenha? Um desenho ruim. Uma prova de habilidades pobres. O trabalho de arte de uma criança.

Por causa disso, cada sessão de desenho o leva inevitavelmente a frustração. Você quer um certo sentimento, e você consegue o oposto dele toda vez que tenta. Você pode saber, conscientemente, que leva tempo para aprender, mas não impede de você se sentir uma falha.

unrealistic expectations drawing
Por que continuar desenhando, se você não consegue desenhar nada direito?

Sempre me soou estranho que o desenho seja tratado diferente de outras habilidades. Quando você senta ao piano pela primeira vez, você não espera tocar Mozart imediatamente. Quando você senta atrás do volante pela primeira vez, você não sonha realmente em ganhar uma corrida naquele dia. Quando você cozinha algo pela primeira vez, você não espera fazer um prato com qualidade de restaurante.

Em todos esses casos, você espera falhar. Você sabe que vai falhar, e isso não importa. Você talvez até dê risadas quando isso acontece, porque erros de iniciante com frequência são engraçados! Em todos esses casos, você espera falhar. Você sabe que vai falhar, e isso não importa. Você talvez até dê risadas quando isso acontece, porque erros de iniciante com frequência são engraçados!

can you draw if youre not good
"Olhem, ele está desenhando, mesmo sendo ruim nisso, que perdedor!"

E ainda assim, desenhar é uma habilidade como qualquer outra. Você é ruim na sua primeira tentativa, ou quando você não sabe o que está fazendo. Você não é muito melhor na sua segunda tentativa, porque você ainda está pegando o jeito. Você vai ficando um pouco melhor a cada nova tentativa, mas você ainda parece uma criança em comparação a alguém mais experiente. E isso é normal.

O desejo de ser bom, sentir a incrível satisfação de criar uma obra de arte perfeita, o torna impaciente. Você quer o destino, mas não a jornada. E quanto mais lenta que a jornada parece, pior você se sente; porque não é isso que você quer de verdade!

i want to be good now
"Eu quero estar lá, mas eu não quero realmente ir até lá!"

Para se tornar um bom artista, você precisa diminuir as expectativas primeiro. Você precisa aprender como pensar de uma maneira mais produtiva; colocar menos foco nos seus desejos (a meta), e mais no processo (o caminho). Aqui está um exercício que pode ajudar você a descobrir suas expectativas não realistas e substituí-las por algo mais produtivo.

Escreva uma lista da suas expectativas sobre desenho. Mesmo que soe ridículo enquanto você as escreve; escreva mesmo assim. Se sentirá bem dando a elas algum julgamento racional. Alguns exemplos:

  • Cada próximo desenho meu deverá ser melhor do que o anterior.
  • Desenhos ruins não valem nada.
  • Quando eu desenho um desenho ruim significa que sou uma porcaria.
  • Eu deveria ser bom em desenho.
  • Eu deveria aprender rapidamente.

Agora, olhe para as afirmações. Você tem certeza de que elas são verdades? E se não forem? Conteste cada uma com algo mais realista.

  • Cada próximo desenho meu deverá ser melhor do que o anterior: eu não aprendo de um modo perfeitamente linear, como um computador. Algumas vezes eu pratico uma coisa, outras vezes outra coisa. Eu experimento muito, o que significa que algumas vezes consigo resultados melhores e outras piores. Eu também posso esquecer o que aprendi e cometer um erro antigo. Isso é normal porque eu sou humano, e não uma máquina de aprendizado.
  • Desenhos ruins não valem nada: desenhos ruins são um produto norma do aprendizado. Você não pode ficar melhor sem ser ruim primeiro. Eu preciso criar coisas ruins para aprender com eles. Eu não saberia o que eu preciso para melhorar se eu não fizer algo de errado primeiro.
  • Quando eu desenho um desenho ruim significa que sou uma porcaria: quando eu faço um desenho ruim, significa que eu não sou bom em desenho ainda (como muitas outras pessoas, que estão com tanto medo do fato que eles nem tentam). Todo mundo é ruim em alguma coisa, e isso não significa que somos todos uma porcaria! Eu estou fazendo algo para melhorar, o que já é algo de que eu posso me orgulhar.
  • Eu supostamente deveria ser bom em desenho: ninguém é supostamente bom em nada. Eu quero ser capaz de desenhar coisas boas, mas não há obrigação para cada pessoa que desenha produzir apenas arte bonita. Se alguém acredita de outra forma, é problemas deles, não meu.
  • Eu deveria aprender rapidamente: cada um tem capacidades de aprendizado diferentes. Se eu aprendo devagar, não significa que eu sou preguiçoso ou não sou bom o suficiente. É apenas meu caminho pessoal e eu não devo me comparar com ninguém mais porque somos todos diferentes.

Elas não soam melhor agora? E não é que você esteja fazendo de conta que a realidade é diferente apenas para se sentir melhor. Realmente é exatamente assim, quando você arranca delas as expectativas ridiculamente altas.

Você pode ter medo que trabalhe menos duro quando você parar de se pressionar com altas expectativas. Talvez seja verdade. Mas porque trabalhar duro, e se isso apenas o tornar infeliz? Menos pressão dará a você mais satisfação aqui e agora. Você estará apto a desenhar mais pela diversão da jornada e menos pelo desejo de chegar ao destino. Talvez você nunca atinja a meta, mas você terá satisfação com seus desenhos aqui e agora; e isso é melhor do que desenhar por uma questão de ser bom.

enjoy the journey
O aprendizado nunca termina, então é melhor aproveitar a jornada.

2. Aversão a Aprender

O mito do talento é responsável por deixar a vida de muitos artistas iniciantes mais difícil do que o necessário. Você pode ser um deles; você pode acreditar que um bom artista desenhar tudo a partir da imaginação, sem nenhuma ajuda. Eles nunca usam a referência, eles nunca seguem tutoriais, porque quando eles podem, agarram - usam uma técnica desenvolvida por outra pessoa. E isso é trapacear.

Quando você acredita que a arte é criada para conseguir elogios e admiração dos outros, isso se torna um negócio sério. Por exemplo, se você admira uma obra de arte, e então acontece que ela foi traçada por cima, então sua admiração é roubada de alguma maneira. Você admirou o artista pelas habilidades que ele não tinha, então eles conseguiram seu elogio de graça! Traidor sujo...

Esse modo de pensar cria uma escala de "valores de elogio" de arte:

  1. Arte criada a partir da imaginação, rapidamente, sem pensar.
  2. Arte criada a partir da imaginação, mas com esforço visível.
  3. Arte criada a partir da imaginação, mas com esforço visível.
  4. Arte criada de um tutorial.
  5. Arte traçada a partir de uma foto/outra arte.

É claro, essa escala não inclui a qualidade do trabalho artístico. Apenas descreve o quanto foi difícil criar a arte. Você pode pensar nisso como sendo o "nível de dificuldade" do desenho. É fácil ter sucesso no nível mais baixo, e falta de sucesso pode ser justificada quando você joga nos níveis mais altos.

harder doesnt mean better
"Sim, eu posso desenhar melhor, mas eu não quero deixar isso tão fácil."

Desenhar a partir de uma referência é certamente fácil. Você pode simplesmente copiar o que vê, sem nem mesmo saber o que é isso, e deixá-lo parecendo super realista. Quando você desenha a partir da imaginação/memória, você precisa imaginar tudo você mesmo, uma pose natural, perspectiva, anatomia correta, detalhes, o modo como a luz bate na superfície... Então, obviamente, essa maneira de desenhar merece mais admiração.

Mas admiração em relação a habilidade conseguida através de horas de prática. Esses ótimos artistas não nasceram simplesmente com o conhecimento de "poses naturais, perspectiva, anatomia correta, detalhes, e a maneira como a luz incide nas superfícies." Eles tiveram que praticar, e usar referências é a maneira mais prática e eficiente de praticar.

É contraprodutivo continuar desenhando a mesma coisa de novo e de novo esperando que os erros parem de ocorrer. Você pode achar uma foto da coisa que estava tentando desenhar e ver o que você está fazendo errado. Exatamente assim. Não é como usar uma folha de cola durante um exame; é mais como usar um livro texto enquanto aprende!

Se você pensar sobre isso, tentar desenhar algo que você nunca praticou e esperar que seja tão bom quanto o trabalho que artista experientes fazem, você parecerá realmente arrogante. Eles tiveram que aprender, mas você é supostamente deveria ser bom sem aprender. Porque aprender é trapacear.

its ok to use references
"Eu não quero ver como um cachorro é, eu deveria saber isso, ou eu não sou um artista de verdade."

Desenhos criados a partir da imaginação não vem de dentro - eles vem de fora, apenas no passado. Mesmo quando você desenha sem referência, você ainda está usando muito das referências internas - suas memórias Evitar referências é como dizer: "A mim é apenas permitido usar as memórias que eu consegui inconscientemente, seria trapaça criar novas conscientemente."

Tratar o desenho como qualquer outra proficiência, não como uma misteriosa habilidade que você só pode descobrir em você mesmo. Seus gatos tem as proporções erradas? Analise fotos de gatos e encontre algumas regras que apenas você pode utilizar. Seus desenhos são efeitos, exceto pela cabeça da criatura? Encontre fotos semelhantes a isso e veja o que você está fazendo errado. Você vai parar de usar referências quando você parar de precisar delas, de uma forma natural. Desistir delas antes disso é jogar fora seu livro texto, proque você acredita que o conteúdo já está em algum lugar da sua mente.

3. Sem Planejamento

Esse é outro problema que vem diretamente da crença no talento, e desenho como uma habilidade interior. Você pratica desenho...desenhando. Você desenha muito. Você é muito criativo, e você tenta criar algo novo a cada vez. Você coloca muito esforço em sua arte, e você acredita que isso é todo o necessário - quanto mais esforço você colocar, melhor a arte.

Mas apesar dessa crença, não parece funcionar. Seu progresso é inacreditavelmente lento. Você vê pessoas ao seu redor progredindo tão rápido; o que há de errado com você?

Novamente, desenhar é uma habilidade que você aprende. Não está escondida dentro de você, assim como a habilidade de tocar Sonata ao Luar não está escondida em você. Você não pode apenas pressionar teclas aleatórias no piano, esperando que a música seja tocada. E você não pode desenhar coisas aleatórias e esperar que cada um dos novos desenhos seja de algum modo mais perto do seu sonho do que o anterior.

Você não consegue aprender se cada "lição" tiver que terminar com uma obra de arte. Se tudo o que você desenhar for para ser publicado e elogiado, você coloca muito esforço em fazer parecer bom, em vez de aprender. Sim, sua meta é criar bons desenhos. Mas você não pode criá-los sem desenhar muitos rascunhos ruins primeiro. Você não precisa publicar tudo que desenha, então não se preocupe com os outros.

Aprender requer planejamento e muito pensar. Não desenhe caoticamente, esperando atingir uma proficiência geral de desenho no processo. Decida o que você quer aprender, e descubra como você quer aprender. Então...aprenda. Desenhe muito, mas desenhe com um propósito. Pense sobre o que você está fazendo, não apenas observe acontecer. Procure por regras, algo que você possa memorizar e usar mais tarde. Teste essas regras, e as modifique se necessário. Torne o aprendizado ativo.

learn from your mistakes
Caos e falta de um propósito claro é o maior dos inimigos do aprendizado.

Isso não significa que você deve parar de desenhar por diversão. Apenas não faça de todos os seus desenhos, sejam esboços ou estudos, uma peça digna de ser publicada. De tempos em tempos, crie um trabalho artístico totalmente renderizado e finalizado. E veja o progresso que realmente acontece entre eles.

4. Muito Planejamento

Certo, então você sabe bem como o desenho deve ser aprendido, então você aprende. Você é um estudante ambicioso, e você aborda isso seriamente. Você segue tutoriais, faz esboços, e assiste videos de outros artistas. Você lê artigos motivacionais e assiste palestras em videos sobre desenho. Não passa um dia sem você aprender algo sobre desenho.

E isso é ótimo,mas há um armadilha ao longo do caminho. Artigos e vídeos de artistas experientes são uma grande fonte de motivação e confiança. Quando lê/ouve eles, você se sente como se suas habilidades crescerem passivamente. Então você continua procurando por mais: "5 segredos do grande desenho", "10 hábitos de todo artista de sucesso", "1 truque que deixa seu desenho mais fácil". Parece que está aprendendo, mas sem esforço!

Não me entenda errado, não estou sendo hipócrita aqui - eu escrevi esse artigo afinal. Mas quando você se pega assistindo outro "10 coisas que todo bom artista faz", em vez de realmente fazer, você não está sendo produtivo. Você não está trabalhando em direção a sua meta. Apenas parece produtivo, mas artigos e vídeos não te darão nada a menos que você realmente siga o conselho deles.

practice is better than theory

Outro lado dessa questão é a constante busca por mais dicas e mais técnicas inovadoras que você nunca ouviu falar. Em vez de gastar muito tempo e esforço aprendendo a como desenhar algo, você navega pela internet procurando uma técnica brilhante que vai tornar tudo mais fácil de uma vez. Isso é perigoso, porque, você se sente produtivo fazendo isso.

Tutoriais e guias são realmente úteis, mas eles são apenas ajudas. Você não consegue usá-los no lugar da prática atual. Não importa quão óbvio algumas técnicas soam, precisa praticar por você mesmo para isso aderir. Ler todo um livro sobre desenho não vai tornar você um bom artista. Gastar uma hora no Pinterest navegando por tutoriais visuais não vai tornar seus desenhos melhores. Descer a barra de rolagem através de um tutorial passo a passo, vai apenas dar a você o aparente sentido de entendimento.

Apenas desenhar pode tornar você melhor em desenho. E enquanto é improdutivo desenhar sem qualquer preparação, muita preparação também é ruim. Então...desenhe!

5. Se Comparar Com o Melhor

A maioria de nós vai desenhar inspirada por ótimos artistas. Não são mais apenas os Velhos Mestres; nessa era digital nós não temos mais que visitar uma galeria para ver arte profissional; está simplesmente em todo o lugar. Além disso, nós podemos assistir vídeos desses grandes artistas pintando passo a passo, como se fosse fácil. Essa é a sua meta, isso é o que você quer ser. Para conseguir apenas admiração sem palavras, dos seus fãs, ficar acima da crítica.

Ver a arte dos grandes artistas é realmente inspirador, mas isso também pode quebrar seu espírito. Essa meta parece tão distante, tão inatingível...porque se importar? especialmente quando você não consegue desenhar nada nem 5% tão bom. Seus maiores esforços parecem rabiscos infantis perto desses mestres. Eles são capazes de produzir uma esboço que parece obra prima em 20 segundos a partir da imaginação, e você não consegue produzir nada tão bom em 20 horas, mesmo com uma referência.

dont compare too much

Sim, eles certamente parecem bons. Mas eles são humanos, como você e eu. Você os observa após eles atingirem seus destino, mas você não sabe nada sobre a jornada deles. Então você se compara a eles, você compara seu ponto atual da sua jornada ao destino deles, e isso sempre vai causar frustração.

Cada artista teve que começar em algum lugar. Cada artista começa com rabiscos de criança, então desenham muitos desenhos ruins, depois alguns desenhos mais decentes, e depois de milhares de horas gastas em prática ativamente eles finalmente atingem o estado que você observa neles. Você, com meras cem horas ou menos atrás de você, olha para eles e pensa:"Por que, oh por que eu não consigo ser tão bom quanto eles?"

Você certamente não consegue. Mas você não pode se transportar magicamente para esse estado. Eles atingiram isto com horas de trabalho duro, e assim você deve fazer também. Não ignore a experiência deles apenas porque você não consegue enxergar; não atribua isso ao talento místico deles. Isto não é apenas injusto, mas também faz com que a jornada pareça muito mais difícil do que a de qualquer um arranca a motivação do trabalho duro.

dont ignore the work
"Como eles podem ser tão bons, é injusto!"

Você não conhece a jornada deles e você nem consegue imaginá-la. Você não pode se comparar a eles, e você não consegue estimar o quanto você será bom em uma determinada idade, ou depois de um certo número de horas. Sua jornada é só sua, e não tem nada a ver com a deles. Você pode chegar num destino semelhante, mas cada um de vocês segue por seu próprio caminho. E tentar se equiparar a alguém que já começou muito antes de você (e ainda continua caminhando) vai apenas exaurir você.

A única maneira saudável, honesta de julgar seu progresso é se comparar a você...com você mesmo. Você pode ver o quão distante você caminhou comparando a posição onde você estável da última vez. Não comparando a sua posição com a posição de alguém que você está seguindo.

dont ignore your past achievements
O lugar que você se encontra agora deve já foi sua meta algum dia.

Mantenha seus desenhos, mesmo se forem ruins. Coloque data neles todos para referência futura. Sempre que se sentir mal, porque ainda não está tão bom quanto alguém com milhares de horas a frente de você, olhe para trás. Confira seus trabalhos antigos. Você pode se surpreender com a rapidez com que tem certas habilidades como garantidas.

Vá no seu tempo, ande pelo seu caminho. É preciso centenas de horas para se tornar bom em algo; não há atalhos. Algumas pessoas já estão lá apenas porque elas fizerm o que você ainda tem que fazer. Admire o trabalho deles e pegue isso como um lembrete de onde as horas de prática podem te levar, mas não deseje tornar-se "eles" magicamente. Eles não são especiais, e nem você é. Eles chegaram lá por causa do trabalho duro deles e assim você deve fazer também.

6. Mudar de Mídia Constantemente.

"Desenhar" tem um significado muito amplo. Um conjunto de linhas gravadas numa pedra é um desenho. Um peça de arte final esboçada com caneta esferográfica é um desenho. Um retrato totalmente sombreado desenhado com lápis graduados também é um desenho. Um esboço digital colorido com ferramentas digitais é uma desenho. Você também pode misturar as mídias para criar algo entre um desenho e uma pintura, por exemplo, colorir um esboço com aquarela. Há tantas possibilidades!

E cada possibilidade requer um conjunto diferente de habilidades. A diferença entre criar line arte e sombrear é especialmente grande. E cada possibilidade requer um conjunto diferente de habilidades. A diferença entre criar line arte e sombrear é especialmente grande.

Não há nada de errado em experimentar, tentar encontrar com o que você se sente mais confortável, mas você deve estar ciente de que cada ferramenta precisa ser aprendida. Você nunca vai encontrar uma ferramenta mágica que vai resolver todos os seus problemas de uma vez. Se você não consegue desenhar a linha da maneira que você pretende, não significa necessariamente que o lápis é muito áspero ou o papel muito suave, normalmente significa que suas mãos ainda não estão treinadas. E não estarão treinadas até que você gaste algum tempo com uma única mídia.

theres no perfect tool in drawing
Não há ferramenta perfeita, "aquela" que vai te tornar um artista "no primeiro traço". Cada ferramenta e técnica requer prática.

O problema é especialmente visível em artistas jovens que não podem pagar por uma mesa digitalizadora. Serem rodeados por arte digital com linhas nítidas, escuras e cores vívidas, eles culpam as suas ferramentas "normais" por seus resultados pobres. Se eles apenas puderem usar o comando Undo (desfazer). Ou selecionar e redimensionar alguma parte que saiu errada. Ou apagar e consertar algumas linhas sem um traço. Isso seria bem mais fácil!

Mas, mais fácil não significa melhor. Encontrar uma maneira de cobrir suas fraquezas não o torna mais forte, combatê-las o torna. Você luta para desenhar uma linha intencionalmente? Trabalha o tempo que for necessário para resolver esse problema? Não procure por uma outra ferramenta que vai tornar tudo mais fácil. Não pule de ferramenta para outra apenas porque você viu uma ótima arte criado com algo que você ainda não usou. Cada ferramenta é capaz de criar ótimos trabalhos artísticos. Você só precisa gastar o tempo necessário para dominá-las.

7. Prática Irregular

Você tem um tipo de relação amor e ódio com o desenho. Há dias que você desenha feito um louco, segue tutoriais, assiste vídeos motivacionais, abre perfis de mídia social para sua arte. E então algo acontece, você vê uma arte incrível que você sabe que nunca vai ser capaz de desenhar, você recebe um comentário de um hater, fica desapontado com o progresso, e você perde o espírito.

Você para de desenhar por um tempo. Seu perfil social fica vazio. Seu fãs se esquecem de você. E então você se e inspira por alguma coisa, alguém. E você volta, e trabalha ainda mais duro que antes... mas isso não dura muito. Porque você ainda não parece conseguir melhorar!

Ou talvez você goste de desenhar, de verdade, mas você nunca consegue atenção suficiente. Você desenha algo hoje, segue alguns tutoriais, pratica uma técnica por uma semana... E então algo mais importante acontece em sua vida. Você gostaria de desenhar, mas não consegue encontrar tempo. Isso pode esperar, você pensa. Apenas mais uma semana e eu voltarei. Mas quando você faz, percebe que perdeu todo o seu progresso. Tudo perdido.

Nossos cérebros não são perfeitos. Nossa memória não é como um hard drive de um computador; você não pode colocar algo lá e salvar para sempre. Cada memória tem um tipo de caminho que leva a ela; quanto mais você anda por ele, mais fácil é chegar lá. E se você parar, vão crescer arbustos demais e você pode nunca mais encontrar os caminhos de novo.

É por isso que repetição é a chave do aprendizado. Você pode praticar algo por um dia inteiro e esperar que vá ficar com você para sempre. Se você não usar logo depois, seu cérebro vai achar que não é importante e será jogado fora. Você deve retomar a informação que quer salvar por um período mais longo, de tempos em tempos para mantê-la recuperável. Aprender não é sobre estudar como um louco por um dia - é sobre prática regular.

learn from your practice

Essas milhares de horas de prática necessárias para ser bom em alguma coisa não podem acontecer de uma vez. Nós precisamos de pausas, tempo para consolidar o conhecimento. Isso acontece até quando dormimos. Então praticar por meia hora todos os dias vai dar muito mais a você do que passar todo o final de semana com tutoriais e então esquecer-se deles por toda a semana.

Não espere a hora perfeita quando você pode finalmente praticar em paz por tanto tempo quanto quiser. Encontre 15-30 minutos durante o dia, entre preparar o jantar e esperar o macarrão cozinhar, entre arrumar e assistir TV como seu ritual da tarde. Meros minutos todos os dias são melhores do que horas em uma lua azul.

8. Desenhar para os Outros

Quando você admira uma grande arte de outra pessoa, a admiração pelas habilidades é apenas parte dessa sensação. Você pode também se sentir com inveja, não pela habilidade, mas pela admiração dos outros.

É uma ótima sensação ser elogiado por seu trabalho duro. Quando outras pessoas reconhecem seus esforços, você se sente orgulhoso e muito mais confiante. Mas há outro lado dessa moeda. Quando os outros dizem coisas ruins sobre sua arte, você se sente depreciado, envergonhado, até mesmo sem valor, apesar de estar satisfeito com seu trabalho um momento antes.

Ligar seu valor a qualidade da sua arte é uma coisa perigosa. Sim, ser bom em algo faz maravilhas para a auto confiança, mas se isso significa que você se sente sem valor até conseguir algo de bom, é realmente contraprodutivo.

Quando pessoas julgam sua arte, elas não julgam seu valor. Elas apenas julgam a sua habilidade. É você que faz essas duas coisas significarem a mesma coisa. E isso é algo muito perigoso. Quando você acredita que elogiar os outros é uma prova de valor, então você vai fazer de tudo para satisfazê-los. Você só pode desenhar o que eles gostam e nunca mostrar nenhum erro. Você nunca pode experimentar, a não ser que os desaponte. Você se torna um vendedor do produto que eles querem, e eles pagam você com atenção.

dont beg for praise
"Por favor, senhor, eu sou um bom artista!"

Não há nada de errado com isso, os dois lados estão felizes? Isso depende. Se você realmente gosta de desenhar a mesma fanart de novo e de novo, porque você gosta dela assim como seus fãs, então está tudo bem. Mas se você se sente como um escravo, você está cansado de desenhar essa coisa popular/estilo o tempo todo, e ainda assim, está com medo de tentar algo novo... Então é hora de romper com isso.

Lembre-se de que você realmente não quer quaisquer fãs. Você quer ter fãs da sua arte. Você pode pensar que você quer desenhar o que eles gostam,mas na verdade quer que eles gostem do que você desenha. Você deve ser seu maior e mais importante fã, sempre. Sua opinião deve ter uma prioridade acima das opiniões dos outros. Mesmo se milhares de pessoas disserem que não gostam da sua arte, isso não importa mesmo, contanto que você goste. Porque é sua, e você a sabe melhor como ela deve ser.

draw for yourself
Se for sua intenção desenhar dessa forma, as críticas deles são simplesmente uma questão de gosto, e isso não é algo que possa estar certo ou errado.

Mas lembre-se: a elas é permitido ter as próprias opiniões também. Se elas não gostam de algo que você gosta, isso não significa que elas estejam erradas e você certo. Opiniões não podem ser certas ou erradas; você pode apenas compartilha-las ou não. Sorria sobre os comentários que você não concorda. Se eles oferecerem algum conselho, você pode usá-los. Se não deixe-os ir; você não pode e realmente não precisa agradar a todos, afinal.

9. Perfeccionismo

O perfeccionismo geralmente é visto como uma simples parte da personalidade. Eu prefiro chamar de desordem. Quando você sofre de perfeccionismo, você tem uma visão distorcida de todas as suas conquistas. Não importa o quanto você faça bem, você nunca estará satisfeito, porque você sempre poderia ter feito melhor. Você nem mesmo acredita nos outros quando eles elogiam você. Eles só estão tentando ser legais, você pensa. Ou eles não tem a menor noção de desenho.

Não importa quanto progresso você faça, é invisível para você. Você apenas aprendeu o que deveria saber a muito tempo atrás afinal! Na mente do perfeccionista, trabalhar para ser melhor em algo não é como subir uma montanha, mas como cavar um buraco no chão. Para um perfeccionista ser o melhor é simplesmente o estado padrão. Então é uma fonte de vergonha "não ser bom o bastante".

never good enough

Você por ainda ver algo bom nessa abordagem. Perfeccionistas tendem a trabalhar muito duro, não? Então eles tem uma chance maior de atingir a meta. O problema é que um perfeccionista não tira qualquer satisfação do que eles fazem. Eles estão sob constante pressão de serem melhores e melhores, o que pode dar a eles progresso, mas rouba qualquer recompensa por isso. Para usar uma metáfora, os perfeccionistas trabalham, mas eles não ganham dinheiro, eles pagam uma dívida.

Eu não tenho nenhuma cura especial para o perfeccionismo, mas eu posso dar a você um conselho. Você deve estar ciente de que isso tudo está na sua cabeça. Isso não significa que você não possa controlá-lo, ou que é sua culpa; simplesmente significa que não há últimas consequências se você não atingir suas expectativas. Apenas as internas. Isso dói, mas não mata.

its ok to be bad
Você cometeu um erro, e daí? Não é como se você tivesse que ser perfeito aqui e agora, ou alguém vai punir você.

Você acredita que erros são algo para se envergonhar. Tente substituir isso, ativamente, com uma visão mais racional: "Eu sou humano, e humanos cometem erros. Eu posso aprender com os erros." E cometê-los! Se você tem medo de começar um desenho porque você não sabe como desenhar isso corretamente, tente desenhar isso errado intencionalmente. E se divirta fazendo isso, brinque com a arte.

Você espera que outros sejam bons no desenho também? Se não, porque tratar a você mesmo de modo diferente? O que o torna especial? Você é a única pessoa que espera ser ótimo em tudo o que você faz. Diga a essa pessoa para se calar, pelo menos por um momento todos os dias. E torne esse momento mais longo e mais longo com o tempo. Se você não é especial, você é como todo mundo. E todos são ruins em muitas coisas. Permita a você ser como todo mundo.

10. Enxergando o Realismo Como o Único Estilo que Importa

A arte, no sentido mais popular, é sobre criar uma cópia da realidade em alguma mídia. Deveria haver algum significado nas linhas que você desenha, algo que possa ser reconhecível. E é claro, a maneira mais fácil de reconhecer é a melhor. Não há nada pior do que uma arte que deveria ser realista, mas falha.

Quando você se declara fã do realismo, você não acredita em compromisso. O realismo é o único estilo que importa, é o pico da criação artística. Tudo mais é falta. Um esboço em line art pode parecer legal, ms nunca irá ser tão legal como um retrato fotorealista a lápis.

realism isnt the goal
"Gatos de verdade não tem cabeça redonda, perdedor!"

Em tempos antigos, desenhar/pintar deveria "gravar" a realidade o mais acuradamente possível. Simplesmente não havia outra maneira. Então o realismo perfeito era a meta a maioria do tempo, porque preenchia o propósito da arte. Hoje nós temos câmeras, e elas são mais perfeitas que qualquer artista. Infinitamente mais rápidas também. E quando nós queremos copiar uma foto, nós temos que copiar máquinas. É inacreditavelmente fácil de capturar a realidade 100% realista nos dias de hoje.

Por causa disso, o realismo (ou foto realismo) se tornou simplesmente a arte pela arte. Você desenhar realisticamente, porque você quer provar a você mesmo/outros que você pode e nada mais. A arte realista intrinsecamente não vale mais do que outros desenhos. É o estilo padrão - mas não é o único.

Ser bom artisticamente não significa que você pode desenhar 100% realista. Simplesmente significa que você pode desenhar intencionalmente. Que você sabe o que quer desenhar e você pode desenhar exatamente dessa forma. Quando você desenha algo imprecisamente, não é um erro, porque essa foi sua intenção. Você brinca com a realidade para incluir elementos não visuais dela, e da maneira como você faz cria seu próprio estilo pessoal.

its good to have style
No mundo das máquinas de copiar humanas, um erro intencional pode fazer um trabalho artístico real.

Se o realismo é a meta, então todos os melhores artistas deveriam desenhar de forma idêntica. Perfeitamente, porém idêntica. Quando você estiliza seu trabalho, você o torna próprio. Você faz mais do que realista. Você coloca um pedaço do seu coração, um pedaço da sua alma. E em vez de presentear seus fãs com algo que eles possam ver em uma foto, você mostra algo que eles nunca veriam sem você. Isto, na minha opinião, é o ponto real da arte.

Mas como dizer que você tem um estilo, tendo uma defensiva "meu estilo!!!? É tudo sobre intenção. Se você tem um resultado em mente e ele sai diferente é um erro. Se você sabe o que é realista, e você faz não realista de propósito, não é um erro. Então o propósito, não o acidente, deve criar um desvio do realismo.

É importante estudar realismo, porque é isso que nós reconhecemos. Se vcoê quer retratar um leão, você deve saber como um leão se parece, se quiser que outros o reconheçam. Quando souber o que é considerado realista, você pode intencionalmente substituir alguns elementos dele por algo próprio. E então você não será mais escravo do realismo.

Conclusão

Desenhar, como qualquer outra habilidade, é simples na superfície, e muito complexa abaixo dela. E porquê muitas pessoas acreditam que é um dom nós apenas podemmos nascer com ele, não é fácil para uma pessoa aprender a desenhar. Espero que esse artigo tenha abordado algumas das suas inquietações, e que você se sinta mais confiante sobre suas habilidades agora. Se você ainda tiver alguma questão não resolvida com o desenho, por favor, escreva um comentário, ficarei feliz em ajudar!

E se esse artigo fez você querer desenhar algo, mas não tem certeza do que, porque não tenta alguns dos nossos tutoriais simples para iniciantes?


Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.